Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Explore Novas Sensações Com Óleos Naturais

Explore Novas Sensações Com Óleos Naturais

Categoria: Beleza
Comentários: 1
Explore Novas Sensações Com Óleos Naturais

Vivemos um dia-a-dia de grande pressão. Filhos, Marido ou mulher, casa, trabalho, carro, compras tudo nos pressiona e stressa, e nem a poluição dá descanso. Isto todos nós sabemos e na pele. Nada pode evitar o nosso dia-a-dia nem a vida que levamos, mas podemos alterar algumas coisas para a melhorar. Ioga, ginásio, ou terapias podem não ser a solução. Afinal, a falta de tempo que temos, não nos permite a deslocações para nos tratarmos.

Apresento-lhe aqui então umas quantas soluções para que, com a sua cara-metade, façam verdadeiras curas anti-stress, em casa, de forma natural e barata. Apresento-lhe óleos de massagem para todas as partes do corpo. Afinal, o stress acumula-se onde menos esperamos.

Se a sua pressão se acumula nos pés, massaje-os com óleo de laranja depois de os mergulhar em água morna. O óleo de laranja serve para desinchar os pés, mas se procura frescura, massaje com óleo de hortelã.

Para as pernas cansadas ou inchadas, massaje com óleo de alecrim, amêndoas doces ou de castanha da Índia. O resultado é muito reconfortante e o objectivo é cumprido. Pernas relaxadas e prontas para caminhadas no dia seguinte.

O óleo de camomila é fantástico para as coxas. Isto se a ideia for relaxá-las, pois se quiser reafirmá-las, o melhor é usar óleo à base de mel.

Para o rabiosque use um óleo á base de eucalipto. Vai ver como vai ficar no sítio num instantinho.

Na barriguinha, se está grávida, sabe que tem de usar creme gordo ou óleo de amêndoas doces, mas se não está use um óleo reafirmante como o das coxas.

O local onde se acumula mais stress e pressão são nas costas e ombros. Como o aroma tem muita influência, use o cipreste ou o óleo de manjerona doce. Alivia a tensão nervosa de uma forma extraordinária. Para os mais depressivos, faça uma massagem com óleos de laranja, lavanda ou flor de laranjeira. Se quer relaxamento, utilize óleos à base de tangerina. Se a ideia é estimular, os óleos de coentros, manjericão, hortelã ou alecrim são perfeitos.

Quanto aos braços, os óleos de oliveira ou girassol vão fazê-los descansar. Os de laranja também dão resultado.

No fim de tudo isto, pode sempre optar por um único óleo só. Se a ideia é relaxar, um simples óleo dá um bom resultado, desde que acompanhado por uma boa massagem. Não se esqueça que é essencial uma massagem com movimentos circulares e delicados. Para pressão já nós temos o dia-a-dia.


Carla Horta

Título: Explore Novas Sensações Com Óleos Naturais

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

644 

Imagem por: Kerala Tourism

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    10-09-2014 às 03:33:35

    Fantástico! Gostei muito da ideia do óleo natural para massagem. Além de relaxar, o óleo dá uma sensação de muito frescor e retira impurezas da pele. Vale a pena!

    ¬ Responder

Comentários - Explore Novas Sensações Com Óleos Naturais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O Mundo

Ler próximo texto...

Tema: Internet
O Mundo\"Rua
O tão aclamado pelos seus mistérios e que continua a nos surpreender o mundo que não é tão somente cheio de pessoas há apenas sonhar em si próprio, mas sim também no seu próximo que poderia ser qualquer pessoa de seu convívio, mas que o laço que enlaça que enlaçai-nos próximo pode ser o mesmo que pela discórdia se deslaça, nunca mais enlaçando [...]

Não mais unidos de uma maneira sagrada assim como é o nosso convívio com as crianças que enlaça em Cristo, que com a idade vai se deslaçando, como uma semente que após um tempo cresce e dá frutos que pode ser não muito boas, apodrecendo, mas que se cuidarmos com certeza dará bons novos frutos.

Não pense que assim são somente as plantas, mas como também, é todo ser humano, pois o consentimento do que é o tal mundo esmero depende de cada gás carbônico expirado não só pelo, mas sim pela alma, cônjuge do Espírito que pode ser Santo ou não, pois já como temos o livre-arbítrio nós que decidimos se deixemos que Ele nos habite ou não para trilhar o Bem ou não mesmo que, embora Ele esteja sempre conosco, embora não vejamos e não aceitamos por apenas sentir e não o reconhecer através de nossos atos.

Costumo definir o mundo de acordo com o que vivo e não vivo, por não haver ainda a oportunidade de viver sem me arrepender já que querer não poder. Não sei como definir o mundo mesmo que o mundo seja o que eu e você estejamos vivendo mesmo sem querer viver o que vive, pois sei bem o que é isso porque vivo há caminhar de olhos vendados fazendo o que querem pra mim sem levar em consideração o que penso ou deixo de pensar por algo tão, às coxas de tão impensado seja o meu impulso como é essa agora de querer escrever porcarias mesmo que o foco sempre seja o mesmo que nada mais é do que desvendar o mundo que não conheço embora eu viva ele inconstantemente para descobrir dele mais, e mais, sem parar [...]. Sem que haja intervalos como em um jogo de futebol.

Pesquisar mais textos:

Kaique Barros

Título:O Mundo

Autor:Kaique Barros(todos os textos)

Imagem por: Kerala Tourism

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios