Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > A importância do planejamento estratégico para as empresas

A importância do planejamento estratégico para as empresas

Categoria: Empresariais
A importância do planejamento estratégico para as empresas

Sobreviver no atual mercado competitivo, com tantas mudanças tecnológicas e maior concorrência estão cada vez mais difícil o que se torna um grande desafio para as empresas. E, segundo o SEBRAE (2014), uma das razões principais para a mortalidade das empresas é a falta de planejamento, onde muitas fecham suas portas antes mesmo de começarem a terem lucros.


Pensando nisso, o planejamento estratégico se torna uma ferramenta indispensável para a eficiência da empresa, pois conforme Maximiano (2011) no planejamento estratégico é onde se definem as estratégias que devem seguir, ou seja, o caminho a percorrer e os objetivos que se deseja alcançar para uma melhor organização com eficiência e competitividade.


Oliveira (2015) diz que o planejamento estratégico corresponde às providências que os administradores tomam a fim de alcançar um futuro diferente, ou seja, um futuro melhor, diferente do passado, dessa forma se torna importante por ser possível que seus gestores previna se do indesejável e que as coisas aconteçam conforme seus desejos.


Com o planejamento estratégico, pode se fazer um diagnóstico do ambiente interno e externo da empresa, identificando seus pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades no ambiente, sendo possível desenvolver estratégias capazes de melhorar seus pontos fortes eliminando suas fraquezas, prevenindo se das ameaças e aproveitando as oportunidades, assim conhecer o ambiente interno e externo é essencial para uma boa administração.


Desta maneira as estratégias são elaboradas conforme os desejos e necessidades da empresa pois planejando estrategicamente é possível prevê ou criar o futuro desejado para a empresa, prevenindo-se das incertezas, criando estratégias decidindo quais planos e caminhos seguir pra contribuir com seu crescimento e se tornar competitiva.


Com o planejamento estratégico é possível evitar que a empresa venha a falência, trazendo uma saúde sólida e com expectativas de alcançarem os seus objetivos. Assim pensar e visualizar o futuro desejado para a empresa são pontos positivos que o planejamento estratégico traz de importância ao pensarmos em planejar estrategicamente o negócio de uma empresa mesmo antes de sua existência, pois é possível fazer com que as coisas aconteçam conforme nos planos.


Desta forma podemos perceber o quão grande é a importância do planejamento estratégico para as empresas, seja micro, pequenas e grandes empresas, pois quando planejamos evitamos que algo nos pegue de surpresa tendo que tomar decisões de última hora e assim é possível fazer com que as coisas aconteçam de maneira que já esperávamos ou seja conforme o nosso planejado.

Lima, Miria 2017


Miria de Lima Ribeiro

Título: A importância do planejamento estratégico para as empresas

Autor: Miria de Ribeiro (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - A importância do planejamento estratégico para as empresas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios