Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > literatura - um modo de vida

literatura - um modo de vida

Categoria: Literatura
Visitas: 2
Comentários: 1
literatura - um modo de vida

Assim à primeira vista, ou ao ouvido, literatura soa a algo de eruditos, especialistas, “inteligentes mais do que a conta”, intelectuais (ou “intectualóides”…), enfim, “caixas de óculos”, gente chata e sem interesse para aqueles que não sejam tão apaixonados pelo saber e pela cultura como esses “papa-livros” e, como não costumam ser esquisitos, tudo o que de redacção lhes aparecer à frente. Estes nem nas noites frias de Inverno devem dar descanso aos pobres volumes deixando que eles fechem a capa… E só não os devoram de cima a baixo, porque, pelo menos no Ocidente, a escrita e a respectiva leitura se processam da esquerda para a direita! O pior é se têm algum filho médico que, por defeito profissional, não pode ver apêndices e desata a cortar as últimas páginas dos livros todos…!

As ofertas literárias são cada vez mais amplas e diversificadas, e, hoje em dia, desde que se seja minimamente dotado e se possua uma mensagem a transmitir e dinheiro ou patrocinadores, quase qualquer pessoa tem a possibilidade de publicar escritos seus. Muitos escolhem a poesia para se lançar. Normalmente, esses poemas decorrem de momentos de grande sofrimento ou de uma paixão assolapada e de sentimentos e/ou estratégias associados. Alguns versos são aquilo que se poderia apelidar de heróicos, uma vez que consubstanciam a coragem de alguém em divulgar uma coisa sem pés nem cabeça que resolveu escrever…!

Outros bons escritores, infelizmente, apenas são reconhecidos já após o falecimento, havendo obras póstumas de grande envergadura e conteúdo. Estas não representam livros que o autor escreve depois de morto, como pensam individualidades menos bafejadas pelo poder de reflexão, mas dizem respeito à publicação já fora de vida do autor.

Nos tempos que correm, e em boa parte mercê da má alimentação que se faz, há um número crescente de indivíduos a utilizar a sanita para pôr a leitura em dia. É o chamado dois em um: enquanto fazem força para o “cocózinho” sair, vão-se focando nas notícias desportivas e da actualidade nacional e internacional, ou, dependendo dos gostos, tendências e maturidade, aproveitam para ler umas bandas desenhadas (de alto teor pedagógico, diga-se de passagem). Assim sendo, de há uns anos a esta parte, foram aparecendo umas tampas almofadadas, mais esbeltas e, sem dúvida, confortáveis para o efeito. Tanto a posição como a disponibilidade mental verificada no contexto de um W.C. todinho só para si favorece a leitura atenta e inequívoca das entrelinhas… ou “entredesenhos”…

Maria Bijóias

Título: literatura - um modo de vida

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

601 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    12-09-2012 às 20:55:00

    para ler não precisa ser grande erudito ao sábio, basta perceber como é mágico um livro. perceber como viajamos sem sair do sofá. perceber como nos apaixonamos sem sair do sofá. só custa as primeiras páginas até captar a história e depois já ninguém nos pára. não interessa onde lemos: no metro, no autocarro, no café, na escola, na casa-de-banho, etc. só interessa ler.

    ¬ Responder

Comentários - literatura - um modo de vida

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios