Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Bioplastia – à procura da perfeição

Bioplastia – à procura da perfeição

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Visitas: 6
Comentários: 1
Bioplastia – à procura da perfeição

A beleza é algo que, embora subjetivo, encontra pontos de concordância em alguns aspetos mais básicos. O inconsciente coletivo é amplamente influenciado pelos meios de comunicação social, mas não deixa de ser dotado de uma natureza evolutiva intrínseca. A beleza é, de certo modo, constituinte da alma, participando de um certo misticismo associado aos domínios mais transcendentes da realidade humana.

Na procura deste conceito do belo, e dado que o tempo não para e os seus efeitos se fazem sentir, medicina estética tem evoluído de forma espantosa, encontrando caminhos alternativos para algumas das intervenções plásticas tradicionais. A bioplastia, ou plástica sem bisturi, que não compreende cortes, hemorragias, anestesias gerais, internamentos e pós-operatórios complicados e exigentes, é uma dessas inovações. Certamente, não se trata de uma substituição da cirurgia plástica convencional (que num grande número de casos continua a ser a solução), mas de uma relação de complementaridade, coadjuvação, aprimoramento.

As principais aplicações da bioplastia dizem respeito ao rosto, às mãos, nádegas e orelhas, e ao pénis. Também entre os adeptos da musculação esta técnica encontra sucesso. De facto, ela tem sido de valia mensurável no aumento e na definição dos ombros, bíceps e tríceps, que, de outro modo, custaria anos de treino diário a conseguir.

Remodelar, refazer, restaurar e embelezar são os objetivos da bioplastia, através de uma simples injeção de uma substância (cuja segurança foi previamente testada e comprovada) destinada a modificar uma determinada parte do corpo.

A bioplastia é mais comummente utilizada na cara, no tronco e nos membros. Já é possível corrigir as inestéticas “bossas” no nariz, que descrevem o inconfundível “nariz de papagaio” por meio deste método. O embelezamento das pontas nasais, com consequente melhoramento do ângulo nasal, faculta, igualmente, uma boa desculpa para se ter o nariz empinado! A rinoplastia, neste momento, só se justifica em situações mais complexas.

A bioplastia pode realçar a aparência (exaltando os sinais de beleza)), contrariar o envelhecimento (alterando volumes faciais, redefinindo a mandíbula, cauterizando sulcos e rugas e recuperando o volume das mãos) corrigir imperfeições estéticas (como a forma do nariz, a magnitude dos lábios, o queixo retraído e o contorno da mandíbula). De salientar que a bioplastia não recusa nem é recusada por outros métodos (cosmiatria, peelings, laser, …) nem compete com eles. É um processo que deriva do preenchimento e cujo conceito assenta na mudança dos volumes, em detrimento do cortar e puxar. O esticamento da pele proporciona uma melhoria do delineamento facial e do aspeto flácido.

Mesmo pessoas que não possuam defeitos de maior podem sempre benfeitorizar a sua figura, recorrendo à bioplastia que realça a beleza.


Maria Bijóias

Título: Bioplastia – à procura da perfeição

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

711 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    10-09-2014 às 17:49:41

    Que ótima forma de cuidar da beleza. Acho bem legal quando o intuito é melhorar o visual, e não para se sentir mais bonita, pois o belo é algo que vem de dentro, não depende do exterior. A bioplastia parece ser uma boa solução!

    ¬ Responder

Comentários - Bioplastia – à procura da perfeição

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Cães e Humanos: Amizade por interesses

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Animais Estimação
Cães e Humanos: Amizade por interesses\"Rua
Não é de hoje que os cães são considerados nossos melhores amigos, porém como toda amizade ela não é totalmente incondicional e livre de interesses, pense bem, você pode discordar a princípio, mas analise a fundo e verá que tenho razão.

Cães convivem conosco a mais de 10mil anos, foi lá atrás na pré história que essa amizade começou, uma das mais duradouras da história. Teorias dizem que essa conexão iniciou pois ambas as espécies precisavam de algo que não possuíam e juntos se completaram.

Em plena era do gelo onde a sobrevivência estava sendo testada a todo vapor, aquele lobo considerado mais corajoso se encontrou com um homem também corajoso e resolveram unir forças, talvez não conscientemente, mas deu certo para ambos, e ali iniciava uma amizade que duraria por milênios.

Nesse estágio da nossa história, corríamos perigo de sobrevivência; faltava comida, segurança e energia ! ... E então percebemos que esses lobos simpáticos poderiam nos dar uma vantagem na corrida contra a morte, afinal eles caçavam muito bem , coisa que tínhamos dificuldade em fazer pela falta de energia naquele momento; então pensamos, eles nos ajudam a caçar, nós dividimos o alimento e em troca eles ganham segurança e afeto, e foi assim que essa amizade nos ajudou a enfrentar todos os percalços do caminho, e hoje evoluímos tanto que não precisamos mais de seus serviços e ainda sim continuam sendo nossos melhores amigos, posso dizer então que realmente é uma amizade verdadeira, que surgiu da dificuldade e interesses mas que não se deixou abalar por nada.

Então, agora quando virmos alguém maltratar esses animais, desdenhar deles dizendo que "não prestam pra nada", "não fazem nada de útil", como a galinha que põe ovos, ou a vaca que dá leite, lembremo-nos o quão útil eles foram na nossa caminhada, não só no quesito físico mas também no emocional, numa época em que as aparências não importavam e nem o QI para se fazer um amigo, bastava ser corajoso o bastante pra ultrapassar barreiras e conhecer mais o outro, do jeito que ele viesse, garanto que vantagens incríveis nascerão dessa amizade, e não pense em vantagens como algo ruim, quando digo penso em a vantagem da gente se sentir o humano mais importante do mundo quando esses seres peludos nos olham nos olhos sem pedir mais nada em troca, damos e recebemos carinho como nunca, uma retribuição silenciosa a quem sempre esteve do nosso lado, no pior e melhor momento.

O maior interesse em uma amizade é que ela dure para sempre, e acho que com os Cães conseguimos isso.

Pesquisar mais textos:

Lara Lavic

Título:Cães e Humanos: Amizade por interesses

Autor:Lara Lavic(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios