Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > O Bebê de Rosemary

O Bebê de Rosemary

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: DVD Filmes
O Bebê de Rosemary

O Bebê de Rosemary ( Rosemary´s Baby) é um filme que mistura drama, terror e suspense de 1968 dirigido por Roman Polanski. O filme é considerado até hoje um dos grandes clássicos do cinema no gênero terror e sua história foi baseada em um romance da escritora Ira Levin.

O elenco é formado pelos atores John Cassavetes, Mia Farrow, Ruth Gordon, Maurice Evans e Ralph Bellamy. Apostando em um terror psicológico e claustrofóbico, O Bebê de Rosemary é daqueles filmes que cria um clima de tensão, suspense e medo sem precisar apelar para mortes violentas ou muito sangue derramado.

Bem diferente das produções atuais que consideram a máxima " quanto mais mortes e sangue melhor". Rosemary (Mia Farrow) e seu marido Guy ( John Cassavetes) se mudam para um apartamento em Nova York.

A princípio parece ser o lugar dos sonhos para o casal, e logo eles conhecem um casal de vizinhos idosos que aparentemente são bem amáveis e simpáticos. Porém logo fica claro que os vizinhos são um tanto quanto intrometidos e curiosos querendo saber da vida particular do casal.




O marido de Rosemary acaba descobrindo que seus simpáticos vizinhos fazem parte de uma seita que cultua o demonio e acaba se envolvendo com eles. O que Rosemary não sabia é que seu marido em troca de ter sucesso como ator, aceita se "vender " para seus macabros vizinhos e monta um plano para usar sua esposa para dar a luz o "filho do demônio".

Nada no filme é explícito, inclusive na cena final é mostrado apenas de relance o rosto da criança, o que causa medo não é o que é mostrado, mas sim ficamos apavorados pela expressão de terror e surpresa de Rosemary quando vê o seu bebê pela primeira vez, ficamos imaginando : Será que a criança é tão assustadora assim?

O filme na epoca de seu lançamento causou uma grande polêmica por tratar de temas ligados ao satanismo, e coincidência ou não, após seu lançamento aconteceram vários fatos macabros com as pessoas envolvidas na produção do filme. O produtor William Castle morreu de falência renal, e meses depois a esposa do diretor Roman Polanski morreu assassinada.

Veja ou reveja esse grande clássico, é um dos filmes que alguns amam, outros odeiam, mas ninguém consegue ficar indiferente.


Nilson Empreendedor

Título: O Bebê de Rosemary

Autor: Nilson Empreendedor (todos os textos)

Visitas: 0

628 

Comentários - O Bebê de Rosemary

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Jardinagem Fonte de Vida

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Jardinagem Fonte de Vida\"Rua
A jardinagem é conhecida há anos como uma forma de emprego que possibilita a muitos uma renda familiar mensal. A jardinagem também pode ser artística onde a arte do profissional é aplicada. A jardinagem pode ser de inúmeras formas conhecida e exercida, trazendo benefícios imensuráveis a aqueles que dela são adeptos.

Muito mais que fonte de renda ou arte a jardinagem é uma fonte de inúmeros beneficio a vida do ser humano, fonte de alegria, relaxamento e distração. E por ser uma atividade tão simples não é difícil de ser realizada. A jardinagem é por si só fonte de vida, fonte de aprendizado e principalmente fonte de intimidade do ser humano.

Ser adepto da jardinagem não é somente revirar terra, ser adepto da jardinagem é decisão de vida que transforma seu dia-a-dia mudando a rotina de dias estressantes e cansativos.

Ao olhar de muitos a tarefa possa parecer penosa, cansativa e até chata, mais somente estando envolvido na jardinagem para perceber que muito mais ter um corpo cansado após a tarefa, você na verdade descansa seu corpo sua mente e seu espírito da agitação do dia-a-dia.

Alguns minutos dedicados à jardinagem são o suficiente para inibir grande carga emocional e física do nosso dia-a-dia, e proporcionando uma energia a mais para os próximos dias.

A jardinagem pode ser realizada de varias formas simples que vão trazer todos estes benefícios a sua vida e não são necessários grandes investimentos ou mudança radical da sua rotina de vida ou qualquer outra mudança que você possa imaginar. Na verdade as maiores mudanças são comportamentais e só depende de você.

Para detalhar um pouco o que você poderá fazer com alguns minutos dedicados à jardinagem você irá perceber que não há nenhuma dificuldade em realizar esta tarefa.

Com um mínimo de espaço você pode cultivar plantas simples, em vasos pequenos que não irão ocupar espaço e serão na verdade uma linda forma de ornamentar sua casa.

Você poderá cultivar uma espécie de planta conhecida como:
- Rosa de pedra

É uma suculenta, planta que armazena água nas folhas e caules, que tem o formato parecido com o de uma rosa. É muito usada para fazer arranjos em vasos com outras suculentas e cactos. Deve ser regada apenas uma vez por semana, pois a umidade pode apodrecer suas raízes. Não tolera muito sol.

E você vai perceber que se dedicar alguns minutos a jardinagem é muito bom para você, os resultados não tem como ser calculados, somente há possibilidade de experimentar o quanto bom é o resultado final.

Então não espere muito é dedique-se um tempo a descobrir o quanto é bom a jardinagem para sua vida.

Pesquisar mais textos:

Rodrigo Junio Ferreira

Título:Jardinagem Fonte de Vida

Autor:Rodrigo Junio Ferreira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:43:33

    É tão gratificante nós mesmos realizarmos a jardinagem. Essa atividade relaxa, gera prazer e o resultado nos deixa muito felizes. Vale a pena!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios