Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Autodidata - Seja você o professor

Autodidata - Seja você o professor

Categoria: Literatura
Comentários: 1
Autodidata - Seja você o professor

De certa forma podemos dizer que todos nós somos autodidatas ou aprendizes independentes. Alguns têm mais vontade e curiosidade. Estes fatores são fundamentais em quem se pretende tornar um autodidata de sucesso.

Ser autodidata é aprender de forma independente sobre vários assuntos e até a desempenhar várias tarefas. Um bom autodidata é aquela pessoa do seu círculo de amigos que ‘sabe fazer de tudo’ e ‘se dá bem fazendo qualquer coisa’.

Existem determinadas coisas que nós aprendemos de forma independente, sem necessitarmos de instrução por parte de ninguém ou de nenhum mestre. Utilizando as nossas capacidades de lógica e esforço particular somos capazes de assimilar os mais diversos assuntos individualmente. O convívio com outros e a partilha destas ideias pode levar-nos a aperfeiçoar estes aprendizados.

Existem várias formas de aprendizado individual. Pode começar por pesquisar por sites de aprendizado de idiomas sem custos para o utilizador. Assim como pode tentar outros tipos de cursos on-line, alguns deles até oferecem especialização. Muitos sites já disponibilizam vídeo-aulas e vários conteúdos para que você possa consultá-los imprimi-los e estudá-los.

Neste tipo de educação autodidata quem escolhe o que faz ou o que quer aprender é você. É verdade que não consegue nenhuma especialização com este tipo de estudo mas aumenta em muito a sua cultura geral e o seu nível de conhecimento, o que pode tornar-se muito útil no seu dia-a-dia além de aumentar a sua autoestima e autoconhecimento.

É necessário que ao iniciar um estudo sobre determinado tema tenha presentes as metas e objetivos desse mesmo estudo. Pois como neste tipo de aprendizado não existem terceiros a orientá-lo e exigindo resultados da sua parte a tendência para desistir e não terminar o estudo é muito maior e mais demolidora. Caso ceda a esta tentação perdeu todo o tempo em que esteve a pesquisar pois não irá obter o resultado pretendido.

Se gosta de ambientes calmos e convidativos ao estudo faça-se membro de uma biblioteca. Desta maneira terá o ambiente ideal para começar o seu aprendizado autodidata e alargará, certamente, o seu círculo de amigos. Até pode ser que neste ambiente encontre outras surpresas como outros autodidatas, tal como você, iniciando este processo de aprendizado por conta própria!


Rua Direita

Título: Autodidata - Seja você o professor

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    17-04-2014 às 21:21:04

    A habilidade, o desempenho é de cada um. Conforme a pessoa buscar, ela pode ser autodidata. Muito bom seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Comentários - Autodidata - Seja você o professor

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios