Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > O meu ginásio é a minha piscina

O meu ginásio é a minha piscina

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Desporto
Visitas: 6
Comentários: 2
O meu ginásio é a minha piscina

Nós sabemos muito bem que nadar é um excelente exercício para manter a forma física, mas podemos aproveitar melhor a piscina para estarmos em forma. Que tal aproveitar para trabalhar os abdominais? Segure-se na piscina ou com uma bóia, flexione as pernas encostando os seus joelhos ao peito, estimulando os músculos abdominais ao mesmo tempo que ergue os joelhos.

Também pode fazer este exercício de pés pousados, só com a cabeça fora da água, puxe os joelhos até ao peito. Ouro exercício bom é colocar as mãos na anca e movimentar-se para a frente e para trás e alternando em movimento circular da esquerda para a direita e vice-versa.

Os exercícios para a anca são muito eficientes na piscina – coloque-se na parte mais funda da piscina e levante uma perna de cada vez para a frente, para o lado e para trás. A maior parte dos exercícios pode ser feita na base da repetição entre 10 a 20 vezes, sendo que mal acabe um, comece com outro.

O exercício físico na piscina é facilmente adaptável ao seu ritmo e condição física, mas é claro que se seguir um programa consistente de exercício, os resultados serão melhores, como em qualquer outra actividade e manutenção física. A duração das sessões pode começar com 5 minutos e gradualmente alongar-se para os 30 minutos, podendo incluir aqui sessões de natação durante a rotina. Praticada 2 vezes por semana, é ideal para aqueles que não têm outra actividade de manutenção física.

O bom desta actividade é que é suave para as articulações, o que torna possível praticar todos os dias, mas deve progredir ao seu ritmo. Outro aspecto bastante apelativo é o de poder ser praticado por todos em qualquer idade e imagine a diversão das crianças a comandar uma sessão de exercícios.

O exercício físico na piscina consegue refrescar as suas energias, vitalizando a sua condição física e oferece-lhe uma actividade divertida de se manter em forma.


Rua Direita

Título: O meu ginásio é a minha piscina

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 6

779 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    30-06-2014 às 21:17:56

    Não tem melhor exercício que a prática na piscina. Você pode nadar, fazer hidroginástica, massagens, dentre outros. Além do mais, o ato de nadar trabalha todo o corpo, deixando-o mais modelado e bonito. Vale a pena também porque a água relaxa muito a nossa mente e corpo.

    ¬ Responder
  • BrunoBruno

    20-01-2010 às 12:50:01

    Muito boas as dicas!! alguem mais saberia de outros exercicios para praticar na piscina?? qualquer coisa envie no meu email! [email protected]

    ¬ Responder

Comentários - O meu ginásio é a minha piscina

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios