Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Aprenda a criar um ponto de restauração no Windows 7

Aprenda a criar um ponto de restauração no Windows 7

Categoria: Informática
Aprenda a criar um ponto de restauração no Windows 7

Em alguns casos, quando instalamos e removemos com frequência softwares do computador, ou por outros motivos, podem ocorrer erros no sistema operacional. Às vezes, por culpa do software instalado ou desinstalado que corrompeu algum arquivo do sistema ou por causa de vírus. Esse tipo de problema pode trazer grandes complicações para a máquina. E, nessas situações, a única coisa que passa pela cabeça é a vontade de voltar no tempo e não ter instalado o programa ou baixado o software que contaminou a máquina.

Essa vontade pode ser realizada com um recurso muito eficaz do Windows. Nesse caso, do Windows 7. Ele se chama Restauração do Sistema e pode ser usado em diversos casos, fazendo a máquina voltar suas configurações em um determinado ponto. Saiba mais sobre essa ferramenta.

Funcionamento
Antes de utilizar esse recurso, é necessária a criação de um ponto de restauração no sistema operacional. De certa forma, isso seria determinar um dia, hora, minuto e segundo exato que o sistema irá salvar todas as configurações do computador, congelar uma determinada imagem no tempo.

Nesse caso, quando ocorrer algum problema com a máquina, podemos voltar a essa data salva pelo sistema e tudo que ocorreu depois disso será apagado pelo computador.

Aprenda a criar um ponto de restauração do Windows 7:

1 – Vá ao menu “Iniciar” e no campo destinado a pesquisas digite “Criar ponto”;

2 – No resultado da pesquisa, procure pela opção “Criar ponto de restauração” e clique sobre ela;

3 – De um nome para o ponto de restauração para lhe orientar. Por exemplo: “Instalação do Office 2010”.

4 – Vá à opção “Criar” e espere o sistema terminar a ação.

Rápido, simples e eficiente. Seu ponto de restauração está criado. Agora veja como restaurar o sistema em um determinado ponto criado, caso necessite.

Restaurando o sistema

1 – Repita o primeiro passo mencionado anteriormente, porém agora pesquisa por “Restauração”;

2 – No resultado da pesquisa, selecione a opção “Restauração do sistema”;

3 – Assim que abrir a janela, verifique se a data recomendada da restauração é a que você deseja. Caso não seja, clique na opção “Escolher outro ponto de restauração” e prossiga;

4 – Selecione o ponto que deseja e vá em “avançar”;

5 – Faça um backup de seus documentos importantes e somente após verificar que está tudo certo, clique na opção “Concluir”, que dará início à restauração do sistema.

Essa operação pode demorar bastante, mas ajuda em diversos casos e na maioria das vezes é bem sucedida. No corpo da matéria, há um vídeo feito pela equipe do site Baixaki, explicando detalhadamente essa operação.


Lucas Souza

Título: Aprenda a criar um ponto de restauração no Windows 7

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

633 

Comentários - Aprenda a criar um ponto de restauração no Windows 7

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios