Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > 7 Tropeços Que Os Ricos Não Fazem

7 Tropeços Que Os Ricos Não Fazem

Categoria: Empresariais
7 Tropeços Que Os Ricos Não Fazem

1) Trabalhar onde mora, dorme ou deveria descansar
Separe os ambientes de trabalho – designe um lugar para trabalhar e somente
trabalhar – ou você nunca conseguirá escapar do trabalho;

2) Não realizar uma análise 80/20 detalhada a cada duas ou quatro semanas,
tanto para vida pessoal quanto profissional;

3) Buscar a perfeição infinita em vez de buscar o "ótimo" ou simplesmente o
"bom o bastante", seja em sua vida pessoal ou sua vida profissional
Reconheça que esta é normalmente outra desculpa de trabalho pelo trabalho. A
maior parte dos esforços é como aprender um idioma: estar correto 95% do tempo
requer seis meses de esforço concentrado, enquanto estar correto 98% do tempo
requer 20-30 anos. Foque-se no "ótimo" para algumas coisas e no "bom o bastante"
para o resto. Perfeição é um bom ideal e uma direção a se ter, mas reconheça o que
ela é: um objetivo inalcançável.

4) Usar minúcias e pequenos problemas fora de proporção como uma desculpa
para trabalhar;

5) Tornar urgentes as tarefas que não possuem prazo para justificar o trabalho;
Concentre-se na sua vida fora de suas contas bancárias por mais assustador que possa ser no começo. Se você não conseguir encontrar objetivo em sua vida, é sua responsabilidade como ser humano criá-lo, seja realizando sonhos ou encontrando um trabalho que lhe dê objetivos e valores próprios – idealmente, será uma combinação de ambos;

6) Encarar um produto, emprego ou projeto como o objetivo final e o todo de
sua existência
A vida é curta demais para desperdiçá-la, mas também é longa demais para ser
pessimista ou niilista. O que quer que você esteja fazendo agora, isso é só um passo
para o próximo projeto ou aventura. Qualquer solavanco que você sofra pode tirá-lo
do que está fazendo. Dúvidas não são mais do que um sinal de que uma ação de
algum tipo é necessária. Quando estiver em dúvida, ou exausto, faça uma pausa e
avalie do ponto de vista do 80/20, suas atividades e relacionamentos tanto pessoais
quanto profissionais;

7) Ignorar as recompensas sociais da vida
Cerque-se de pessoas sorridentes e positivas que não tenham nada a ver com seu trabalho. Se puder, não viva sua vida sozinho, tenha pessoas legais ao seu redor. A
felicidade é compartilhada na forma de amizade e o amor é a felicidade multiplicada.


Vicente Silva

Título: 7 Tropeços Que Os Ricos Não Fazem

Autor: Vicente Silva (todos os textos)

Visitas: 0

447 

Comentários - 7 Tropeços Que Os Ricos Não Fazem

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios