Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alojamento > Procure um alojamento ecológico

Procure um alojamento ecológico

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alojamento
Visitas: 2
Procure um alojamento ecológico

Certezas se baloiçamos entre manias ou convicções não existem. Estamos de facto mais ecológicos ou não passa de moda estas ideias das reciclagens e poupanças de energia? Confesso que acho que estamos assustados com as notícias do nosso planeta. As alterações climáticas e toda a informação que chega sistematicamente até nós. O degelo, a inércia da terra enquanto produtora. A fome e a sede obrigam-nos a precauções e medidas de contenção, e se ainda não existir uma determinada máquina movida a qualquer coisa natural que não desgaste o planeta, é uma questão de tempo até que exista. Estamos de facto mais amigos do ambiente, mais cuidadosos com o mundo, com o planeta.

Mas e se este cuidado se estender ás nossas férias ou fins de semana.

É do conhecimento geral que os mais altos dirigentes mundiais promovem a poupança do ambiente através de protocolos como o tratado de Quioto, mas o que muita gente não sabe é que dentro destas medidas, a União Europeia, passou a catalogar positivamente os espaços de alojamento mais ecológicos. O Sistema do Rótulo Ecológico Comunitário obriga a algumas medidas ecológicas e tem, obviamente o apoio da União Europeia.

Em desenvolvimento permanente, a velha Europa apoia e incentiva a ecologia em vários países.

Para se deslocar para locais como França e Escócia (onde este turismo está muito em voga), opte por comboio ao invés de avião. Verifique na internet as opções do TGV que apesar de em Portugal ser polémico, é uma excelente forma de viajar.

Estes destinos oferecem-lhe habitações em casinhas de madeira e muito raramente hotéis, onde o consumo de água e ar condicionado é exorbitante. Vai em muitos destes sítios ser obrigado a saber acender uma lareira e a poupar nas velas, pois não existe energia elétrica.

Os transportes locais são feitos de bicicleta e a alimentação é local, ou seja, uma gastronomia feita com os produtos locais, o que faz poupar na importação e consequentemente no consumo de combustível para automóveis.

Se preferir não sair de Portugal, saiba que também por cá já existem locais específicos em que o ambiente é o mote. Procure na internet.

Os valores variam conforme a zona, mas sendo o aluguer, não de um quarto, mas de uma cabana, poderá levar sempre consigo os melhores amigos para umas férias agradáveis. A redução dos custos ambientais, reduzem significativamente os custos das suas férias, e além de terapêutico, o desfruto das vistas associado ao seu ambientalismo vão faze-lo sentir-se melhor do que se se alojasse num hotel de luxo.


Carla Horta

Título: Procure um alojamento ecológico

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

625 

Imagem por: ComùnicaTI

Comentários - Procure um alojamento ecológico

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: ComùnicaTI

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios