Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Poesia é o tema, não tema

Poesia é o tema, não tema

Categoria: Literatura
Poesia é o tema, não tema

Existem verdades que precisam ser ditas, então, antes de falar sobre poesia, preciso confessar que em meus tempos de estudante, fazia parte daquele time que considerava a poesia como uma tremenda "babaquice", própria de quem só tinha tempo a perder. Só abria livros de poesias quando era obrigado, devido trabalhos escolares.


Principalmente aquele tal de Olavo Bilac... Quantas vezes xinguei o infeliz. Sempre foi complicado analisar suas obras, e tive um professor que era tiete declarado do "Príncipe dos Poetas", e fazia questão de frisar textualmente que deveríamos saber ler, analisar e entender uma poesia. E até que não me saia mal nessas análises, mas nem por isso gostava da coisa. Definitivamente não gostava de poesia, pois só gostava de livros de ação, recheados de aventuras. Sempre fui leitor ávido de tudo que me caia ás mãos (menos poesias...).Isso até começar a "brincar" com a Internet, e começar a ver as poesias que flutuam na telinha.
Depois que comecei a ler as poesias que me eram enviadas por amigos da Internet, comecei a aprender a ver a beleza que se entende e, principalmente aquela que se subentende.


Dou a mão à palmatória para o velho Prof. Pina, pois, conforme ele dizia, deve-se ler uma poesia com os olhos, senti-la com o coração, e imaginá-la com o cérebro, procurando interpretar o que realmente vai na alma do artista. Exige um pouco de sensibilidade, pois numa poesia o poeta coloca o que lhe vai na alma, e nem sempre as palavras conseguem exprimir todo o sentimento de um espírito poetal.


Pode-se considerar que nem sempre as poesias mostram a realidade da vida. Fantasia-se muito. Ama-se muito. Mas também já temos poesias falando de certas realidades, mostrando a crueza da vida, de uma maneira mais leve do que o noticiário. Uma realidade sub-reptícia, sem chegar no fundo do poço.


Sempre será mais agradável ler uma poesia, do que o noticiário policial, ou mesmo do que o noticiário mundial. Convenhamos que há muita violência nesse mundo real. Precisamos saber que ela existe, pois precisamos tentar nos preservar disso tudo, tomando certos cuidados, que nem sempre dão certo, mas precisamos também sonhar um pouco. Precisamos fugir do que parece estar tomando conta do mundo.

Pode-se dizer que é a realidade da vida. Deem-me o direito de não gostar dessa realidade. Convenhamos que não devemos fechar os olhos para o que acontece. Certo. Apresentem-me os fatos, poupando-me dos detalhes. Aprendi a ler os jornais "em diagonal". Você sabe de tudo, e não entra no mérito da questão.


Existe o noticiário político, que é mais sórdido ainda. O nível de corrupção causa revolta em todos. Então, vamos apenas conhecer a ação deles, para chegar à conclusão de que nenhum merece nosso voto, e fazer um protesto mudo, mostrando uma tomada de consciência, e que nas próximas eleições, ninguém deve se abster de comparecer. Contudo, ao invés de votar neste ou naquele corrupto (já está provado que todos são), simplesmente todos os eleitores, sem exceção anulassem o voto. Seria a melhor resposta que poderíamos dar a essa gente que faz pouco de nossa inteligência. Algo teria que ser repensado, pois ninguém seria eleito. É utopia pura pensar nessa possibilidade, mas que seria lindo, seria. Um protesto limpo, sem violência, sem baderna, apenas O PROTESTO.


Face ao exposto, convenhamos que é muito mais agradável ler poesias, poemas e contos escritos por pessoas que estão colocando sua alma no que escrevem, do que acompanhar todo esse mar de lama. Basta saber que existe e é real. Não podemos ficar alienados. E nem atolados na lama.
Nossos heróis e heroínas abrem o coração, colocando na telinha lindas mensagens de amor e otimismo e é isso, queridos amigos e amigas, que deve reger nossa vida.
O importante é termos bons pensamentos, e expressá-los sem nos preocupar com quem vai ou não gostar. Sempre haverá quem goste, e quem não goste. Existe "paladar" para todos os tipos de literatura.


Se a realidade está feia, vamos ficcionar um pouco. Não podemos fechar os olhos para o mundo, mas vamos saber também abri-los para a fantasia, que sempre dá um colorido especial para tudo.
Quero deixar aqui um agradecimento a todos esses artistas que estão colaborando, e muito para aliviar as tensões do dia a dia com seus trabalhos magníficos, que passeiam por esta Internet que, infelizmente tem seu "outro lado" também. Mas falemos apenas da beleza da alma das crianças (todo artista é uma criança), que é bonita...é bonita...é bonita.


Wanderson Ramos Duarte

Título: Poesia é o tema, não tema

Autor: Wanderson Ramos Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Poesia é o tema, não tema

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Ler próximo texto...

Tema: Saúde
Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento\"Rua
A pneumonia é uma infecção bacteriana ou viral dos pulmões. Os sintomas podem incluir febre, calafrios, falta de ar, tosse que produz fleuma e dor no peito. Geralmente, a pneumonia pode ser tratada com sucesso em casa com antibióticos, mas alguns casos podem exigir hospitalização e podem resultar em morte. Vacinas estão disponíveis contra alguns dos agentes infecciosos mais comuns que causam pneumonia.

Causas de pneumonia
A pneumonia é uma infecção das bolsas de ar nos pulmões, sendo causada por bactérias, vírus ou, raramente, fungos. A maioria dos casos de pneumonia são causados por bactérias, mais comumente Streptococcus (doença pneumocócica), mas a pneumonia viral é mais comum em crianças.
 
Qualquer pessoa pode desenvolver pneumonia, mas alguns grupos estão em maior risco. Estes incluem:
- Bebês e crianças pequenas, particularmente aqueles nascidos prematuramente
- Pessoas que tiveram uma infecção viral recente, como um resfriado ou gripe
- Fumantes
- Pessoas com condições pulmonares crônicas, como asma, bronquite ou bronquiectasias
- Pessoas com sistema imunológico enfraquecido
- Pessoas que bebem álcool em excesso
- Pacientes hospitalizados
- Pessoas que tiveram problemas de deglutição ou tosse após um acidente vascular cerebral ou outra lesão cerebral
- Pessoas com 65 anos ou mais.
A pneumonia pode desenvolver-se quando uma pessoa respira as pequenas gotículas que contêm pneumonia, mas também pode ocorrer quando bactérias ou vírus que estão normalmente presentes na boca, nariz e garganta, entram nos pulmões.

sinais e sintomas de pneumonia
A pneumonia viral tende a desenvolver-se lentamente ao longo de vários dias, enquanto que, geralmente, a pneumonia bacteriana desenvolve-se rapidamente, muitas vezes ao longo de um dia.
A maioria das pessoas que desenvolvem pneumonia, inicialmente, têm uma infecção viral, como um resfriado ou gripe, que produz sintomas como dor de cabeça, dores musculares e febre. Se uma pneumonia se desenvolver, geralmente, os sintomas incluem:
- Febre alta
- Calafrios
- Falta de ar
Aumento da frequência respiratória
- Uma tosse que piora e que pode produzir escarro descolorido ou sangrento (fleuma)
- Dores no peito causadas pela inflamação da membrana que reveste os pulmões.

Em bebês e crianças, os sintomas podem ser menos específicos e podem não mostrar sinais claros de uma infecção no peito. Comumente eles terão uma febre alta, podendo parecer muito indispostos e tornarem-se letárgicos, mas eles também podem produzir uma respiração barulhenta e apresentar dificuldade para se alimentarem.
 
Também é possível que a pele, lábios e unhas se possam tornar-se azulados. Este é um sinal de que os pulmões são incapazes de fornecer oxigênio suficiente para o corpo. Se isso ocorrer, é vital procurar assistência médica imediatamente.

Diagnóstico para pneumonia
Se houver suspeita de pneumonia, é importante procurar atendimento médico com prontidão para que um diagnóstico preciso e um tratamento adequado possam ser implementados.

O médico poderá obter um histórico médico e realizar um exame físico. Durante o exame, o médico ouvirá o tórax com um estetoscópio. Respiração grosseira, sons crepitantes, sibilos e sons respiratórios reduzidos numa determinada parte dos pulmões podem indicar pneumonia.
Geralmente, para confirmar o diagnóstico, realiza-se uma radiografia de tórax. O raio-X mostrará a área do pulmão afetada pela pneumonia. Também podem ser efectuadas análises ao sangue e uma amostra do escarro pode ser enviada para um laboratório para realização de testes.

Tratamento de pneumonia
A maioria dos casos de pneumonia podem ser tratados em casa. Entretanto, bebês, crianças e pessoas com pneumonia grave podem precisar de ser internados num hospital para tratamento.
Geralmente, a pneumonia é tratada com antibióticos, mesmo que exista suspeita de pneumonia viral, já que também pode haver um grau de infecção bacteriana. O tipo de antibiótico utilizado e a forma como será administrado serão determinados pela gravidade e causa da pneumonia.
Se a pneumonia puder ser tratada em casa, geralmente, o tratamento inclui:
- Antibióticos, administrados por via oral sob a forma de comprimidos ou líquidos
- Medicamentos para alívio da dor
- Paracetamol para reduzir a febre
- Descansar

Se for necessário tratamento hospitalar, gerlamente, o tratamento inclui:
- Antibióticos administrados por via intravenosa
- Terapia de oxigênio, para garantir que o corpo receba o oxigênio de que precisa
- Fluidos intravenosos, para corrigir a desidratação ou se a pessoa estiver muito indisposta para comer ou beber
- Fisioterapia, para ajudar a limpar o escarro dos pulmões.

Pesquisar mais textos:

José Antunes

Título:Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Autor:José Antunes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios