Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Energias Renováveis > Já tem um carregador solar?

Já tem um carregador solar?


Num planeta cada vez mais sobrecarregado com os efeitos maioritariamente perniciosos da acção humana, torna-se urgente e imperativo agir contra as piores consequências da nossa actividade (industrial, tecnológica, desflorestadora, devastadora, etc.). Com emissões de CO2 anuais na ordem dos 6,5, biliões de toneladas, o planeta Terra não pode esperar manter a salubridade (da qual já não resta muito) durante muito mais tempo.

O desgaste é tal que as alterações climáticas são já uma realidade e anteciparam-se às previsões dos cientistas em cerca de 50 anos. Em climas temperados, o sol brilha agora com muito maior intensidade e o calor pode tornar-se, nalguns casos, abrasador. Ora, o que a tecnologia mais recente propõe, precisamente, é a utilização dos raios solares com fins benéficos ao próprio meio ambiente. E como? Através da criação de dispositivos que permitam evitar o recurso constante à corrente eléctrica e, desta forma, possam baixar o consumo eléctrico e potenciar o consumo de energia solar, gratuita e totalmente inócua para o meio ambiente.

Surgem, assim, os carregadores solares. Muitíssimo variados, com características diversas, ou multifuncionais (estes mais dispendiosos), os carregadores solares permitem carregar pilhas AA e AAA, o portátil, o telemóvel e outros electrodomésticos que funcionem com bateria recarregável (pequenos aspiradores, o Ipod, a PSP portable, câmaras digitais, máquinas fotográficas, etc.).

Os carregadores solares não só vêm contribuir para reduzir muitíssimo as emissões de CO2 para a atmosfera (se cerca de 10 000 utilizadores usarem carregadores solares durante um ano, irão evitar a emissão de 8 toneladas de CO2), como também tornam a vida mais simples, principalmente para quem está habituado a frequentes deslocações ou para quem gosta de acampar ou viajar, por exemplo. De facto, ficar sem bateria no telemóvel num momento inoportuno pode ser muito aborrecido, principalmente quando não existe nenhuma tomada eléctrica por perto; mas um carregador solar resolve o problema: capaz de armazenar energia até três meses, o aparelho carrega o seu telemóvel no espaço de 2 a 6 horas (dependendo do tipo de tecnologia utilizada). Mais: tem a vantagem de ser extremamente leve (de 60 a 200 gramas). Existe ainda a possibilidade de adquirir carregadores solares flexíveis, que se adequem às suas necessidades. Existe o SolarStrap, em forma de pulseira, que pode ser colocado em torno do pulso ou pendurado na mochila e o SolarBadge, que foi concebido para ser colocado numa superfície plana ensolarada.

Seja qual for o tipo que mais lhe convém, lembre-se: melhorar o ar que respiramos e regularizar o clima também depende, e muito, de si! Boas escolhas energéticas!


Isabel Rodrigues

Título: Já tem um carregador solar?

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

666 

Comentários - Já tem um carregador solar?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios