Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Electrodomésticos > A televisão me deixo burro? Breve história da TV

A televisão me deixo burro? Breve história da TV

Categoria: Electrodomésticos
Visitas: 2
A televisão me deixo burro? Breve história da TV

Olá!
Hoje vamos conhecer um pouco sobre a televisão.
Este aparelho tão amado e que hoje em dia é muito difícil quem não possua pelo menos uma em casa. Mesmo depois da internet continua sendo o principal meio de difusão de programas e ideias, bem como um veículo muito apreciado de comunicação.

Origem.

Existe divergência quanto à origem da TV. Pelo que se sabe a primeira ideia de uma imagem transmitida por um sistema mecânico, veio de Gottlieb Nipkow em 1884, mas foram realizados experimentos simultaneamente em vários locais do mundo nos anos que seguiram.
Então em 1926, o engenheiro John Baird apresentou o primeiro modelo de televisão para uma comunidade científica. Ainda na década de 1920, outros experimentos estavam sendo realizados nos EUA, Suécia e na antiga União Soviética.
No Brasil a primeira emissora de TV teve sua inauguração em 1950, pelo que dizem foi à quarta TV do Mundo, era a TV Tupi e junto com ela chegavam também os primeiros 200 receptores comprados pelos donos da TV para que a primeira transmissão fosse concluída em grande estilo.

A Televisão no século passado.

No início o aparelho de televisão custava quase tão caro quanto um carro, devido a isso os que a assistiam eram poucos, por isso a televisão deve dificuldades para conseguir anunciantes com a audiência tão baixa. Apenas no final da Segunda Guerra mundial é que um houve um aumento significativo de mais ou menos 2 mil aparelhos no mundo todo para mais de 300 mil só nos EUA.
Em 1940, o modelo eletromecânico foi substituído pelo modelo eletrônico que usava um canhão de elétrons para redesenhar a imagem no receptor.

Cores.

Os primeiros aparelhos a cores foram lançados em 1951, pela empresa americana CBS, mas era muito inferior aos modelos eletrônico preto-e-branco que havia. Então somente em 1954, foi lançado um modelo eletrônico e colorido que dominaria o mercado e mudaria não só a história da TV, como também da comunicação, da propaganda e da humanidade.
Em 1959 os japoneses desenvolvem a tecnologia dos transistores que irão substituir as válvulas, isso fará com que os aparelhos possam ser produzidos em escala ainda maior, mais baratos e com melhor resolução.
Durante a Guerra do Vietnã, as pessoas já podiam ver as imagens da guerra na tranquilidade dos seus lares. E quando os primeiros astronautas pisaram na lua, em 1969, tudo foi transmitido para o público ver pela TV.

A TV no milênio.

No início do novo milênio a tecnologia da televisão se torna digital, e as transmissões tendem a melhorar cada vez mais para eliminar de vez os chiados e chuviscos, das versões analógicas. O formato da nova TV também mudou muito estando cada vez mais alongada em formato de cinema. Como meio de compor as imagens, ela passou pelo Tubo imagem grande para o Cristal Liquido (LCD) que permite que a TV seja mais fina.

A TV hoje.

Hoje em dia com o Plasma e o LED as televisões estão ainda mais finas e sua imagem cada vez mais bem defina. E isso por que só estamos tratando neste artigo do aparelho em si deixando de lado a programação que está cada vez mais profissional e mais bem caprichada para um público cada vez mais exigente.

A TV do amanhã.

Na TV com o tubo de imagem grande a imagem era transmitida analogicamente e o tubo consumia muita energia e caso queimasse a TV toda já era. A TV de LCD foi aprimorada por seus criadores e virou a TV de LED que é a maior líder de vendas nos dias de hoje. O futuro está na chamada TV OLED. Essa tecnologia utiliza um material orgânico flexível que dependendo da corrente elétrica pode exibir qualquer cor primaria para formar as imagens. Por enquanto é muito cara, mas com seu aprimoramento provavelmente substituirá as TV de LED e de Plasma.


Jhon Erik Voese

Título: A televisão me deixo burro? Breve história da TV

Autor: Jhon Erik Voese (todos os textos)

Visitas: 2

3 

Comentários - A televisão me deixo burro? Breve história da TV

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet

Ler próximo texto...

Tema: Seguros
Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet\"Rua
Os seguros pela Internet estão a ter cada vez mais procura por parte dos consumidores, especialmente devido ao factor preço, mas também porque as pessoas começam a dominar melhor as ferramentas da Internet e a ter mais confiança nos serviços disponibilizados online.

A grande vantagem de contratar um seguro pela Internet é a possibilidade de conseguir valores muito inferiores aos que conseguiria num mediador de seguros local. Poderá conseguir reduzir o prémio do seu seguro em 50% ou ainda mais. As operadoras de seguros que actuam pela Internet não têm que pagar comissões aos correctores (intermediários) e por isso podem fazer preços mais competitivos. Além disso, poderá também fazer simulações online usando os aplicativos para esse efeito que essas empresas de seguros disponibilizam nos seus sites.

Ao trabalhar com estas empresas não terá que perder tempo em filas de espera nas agências físicas. Todas as operações podem ser efectuadas através da Internet: adesão, alteração de dados, alteração do modelo de seguro, etc., e toda a informação relativa aos seus seguros estará disponível 24 horas por dia na sua conta de cliente.

Para as pessoas que dão grande importância ao contacto pessoal na altura de contratar um serviço, as empresas de seguros pela Internet não são obviamente uma solução, e essa é uma das suas principais desvantagens.

Outra desvantagem é que no caso de haver algum problema terá que ser o próprio cliente a contactar a seguradora e a tratar de tudo que for necessário para a resolução do problema, enquanto se contratar o seus seguros através de um mediador, no caso de haver problemas apenas tem que contactar o seu mediador e será ele a tratar de tudo.

Na minha opinião, para quem percebe o mínimo de Internet e quer poupar dinheiro nos prémios dos seus seguros, obviamente que as seguradoras que actuam pela Internet e telefone (as chamadas low-cost) são sem dúvida a melhor opção.

Se por outro lado, você não domina a Internet e não gosta de se preocupar nem de tratar de papeladas, no caso de ter algum acidente, então o melhor é manter-se em contacto com as agências físicas.

Pesquisar mais textos:

Carlos Vieira

Título:Vantagens e desvantagens dos seguros pela internet

Autor:Carlos Vieira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Francisco Moreira da Silva 04-10-2014 às 11:37:30

    Passados estes anos o canal de vendas de seguros pela internet tem muito pouca representatividade no nosso mercado. Tudo não passa de muita, mas muita, publicidade. É impossível reduzir o prémio de um seguro automóvel(é neste produto que estas seguradoras mais se tentam afirmar) em 50% ou ainda mais. O consumidor de seguros prefere e procura um profissional que EXPLIQUE OS SEUS SEGUROS. No pós venda são os MEDIADORES PROFISSIONAIS DE SEGUROS que melhor desempenham este importantíssimo serviço ao cliente de seguros, oferecendo níveis de serviço muito superiores ao de qualquer seguradora que venda pela internet! … e sem pagar mais por isso! … Sobre este tema haveria muito mais para falar, termino dizendo: O QUE RENDE É IR FAZER O SEGURO NUM MEDIADOR PROFISSIONAL DE SEGUROS.

    ¬ Responder
  • gil 17-06-2014 às 23:03:37

    tontarias , nao vale de nada , treta...

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    29-05-2014 às 16:28:35

    Os seguros pela internet precisam ser bem pesquisados, pois há muitas fraldes. O melhor é receber indicação de alguém que já use o serviço.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios