Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Energias Renováveis > Aquecimento Central – Um luxo ou uma necessidade?

Aquecimento Central – Um luxo ou uma necessidade?

Visitas: 2
Aquecimento Central – Um luxo ou uma necessidade?

Há alguns anos atrás as habitações eram construídas sem dar muita importância ao conforto, a coisa que mais nos preocupava era o seu aspeto, afinal os olhos também comem, dizem…
Hoje porém, os nossos olhos veem de uma outra forma, a beleza de uma casa foi evoluindo para que de facto nos agrade aquilo que nos será agradável, aquilo que acarrete bem-estar no futuro.

O aquecimento central é uma exigência em muito países do norte da Europa, uma vez que esses climas gelados obrigam a condições especiais, em Portugal no entanto, só numa época relativamente recente começámos a ver as casas equipadas com este tipo de aquecimentos. Ainda me lembro da família reunida à volta de uma braseira (com os perigos que implica) ou de um aquecedor elétrico ou ainda a gás. Lembro-me de aquecer os pés e ter frio nas costas… O tal de aquecimento central, veio proporcionar um conforto que hoje assumimos como uma necessidade.

Muitos são no entanto, as formas que temos para conseguir este conforto, podemos escolher caldeiras de aquecimento a gás ou a gasóleo, ou ainda a lenha, podemos escolher piso ou teto radiante, temos ainda à nossa disposição os painéis solares, tão na moda, a energia foto voltaica, ou ainda simples recuperadores de calor, que dão aquele aspeto que nos lembra a infância devido ao fogo mesmo ali. Com este tipo de aquecimento, podemos mesmo ouvir o crepitar bem perto, e ao mesmo tempo podemos distribuir o calor por algumas divisões da casa desde que tenhamos por exemplo um sótão não aproveitado por onde possamos fazer passar as tubagens… num apartamento, há formas de fazer isto… e não precisamos gastar uma fortuna…

Verdadeiramente o conforto não é um luxo, é uma necessidade, no entanto cada vez mais, precisamos falar com quem conhece os assuntos. O nosso país dispõe de técnicos abalizados para dar um veredito correto sobre aquilo que cada casa necessita, existem aparelhos de diversos preços no mercado, e muitas vezes, o que faz a diferença não é o preço, é o trabalho que é realizado, que não o deve ser por curiosos, devemos procurar quem efetivamente dá provas de um bom trabalho, além disso a forma como utilizamos os produtos que adquirimos e a manutenção lhe lhes damos faz toda a diferença.

Ana Sebastião

Título: Aquecimento Central – Um luxo ou uma necessidade?

Autor: Ana Sebastião (todos os textos)

Visitas: 2

621 

Comentários - Aquecimento Central – Um luxo ou uma necessidade?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios