Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Vídeo currículo começa a ser alternativa...

Vídeo currículo começa a ser alternativa...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Empresariais
Visitas: 12
Comentários: 2
Vídeo currículo começa a ser alternativa...

Estarão os convencionais currículos vitae com os dias contados?

O crescente aumento do desemprego tem gerado uma grande concorrência. Se está à procura de emprego, sabe que existem diversas pessoas na mesma situação que a sua. Por isso, para ser o eleito para determinado posto a que concorre, é imperativo que se destaque dos demais, por isso não tenha receio em mostrar o seu potencial e inove.

Cada vez mais na moda, os vídeo currículos, são já um sucesso nos Estados Unidos e no Brasil. Esta ferramenta de apresentação é vista pelos especialistas em Recursos Humanos, como uma mais-valia, principalmente para candidaturas em empresas que valorizem a inovação e a tecnologia. Porém, adapta-se a todas as áreas, porque facilita no processo de seleção, já que o empregador fica logo com uma primeira impressão do candidato, sem precisar de o entrevistar. Até porque em alguns casos, pode não estar perto do local a que concorre e com um simples clip, dá-se a conhecer, nem que esteja a vários quilómetros de distância. E se lhe parece que fazer um vídeo currículo é complicado, nós damos-lhe algumas dicas que o vão ajudar a acabar com a sua reticência.

Antes de mais, saiba que não precisa de ter uma câmara profissional, pode mesmo usar aquela câmara amadora que comprou para usar nas férias ou mesmo a câmara do telemóvel.
Depois lembre-se que deve fazer uma apresentação simples e concisa que não ultrapasse um minuto. Deve falar de forma natural, sem parecer que está a ler ou que tinha decorado um texto. Siga o caminho traçado no currículo comum, destacando os últimos empregos e as especializações, tendo sempre em conta o cargo para o qual se candidata. Mantenha uma postura direita, sorria, tenha uma apresentação cuidada, não sendo demasiado formal e escolha um cenário neutro. Se não ficar contente com a gravação, repita as vezes que achar necessárias, até que se sinta satisfeito com o resultado.
Evite enviar o vídeo por correio eletrónico, para não sobrecarregar a caixa de mensagens do selecionador, opte por colocar a gravação num site, como por exemplo no Youtube, e envie o link no próprio currículo convencional. Lembre-se que com um currículo vídeo, estará a mostrar a sua essência.

O único inconveniente é que se fizer má figura, pode ser eliminado logo à partida. Mesmo assim, não acha que vale a pena arriscar? É que por mais que se queira demover desta ideia, lembre-se que “uma imagem vale mais que mil palavras”…


Catarina Guedes Duarte

Título: Vídeo currículo começa a ser alternativa...

Autor: Catarina Guedes Duarte (todos os textos)

Visitas: 12

669 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    02-07-2014 às 18:30:46

    Muito bom! Não sabia que havia mais essa novidade no mercado, realmente, está bem complicado conseguir um trabalho, há muita concorrência. Mas, o vídeo para ser apresentado é preciso treinar muito, fazer edição e saber usar as palavras.

    ¬ Responder
  • Ademir LopesAdemir Lopes

    02-07-2009 às 20:45:16

    Gostei do seu site....

    ¬ Responder

Comentários - Vídeo currículo começa a ser alternativa...

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios