Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Faça a rodagem às suas sapatilhas!

Faça a rodagem às suas sapatilhas!

Categoria: Desporto
Visitas: 2
Comentários: 1
Faça a rodagem às suas sapatilhas!

O desporto está muito em voga, não só pela sua contribuição para a almejada boa forma física, mas igualmente por constituir um excelente meio de aliviar as tensões do dia-a-dia, facultando maior serenidade e equilíbrio psíquico, e de prevenir algumas doenças, como a obesidade e os problemas cardiovasculares, responsáveis por grande número de mortes todos os anos. Ainda que não se possa jogar ténis ou praticar pólo aquático, por causa do elevado custo destas escolhas ou da sua inexistência perto da área de residência, existem outras bastante mais acessíveis que incluem, por exemplo, a natação e a corrida.

Há pessoas a quem, por ordem médica, o desporto (ou, pelo menos, determinadas modalidades) está interdito ou é aconselhada moderação, devido à especificidade da sua situação clínica. Mesmos nestes casos excepcionais, normalmente, é sugerida uma caminhada diária, no sentido de não deixar entorpecer músculos e articulações. À semelhança de qualquer máquina, o nosso corpo precisa de movimentos para “manter o andamento”. Não se pode dizer que há o perigo de enferrujar, porque, ao que consta, o ferro não faz parte da nossa composição, todavia é certo que a falta de uso dos membros os enfraquece. Tal como acontece com o cérebro. A chamada ginástica mental revela-se de extrema importância no combate à demência e ao envelhecimento precoce das células, podendo, inclusivamente, retardar o último suspiro do indivíduo. Estatísticas provenientes de estudos realizados neste campo demonstram que quem exercita o raciocínio de forma continuada vive, em média, mais sete anos. Afinal, pensar também é viver…! Aquele «penso, logo existo» de Descartes tem um fundo de grande sabedoria…

Para algumas pessoas, porém, as actividades desportivas resumem-se ao denominado desporto-rei, e às críticas subsequentes a árbitros, jogadores e treinadores, isto quando a ira não atinge tal-qualmente dirigentes desportivos. Infelizmente, o mediatismo concedido ao futebol masculino abafa, não só a vertente feminina, como modalidades adaptadas de outros jogos e desportos, praticadas por gente portadora de deficiência. Em alguns países, esses verdadeiros “heróis nacionais”, que carregam para a sua pátria medalhas de lugares cimeiros dos pódios onde foram aplaudidos por estrangeiros à conta do seu esforço e reconhecido valor, os atletas paraolímpicos não passam de ilustres desconhecidos, dos quais nem o nome se sabe, para além, é claro, de não beneficiarem de quaisquer apoios de espécie nenhuma. Esses patrocínios estão destinados a clubes que, de per si, já movimentam milhões. Entretanto, as manifestações de apreço e o encorajamento colectivo vão para jogadores convencidos que são bons, mas que, volta e meia, parecem mais coxos do que aqueles que “dão o litro”numa cadeira de rodas!

Maria Bijóias

Título: Faça a rodagem às suas sapatilhas!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    09-10-2014 às 13:28:22

    Aprecio muito a caminhada num lugar bem arborizado, ao ar livre, pois nos dá a sensação de paz e calma. Também gosto de praticar ginástica localizada, pois modela bem o corpo. Às vezes, faço corrida, mas não aprecio tanto quanto a caminhada.

    ¬ Responder

Comentários - Faça a rodagem às suas sapatilhas!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios