Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Poesia é o tema, não tema

Poesia é o tema, não tema

Categoria: Literatura
Poesia é o tema, não tema

Existem verdades que precisam ser ditas, então, antes de falar sobre poesia, preciso confessar que em meus tempos de estudante, fazia parte daquele time que considerava a poesia como uma tremenda "babaquice", própria de quem só tinha tempo a perder. Só abria livros de poesias quando era obrigado, devido trabalhos escolares.


Principalmente aquele tal de Olavo Bilac... Quantas vezes xinguei o infeliz. Sempre foi complicado analisar suas obras, e tive um professor que era tiete declarado do "Príncipe dos Poetas", e fazia questão de frisar textualmente que deveríamos saber ler, analisar e entender uma poesia. E até que não me saia mal nessas análises, mas nem por isso gostava da coisa. Definitivamente não gostava de poesia, pois só gostava de livros de ação, recheados de aventuras. Sempre fui leitor ávido de tudo que me caia ás mãos (menos poesias...).Isso até começar a "brincar" com a Internet, e começar a ver as poesias que flutuam na telinha.
Depois que comecei a ler as poesias que me eram enviadas por amigos da Internet, comecei a aprender a ver a beleza que se entende e, principalmente aquela que se subentende.


Dou a mão à palmatória para o velho Prof. Pina, pois, conforme ele dizia, deve-se ler uma poesia com os olhos, senti-la com o coração, e imaginá-la com o cérebro, procurando interpretar o que realmente vai na alma do artista. Exige um pouco de sensibilidade, pois numa poesia o poeta coloca o que lhe vai na alma, e nem sempre as palavras conseguem exprimir todo o sentimento de um espírito poetal.


Pode-se considerar que nem sempre as poesias mostram a realidade da vida. Fantasia-se muito. Ama-se muito. Mas também já temos poesias falando de certas realidades, mostrando a crueza da vida, de uma maneira mais leve do que o noticiário. Uma realidade sub-reptícia, sem chegar no fundo do poço.


Sempre será mais agradável ler uma poesia, do que o noticiário policial, ou mesmo do que o noticiário mundial. Convenhamos que há muita violência nesse mundo real. Precisamos saber que ela existe, pois precisamos tentar nos preservar disso tudo, tomando certos cuidados, que nem sempre dão certo, mas precisamos também sonhar um pouco. Precisamos fugir do que parece estar tomando conta do mundo.

Pode-se dizer que é a realidade da vida. Deem-me o direito de não gostar dessa realidade. Convenhamos que não devemos fechar os olhos para o que acontece. Certo. Apresentem-me os fatos, poupando-me dos detalhes. Aprendi a ler os jornais "em diagonal". Você sabe de tudo, e não entra no mérito da questão.


Existe o noticiário político, que é mais sórdido ainda. O nível de corrupção causa revolta em todos. Então, vamos apenas conhecer a ação deles, para chegar à conclusão de que nenhum merece nosso voto, e fazer um protesto mudo, mostrando uma tomada de consciência, e que nas próximas eleições, ninguém deve se abster de comparecer. Contudo, ao invés de votar neste ou naquele corrupto (já está provado que todos são), simplesmente todos os eleitores, sem exceção anulassem o voto. Seria a melhor resposta que poderíamos dar a essa gente que faz pouco de nossa inteligência. Algo teria que ser repensado, pois ninguém seria eleito. É utopia pura pensar nessa possibilidade, mas que seria lindo, seria. Um protesto limpo, sem violência, sem baderna, apenas O PROTESTO.


Face ao exposto, convenhamos que é muito mais agradável ler poesias, poemas e contos escritos por pessoas que estão colocando sua alma no que escrevem, do que acompanhar todo esse mar de lama. Basta saber que existe e é real. Não podemos ficar alienados. E nem atolados na lama.
Nossos heróis e heroínas abrem o coração, colocando na telinha lindas mensagens de amor e otimismo e é isso, queridos amigos e amigas, que deve reger nossa vida.
O importante é termos bons pensamentos, e expressá-los sem nos preocupar com quem vai ou não gostar. Sempre haverá quem goste, e quem não goste. Existe "paladar" para todos os tipos de literatura.


Se a realidade está feia, vamos ficcionar um pouco. Não podemos fechar os olhos para o mundo, mas vamos saber também abri-los para a fantasia, que sempre dá um colorido especial para tudo.
Quero deixar aqui um agradecimento a todos esses artistas que estão colaborando, e muito para aliviar as tensões do dia a dia com seus trabalhos magníficos, que passeiam por esta Internet que, infelizmente tem seu "outro lado" também. Mas falemos apenas da beleza da alma das crianças (todo artista é uma criança), que é bonita...é bonita...é bonita.


Wanderson Ramos Duarte

Título: Poesia é o tema, não tema

Autor: Wanderson Ramos Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Poesia é o tema, não tema

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios