Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Evite o sedentarismo!Partique desporto

Evite o sedentarismo!Partique desporto

Categoria: Desporto
Comentários: 2
Evite o sedentarismo!Partique desporto

Praticar desporto é algo que toda a gente devia fazer ou, pelo menos, experimentar. Nem todos terão aptidão, talento, gosto ou capacidade para as mesmas modalidades, mas a panóplia de escolha é tão vasta que isso não constitui desculpa para ocultar a preguiça e o comodismo.

Assiste-se a jogos e outras competições nos estádios ou pela televisão e fica-se com uma certa inveja dos atletas de alta competição, pois, embora pareça simples o que eles fazem, quando se tenta imitá-los a frustração é inevitável. Porque é que uma pessoa se cansa tanto a correr um bocadinho e o Obikwelu, qual Speedy Gonzalez, aparenta estar fresco que nem uma alface depois de tanto esforço? E será que os jogadores de futebol têm algum GPS nas sapatilhas para conseguirem chutar de forma tão certeira, colocando a bola onde querem? E porque é que a nossa raqueta de ténis falha, enquanto a da Sharapova acerta quase sempre? É simples… Falta de treino!

De facto, além das extraordinárias qualidades, as estrelas desportivas não se coíbem de dar o corpo ao manifesto, treinando arduamente várias horas por dia. Isto não seria suficiente para um “leigo” alcançar a meta dos 100 metros em menos de dez segundos, mas praticar desporto é útil para aliviar o tão badalado stress e para agilizar todos os nossos mecanismos, contribuindo, deste modo, para uma vida mais saudável.

Desde que o Homem deixou de ter necessidade de caçar, lutar contra rivais, cultivar para comer, e levar a cabo outras actividades físicas de sobrevivência, acomodou-se ao seu dolce fare niente (o doce fazer nada), tornando-se, de repente, num sedentário crónico: “caça-se” no talho, “luta-se” por um cargo de destaque no emprego, “cultiva-se” nos restaurantes ou até no sofá da sala quando se encomenda uma pizza. A questão é que o sedentarismo traz problemas associados, entre os quais se incluem a obesidade, complicações cardiovasculares, diabetes, …

Em determinadas situações, como a de um cão furibundo a perseguir-nos, é que se vê o jeito que dá estar em forma. Um gorducho que mal é capaz de levantar o seu peso com os braços, dificilmente escapará à fúria do animal, enquanto um desportista que salta um muro como quem desce uma escada se porá rapidamente a salvo. Quem diz fugir a um cão raivoso, diz apanhar um gatuno ou… o autocarro!

Substitua o “desporto” da televisão, dos jogos de computador e do conforto do maple por uma verdadeira disciplina corporal. Estabeleça o seu plano de treinos, de acordo com as suas circunstâncias e/ou limites pessoais, mas mexa-se! Não perca a carreira da vida…



Maria Bijóias

Título: Evite o sedentarismo!Partique desporto

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

767 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    10-10-2014 às 15:08:14

    Sinto-me mal quando fico um bom tempo sem me exercitar! É um hábito que adquire ao longo do tempo e gosto bastante. Praticar um desporto em qualquer fase da vida é muito importante, pois o corpo e a mente precisa ser trabalhada e exercitada. Temos que evitar com todas as forças o sedentarismo.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    14-09-2012 às 15:29:53

    Gosto de me exercitar sempre que possível. Fico muito mais disposta, com ânimo maior e me deixa mais livre e solta. O sedentarismo tem ocasionado diversas doenças no mundo inteiro, ela é um mal terrível na vida das pessoas, temos que ir contra ela. Com o cansaço, fadiga do trabalho e acúmulo de atividades, não se sobra tempo para exercitar-se, é aí que está o perigo. Temos que criar o hábito de ao menos caminhar.

    ¬ Responder

Comentários - Evite o sedentarismo!Partique desporto

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios