Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Saiba como aplicar iluminadores

Saiba como aplicar iluminadores

Categoria: Beleza
Comentários: 1
Saiba como aplicar iluminadores

Mulheres que perseguem a beleza diária têm em seu favor as empresas de cosméticos, sempre dispostas a inovar e oferecer produtos para sofisticar a maquiagem e modelar feições. O iluminador é um destes. Feito para ser usado na última etapa do processo de maquiar-se, como retoque final.

Os iluminadores são disponibilizados em forma de creme, pó e bastão. Cada apresentação tem a sua vantagem, e será preciso descobrir a mais adequada ao seu perfil. Os especialistas recomendam a forma líquida, quando a maquiagem é pouco estruturada. Em pó, para obter aderência e maior uniformização. Em bastão, para aplicação ágil e econômica.

Como proporciona volume, deve ser aplicado suavemente, com um pincel ou com as pontas dos dedos. Evite destacar em demasia algumas partes do rosto, ou fazer sobressair o que não deseja. Durante o processo, confira o andamento, observando as feições em diversos ângulos de luminosidade, para ter certeza que o resultado será o esperado.

Busque os pontos estratégicos do seu rosto para aplicar o iluminador. Normalmente, recomendam-se a região junto às têmporas em desenho de “C”, nos cantos internos dos olhos, sobre a saliência das bochechas, na forma em “V” da boca, moderadamente no queixo e na ponta do nariz. Entretanto, você deve determinar os pontos que deseja destacar, preservando intactas as regiões que deseja disfarçar. Caso algumas regiões já tenham destaque natural, não utilize o produto sobre elas, pois lhe proporcionará uma aparência mais volumosa que o real.

Tons pérola ou dourado são os mais indicados para uma finalização em grande estilo de sua maquiagem, mas privilegie os de menor brilho, para dosar na medida certa.

Uma das vantagens do iluminador é a praticidade. Você pode substituir a base da maquiagem por corretivos e, após a correção, aplicar diretamente o iluminador. Esta estratégia vai lhe propiciar um visual mais agradável, dando um toque especial ao seu olhar. Outra opção é usar blush mais opaco e discreto, em cores como laranja, terracota, pêssego ou rosa chá, de acordo com sua pele e seu estilo, finalizando com o iluminador. O resultado é soberbo.

Lembre-se que o iluminador tem brilho próprio e reflete luz, o que significa que qualquer outro produto brilhante deve ser recusado, para que a maquiagem seja perfeita.

Há quem acredite que o iluminador é exclusivo às passarelas e às festas noturnas. Entretanto, usado adequadamente, vai agregar ao seu visual o glamour das estrelas.


Hediene

Título: Saiba como aplicar iluminadores

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 0

652 

Imagem por: Idhren

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    10-09-2014 às 03:38:29

    Não sabia que aplicar iluminadores era tão fácil! Muito obrigada pela instrução, eu gostei demais! Vou começar a usá-lo mais e mais vezes!

    ¬ Responder

Comentários - Saiba como aplicar iluminadores

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: Idhren

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios