Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Conheça 5 antivírus gratuitos e saiba qual é o melhor

Conheça 5 antivírus gratuitos e saiba qual é o melhor

Categoria: Informática
Visitas: 12
Comentários: 14
Conheça 5 antivírus gratuitos e saiba qual é o melhor

Há muitos antivírus no mercado, tanto os pagos quanto os gratuitos e na hora de escolher qual usar a dúvida é grande. Por esse motivo, um expert do site Olhar Digital testou 5 diferentes antivírus gratuitos, buscando suas qualidades e pontos fracos. Fique por dentro dos detalhes sobre essa análise e veja qual pode ser o seu software de segurança.

Antivírus Testados:
- Comodo Antivírus 5;
- Microsoft Security Essentials 4;
- Avira Antivir Personal 12.0;
- Avast Free Antivirus 7.0;
- AVG Antivírus 2012.

Vale ressaltar que a cada atualização dos softwares, suas funções e desempenhos podem ser alterados, além das configurações feitas pelos usuários nos antivírus também influenciarem no resultado final.

Eficácia

Além da eficiência em detectar vírus, foi analisado se os softwares eram capazes de detectar sites maliciosos na web. Nessa verificação, todos os antivírus tiveram resultados satisfatórios. Colocando em ordem de melhor remoção de vírus, varredura do computador e proteção em tempo real, o primeiro foi o AVG, seguido do Antivir e do Comodo como segundo e terceiro. Em penúltimo e ultimo lugar ficou o Avast e o Microsoft Security Essentials, respectivamente.

Desempenho

O quesito desempenho ficou novamente com o AVG, não interferindo na utilização do micro durante sua varredura e terminando a análise do computador mais rapidamente. Em segundo e terceiro lugar vieram o Avira e o Avast, respectivamente. Os piores desempenhos ficaram para o Comodo, que trouxe muito impacto para a máquina analisada e o antivírus da empresa de Bill Gates, que gastou muito tempo para escanear a maquina.

Consumo de recursos

Esse item avaliou qual antivírus consumia mais processamento do computador para executar suas tarefas. Houve uma virada nos resultados, tendo em primeiro lugar o software da Microsoft e o Comodo. Em terceiro lugar ficou o Avast, em quarto o Avira e dessa vez o AVG foi o antivírus que obteve o pior resultado, ficando com a última colocação.

Interface

Ao analisar a interface dos softwares, foi levando em conta a facilidade de dispor seus recursos para o usuários e a quantidade de ferramentas disponíveis em cada antivírus. Com a primeira colocação ficou o Avast. Em segundo e terceiro lugar ficaram o Comodo e o AVG. Com um empate técnico, o Microsoft Security Essentials e o Avira ficaram com a última colocação.

Instalação

Esse quesito avaliou a facilidade para instalar os softwares nos computadores. Quem ficou com a primeira colocação dessa vez foi o Microsoft Security Essentials, pois o Windows guia e administra toda a instalação. Trazendo um processo simples e prático de instalação, vieram o Avira e o Avast. Dividindo as duas últimas colocações ficou o Comodo, que após ser instalado necessita de uma atualização muito demorada e o AVG, que traz uma configuração padrão pouco atenciosa com os tipos de arquivos escaneados, tendo que ser configurado e melhorado pelo usuário.

Conclusão

O primeiro lugar ficou com o AVG, que apesar de consumir mais processamento dos computadores, utiliza bem esse consumo verificando em tempo real as ameaças e escaneando rapidamente os micros. Em segundo lugar ficou o Avast, com um desempenho eficaz, interface simples e pouco consumo de processamento da máquina. Na terceira colocação houve um empate entre o Avira e o Comodo. O Avira é mais eficaz contra os vírus, mas o Comodo tem menor consumo de recursos do computador. Em último lugar, que não apresentou eficácia, teve baixo desempenho e muito consumo dos recursos do micro, ficou o Microsoft Security Essentials.

Ficam aqui as dicas para você, basta agora escolher qual atenderá da melhor forma as suas necessidades e utiliza-lo.


Lucas Souza

Título: Conheça 5 antivírus gratuitos e saiba qual é o melhor

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 12

776 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 14 )    recentes

  • SophiaSophia

    06-05-2014 às 20:11:50

    Ter antivírus é de suma importância para proteção dos arquivos, senhas, até mesmo do equipamento. Muito boa as suas dicas e conheço alguns desses 5 antivírus, experimentarei os demais. Grata!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Bruno Souza

    08-03-2014 às 19:27:10

    O pior antivirus de todos os tempos é o PSAFE. SÓ ISSO!

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    07-10-2012 às 23:37:12

    Lucas, o seu texto está bastante informativo e é bastante útil. É importante ressalvar que os anti-virus têm sempre actualizações e falamos de um mercado (mesmo que sejam gratuitos, a competitividade é extraordinária) que todos os dias nos apresenta novas soluções. Parabéns pelo texto.

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    06-10-2012 às 02:16:26

    Todo mundo precisa de um anti vírus,quem quiser arriscar e ficar sem,corre sérios riscos em ter grandes danos no computador.Agora,quem quer colocar um anti vírus no computador,conta com várias opções no mercado.

    ¬ Responder
  • Anne TeixeiraAnne Teixeira

    05-10-2012 às 01:48:16

    Eu já testei alguns antivírus grátis. O que uso hoje em dia é meio fraquinho, mas supre minhas necessidades.O caso é que as pessoas colocam suas vidas em pequenos aglomerados tecnologicos e esquecem de protegê-los. Isso pode dar uma tremenda dor de cabeça, pois sempre que alguém invade suas informações faz com que sua vida fique completamente vulnerável a estranhos.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    03-10-2012 às 14:05:15

    Os leitores têm por hábito proteger os dados do seu computador, de vírus ou do ataque dos piratas?.Se não Protege os seus ficheiros e outros dados, o melhor é começar a intalar anti-vírus que podem ser gratuitos.Estes são tão bons como os outros e surtem os mesmos efeitos de proteção.

    ¬ Responder
  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    28-09-2012 às 06:06:08

    Eu usava um antivírus pago o Mcafee Security e sempre foi muito bom, mas aí a licença expirou e como eu tava com a grana curta resolvi optar pelo AvastFree.Até agora não me deu problemas,as vezes ele bloqueia páginas com conteúdo malicioso, mas é uma versão bem limitada, existe a versão paga do Avast mas ainda nao migrei pra ele.Quanto aos outros antivírus citados ainda não os testei

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    27-09-2012 às 13:15:38

    As dicas referidas neste texto são muito boas para quem não quer ou não pode comprar antivírus para os computadores.Além disso são fáceis de instalar e eficientes. O computador ou portátil deve estar sempre protegido com antivírus, atualizados para não danificar os ficheiros guardados.

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    27-09-2012 às 12:34:12

    Que legal o texto Lucas, eu não sabia que o AVG era o melhor. O primeiro lugar ficou com o AVG, que apesar de consumir mais processamento dos computadores, utiliza bem esse consumo verificando em tempo real as ameaças e escaneando rapidamente os micros. Em minha casa eu utilizo o AVAST é o acho muito bom, ele sempre esta atualizado e também já vi muitas pessoas o recomendarem. Obrigada pelas ótimas dicas, espero novidades aqui!

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    26-09-2012 às 02:58:03

    O que importa é ter um antivírus funcionando na máquina.Se é de determinada marca ou não é,não importa tanto assim.Muitos compram bons antivírus e esquecem de deixa-lo ativo no computador.No fim,o que importa é saber usar o antivírus.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    24-09-2012 às 17:47:30

    Que ótimo o seu texto sobre os melhores antivírus. Gosto muito do Norton e Avast, eles para mim são excelentes. É preciso termos os melhores, pois a cada ano têm-se tornado mais difícil combater os vírus que acabam com nossos arquivos e até computadores. Sempre é bom avaliarmos aqueles que menos destroem para que não acabemos de detonar todos os nossos documentos, não é verdade? Adorei suas informações, foram bem esclarecedoras para mim, para todos.

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    24-09-2012 às 02:46:41

    para mim o microsoft essencial security é o melhor , protege o computador em tempo real , combatendo os vírus eficazmente, recomendo mesmo, já tenho este antivírus há vários anos.

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    23-09-2012 às 16:11:54

    Uma vez que os antivírus são algo imprescindível em todos os computadores, e porque a grande maioria das pessoas os utiliza sem ajuda especializada, textos como seu são muito importantes para ajudar os menos entendedores de informática a escolher o antivírus que melhor se adequa às suas necessidades pessoais. Um dos aspectos mais importantes será sempre a instalação, uma vez que a maioria prefere certamente uma instalação mais simples, ainda que sempre aliada à eficácia.

    ¬ Responder
  • Daniela VicenteDaniela Vicente

    21-09-2012 às 22:15:20

    o melhor antivírus é o microsoft ESSENTIALS, para quem tem um sistema operativo windows. para mim é o melhor pois está sempre actualizado e garante os serviços mínimos de segurança. para além disso é gratuito através da Internet. até agora não tive razões de queixa. parabéns pelo tema, pois está muito actual. toda a gente precisa de uma ajuda na informática, pois há sempre algo a descobrir.

    ¬ Responder

Comentários - Conheça 5 antivírus gratuitos e saiba qual é o melhor

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Ex-Machina e a máxima: cuidado ao mexer com os robôs.

Ler próximo texto...

Tema: DVD Filmes
Ex-Machina e a máxima: cuidado ao mexer com os robôs.\"Rua
Este texto irá falar sobre o filme Ex_Machina, nele podem e vão ocorrer Spoillers, então se ainda não viram o filme, vejam e voltem depois para lê-lo.

Impressões iniciais:

Ponto para o filme. Já que pela sinopse baixei a expectativa ao imaginar que era apenas mais um filme de robôs com complexo de Pinóquio, mas evidentemente que é muito mais que isso.

Desde as primeiras cenas é possível perceber que o filme tem algo de especial, pois não vemos uma cena de abertura com nenhuma perseguição, explosão ou ação sem propósito, típica em filmes hollywoodianos.
Mais um ponto, pois no geral o filme prende mais nos diálogos cerebrais do que na história em si, e isso é impressionante para o primeiro filme, como diretor, de Alex Garland (também roteirista do filme). O filme se mostrou eficiente em criar um ambiente de suspense, em um enredo, aparentemente sem vilões ou perigos, que prende o espectador.

Entrando um pouco no enredo, não é difícil imaginar que tem alguma coisa errada com Nathan Bateman (Oscar Isaac), que é o criador do android Ava (Alicia Vikander), pois ele vive isolado, está trabalhando num projeto de Inteligência Artificial secreto e quando o personagem orelha, Caleb Smith (Domhnall Gleeson), é introduzido no seu ambiente, o espectador fica esperando que em algum momento ele (Nathan) se mostrará como vilão. No entanto isso ocorre de uma forma bastante interessante no filme, logo chegaremos nela.

Falando um pouco da estética do filme, ponto para ele de novo, pois evita a grande cidade (comum nos filmes de FC) como foco e se concentra mais na casa de Nathan, que fica nas montanhas cercadas de florestas e bastante isolado. Logo de cara já é possível perceber que a estética foi pensada para ser lembrada, e não apenas um detalhe no filme. A pesar do ambiente ser isolado era preciso demonstras que os personagens estão em um mundo modernizado, por isso o cineasta opta por ousar na arquitetura da casa de Nathan.

A casa é nesses moldes novos onde a construção se mistura com o ambiente envolta. Usando artifícios como espelhos, muitas paredes de vidro, estruturas de madeira e rochas, dando a impressão de camuflagem para a mesma, coisa que os ambientalistas julgam favorável à natureza. Por dentro se pode ver de forma realista como podem ser as smart-house, não tenho certeza se o termo existe, mas cabe nesse exemplo. As paredes internas são cobertas com fibra ótica e trocam de cor, um efeito que além de estético ajuda a criar climas de suspense, pois há momentos onde ocorrem quedas de energia, então fica tudo vermelho e trancado.

O papel de Caleb á ajudar Nathan a testar a IA de AVA, mas com o desenrolar da história Nathan revela que o verdadeiro teste está em saber se Ava é capaz de “usar”, ou “se aproveitar” de Caleb, que se demonstra ser uma pessoa boa.

Caleb é o típico nerd introvertido, programador, sem amigos, sem família e sem namorada. Nathan também representa a evolução do nerd. O nerd nos dias de hoje. Por fora o cara é careca, barbudão com uns traços orientais (traços indianos, pois a Índia também fica no Oriente), bebê bastante e ao mesmo tempo malha e mantém uma dieta saudável pra compensar. E por dentro é um gênio da programação que criou, o google, o BlueBook, que é um sistema de busca muito eficiente.

Destaque para um diálogo sobre o BlueBook, onde Nathan fala para Caleb:
“Sabe, meus concorrentes estavam tão obcecados em sugar e ganhar dinheiro por meio de compras e mídia social. Achavam que ferramenta de pesquisa mapeava O QUE as pessoas pensavam. Mas na verdade eles eram um mapa de COMO as pessoas pensavam”.

Impulso. Resposta. Fluido. Imperfeição. Padronização. Caótico.

A questão filosófica vai além disso esbarrando no conceito de “vontade de potência”, de Nietzche, mas sobre isso não irei falar aqui, pois já há textos muito bons por aí.

Tem outra coisa que o filme me lembrou, que eu não sei se é referência ou se foi ocasional, mas o local onde Ava está presa e a forma como ela fica deitada num divã, e questiona se Caleb a observa por detrás das câmeras, lembra o filme “A pele que habito” de Almodóvar, um outro filme excelente que algum dia falarei por aqui.

Talvez seja uma versão “O endoesqueleto de metal e silicone que habito”, ou “O cérebro positrônico azul que habito”, mesmo assim não podia deixar de citar a cena por que é muito interessante.

Pesquisar mais textos:

Jhon Erik Voese

Título:Ex-Machina e a máxima: cuidado ao mexer com os robôs.

Autor:Jhon Erik Voese(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Suassuna 11-09-2015 às 02:03:47

    Gostei do texto, irei conferir o filme.

    ¬ Responder
  • Jhon Erik VoeseJhon Erik Voese

    15-09-2015 às 15:51:02

    Que bom, obrigado! Espero que goste do filme também!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios