Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Divórcio - Sim ou Não?

Divórcio - Sim ou Não?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 20
Divórcio - Sim ou Não?

Existem casos de mulheres e homens que são infelizes no casamento por vários anos. Estes homens ou mulheres são, por vezes, pais de filhos estudantes, licenciados ou trabalhadores. Os filhos de casais insatisfeitos na maioria dos casos reprovam o divórcio dos pais. Porque não se imaginam filhos de pais divorciados ou porque não seriam capazes de admitir este facto. Os familiares costumam incentivar à união do casal mesmo perante alguns sinais de violência ligeira ou infidelidade, mesmo assim a família às vezes ainda defende o casamento.

O divórcio é um processo muito complicado pelo qual qualquer casal deve evitar passar. Após o divórcio, ambas as partes sentem as relações e a própria vida de maneira diferente. A relação deve ser poupada e defendida o mais possível através do diálogo sincero e transparente entre os envolvidos.

Para quem apenas assiste é fácil aconselhar alguém a permanecer num relacionamento infeliz! O ideal é que os casais tenham diversas conversas e invistam na sua intimidade mas, se não der certo, não deve esquecer-se da sua felicidade. As pessoas devem ficar juntas, infelizmente existem casos em que a separação é a melhor solução.

Só os principais envolvidos na relação é sabem o que é melhor. Nos casos em que existem filhos em comum o processo é mais simples. De qualquer forma, deve preparar primeiro os seus filhos para este acontecimento mesmo antes dele acontecer. É importante que os filhos tenham uma ideia do que se trata, principalmente em casos em que o divórcio já é previsível.

Os filhos costumam reagir mal a este tipo de noticia, o que é perfeitamente compreensível. Deve dar tempo ao seu filho para entender todos os acontecimentos e para que ele próprio faça um juízo de valor. Tente explicar tão bem quanto possível os motivos e as razões que levaram a essa decisão. Mais tarde ou mais cedo os seus filhos acabarão aceitando a sua decisão, seja ela qual for, desde que a situação lhes seja sempre explicada da melhor forma. Nunca lhes minta e nunca lhes diga nada para além da realidade e nunca culpabilize o seu companheiro na frente dos seus filhos.

Leve a sua relação até onde ela pode ir, isto é, não ameace o divórcio sem ter a certeza. Quando as coisas estão mal devemos unir-nos ao nosso par e não o contrário. O divórcio não é decidido perante uma situação má, mas sim perante uma situação que não melhorará. Pense bem antes de tomar uma decisão definitiva e quando a tomar pense na sua felicidade.


Rua Direita

Título: Divórcio - Sim ou Não?

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 20

657 

Comentários - Divórcio - Sim ou Não?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios