Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Sem Muito Esforço, Brasil Goleia Os Estados Unidos Em Brasília

Sem Muito Esforço, Brasil Goleia Os Estados Unidos Em Brasília

Categoria: Desporto
Visitas: 10
Sem Muito Esforço, Brasil Goleia Os Estados Unidos Em Brasília

Seleção Olímpica controla ímpeto ofensivo, comete alguns erros defensivo e conta com a sorte na vitória por 3 a 0 no Estádio Nacional Mané Garrincha.

O Brasil não fez uma exibição de encher os olhos, teve sorte, mas não encontrou dificuldades para golear o time sub-23 dos Estados Unidos por 3 a 0, nesta segunda-feira, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Luan, Douglas Coutinho e Vinícius Araújo marcaram os GOLS da Seleção.

O triunfo foi o segundo na série de amistosos do time olímpico, que deve atuar novamente apenas na primeira data Fifa de 2015. Agora, o técnico Alexandre Gallo volta as atenções para o time sub-20, que terá compromisso no próximo mês.

E MAIS:
> Amparado pelos resultados, Dunga busca manter 100% após primeira polêmica
> Técnico do Chile estuda enfrentar o Brasil na altitude e fala de Valdivia
> CBF e Pelé na mira: Romário promete briga por leis em prol do futebol

O JOGO
Tirando pela entrada do goleiro Andrey, o técnico Alexandre Gallo manteve o mesmo time que começou o amistoso contra a Bolívia. E os dois primeiros minutos foram marcados por erros. Pelo lado brasileiro, Doria quase entregou o ouro para os americanos, mas a defesa se recuperou.

No lance seguinte, foi a vez do goleiro Cropper fazer uma lambança inacrediável. Só que ele não teve a mesma sorte do capitão brasileiro e Luan abriu o placar para a Seleção.
As jogadas ofensivas, sobretudo com Talisca, continuaram sendo o ponto alto do esquema armado por Gallo.

Ademilson também teve seu momento de brilho e colocou uma bola na trave. No entanto, contra um adversário um pouco mais qualificado e marcando as jogadas laterais, o Brasil oscilou. Vale ressaltar que a defesa teve muito trabalho e deixou espaços, que não foram aproveitados pelos americanos devido aos GOLS perdidos de forma displicente.

Na volta do intervalo, Gallo aproveitou para fazer três mudanças: Douglas Santos, Fred e Felipe Gedoz nas vagas de Alison, Ademilson e Wendell. O panorama, no entanto, não mudou. Os Estados Unidos não empataram novamente por erros infantis em finalizações. E como na etapa inicial, a sorte estava mesmo do lado da Seleção.

Isso porque o goleiro Andrey saiu jogando e quase perdeu a bola. Na jogada seguinte, Vinícius Araújo foi até a linha de fundo e cruzou para Douglas Coutinho fazer o segundo do Brasil. Com boa vantagem, os Estados Unidos desistiram da reação e a Seleção chegou ao terceiro com Vinícius Araújo.

No fim, a torcida presente no Estádio Nacional Mané Garrincha ficou feliz com o triunfo. E apesar de algumas falhas defensivas no amistoso desta segunda-feira, o saldo desta primeira etapa de preparação para a Olimpíada de 2016 foi amplamente positivo.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 X 0 ESTADOS UNIDOS
Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data-Hora: 13/10/2014 - 19h (de Brasília)
Árbitro: Omar Andres Ponce Manzo (EQU)
Auxiliares: Juan Carlos Macias Franco (EQU) e Flavio Edison Nall Murillo (EQU)
Renda e público: Não divulgados
Cartões amarelos: Talisca (BRA); Soto e Joya (EUA)
GOLS: Luan - 2'/1ºT (1-0), Douglas Coutinho - 29'/2ºT (2-0) e Vinícius Araújo - 36'/2ºT (3-0)
BRASIL: Andrey, Fabinho, Wallace, Doria e Wendell (Douglas Santos - intervalo); Alison (Fred - intervalo), Matheus Biteco e Talisca (Danilo - 27'/2ºT); Luan (Douglas Coutinho - 21'/2ºT), Thalles (Vinicius Araújo - 16'/2ºT) e Ademilson (Felipe Gedoz - intervalo) - Técnico: Alexandre Gallo.

ESTADOS UNIDOS: Cropper; Sorto, Carter (Miazga - 15'/2ºT), Vickers, O'Neill e Ocegueda; Rubin, Joya (Hariston - 37'/2ºT), Hyndman (Flores - 15'/2ºT) e Serna; Rodriguez (Spancer - 25'/2ºT) e Morris - Técnico: Tab Ramos.


Celso Junior Juniorcis

Título: Sem Muito Esforço, Brasil Goleia Os Estados Unidos Em Brasília

Autor: Celso Junior Juniorcis (todos os textos)

Visitas: 10

407 

Comentários - Sem Muito Esforço, Brasil Goleia Os Estados Unidos Em Brasília

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios