Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Ensino à distância: a educação do futuro

Ensino à distância: a educação do futuro

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Ensino à distância: a educação do futuro

Com o uso de novas tecnologias as atividades humanas sofreram alterações. A educação é uma delas. Atualmente ela vem sofrendo transformações aparentes e significativas. O uso dos computadores, o acesso à internet, a possibilidade de interação com pessoas do mundo todo são fatores modificadores do processo ensino-aprendizagem. Hoje a informática influencia e auxilia nas atividades da sala de aula. Seus reflexos ficam evidentes nos trabalhos de pesquisa e inclusive na forma de escrever dos alunos. Além disso, a vida contemporânea de muito trabalho e pouco tempo livre requer uma modificação na formação das pessoas. Diante de tais constatações, há um formato novo de aprendizado e formação pessoal: o ensino à distância.

A educação à distância é uma forma de aprendizagem em que professores e alunos estão espacialmente e temporalmente separados e interagem por meio da rede mundial de computadores. O computador é o instrumento mediador nessa especialidade de educação. Há educação à distância para vários níveis de ensino: ensino médio, ensino profissionalizante, ensino superior ou cursos de extensão.

O interessante nesta nova forma de aprender é poder estar em contato com o mundo acadêmico na sua própria casa, no conforto do seu lar, delimitando seu próprio tempo de estudo e dedicação. Ainda há a possibilidade de interação com pessoas do país todo, participando de seminários e fóruns virtuais, além dos chats e conferências.

Contudo, muitos cursos à distância, especialmente as graduações, exigem algumas aulas presenciais, uma vez por semana ou a cada quinze dias, dependendo da instituição. A demanda é grande, mas deve-se estar atento à instituição que se deseja inscrever-se para algum curso à distância, se certificando se esta instituição escolhida está realmente apta para proporcionar tal modalidade de ensino. É necessário verificar seu registro no Ministério da Educação para futuramente não haver imprevistos na conclusão dos cursos e recebimento dos certificados. Este é um cuidado não só recomendado para o ensino à distância como para qualquer instituição relacionada à educação.

A EaD, como é chamada, atualmente utiliza mais frequentemente o recurso do computador, especialmente, a internet, porém há outras tecnologias igualmente utilizadas nesta forma de ensino-aprendizagem. O televisor, o aparelho celular, o ipod, o vídeo, o correio, entre outras tecnologias servem de ferramentas para a autoaprendizagem do aluno. A história da educação à distância vem de longa data, mas foi mais disseminada nas últimas décadas, em que tomou um espaço maior e de mais destaque na pedagogia devido à evolução da tecnologia da informação.

A história deste tipo de educação já passou por várias evoluções: inicialmente, teve seu formato utilizando o recurso da telecorrespondência, após sendo utilizado por meio dos telecursos e por fim, atualmente, com o uso da informática.

A metodologia de ensino à distância não se diferencia da metodologia de ensino presencial. O que se difere é a forma na comunicação. Os endereços eletrônicos são bastante utilizados para o envio do material teórico, das solicitações de tarefas e comunicação entre aluno e professor e vice-versa.

A educação significativa e de qualidade hoje depende da dedicação de cada um, independente da modalidade na qual esteja inserido. Seja presencial, semi-presencial ou à distância, a qualidade do profissional que vai ser formado depende do esforço do próprio educando. Sendo assim, a polêmica em torno de uma educação à distância vai desaparecendo, transformando-se numa opção de qualidade em que se pode ensinar um grande número de alunos, separados pela distância e/ou tempo, mas com iguais capacidades de se tornarem sujeitos do seu próprio conhecimento.


Rosana Fernandes

Título: Ensino à distância: a educação do futuro

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

676 

Imagem por: shawncampbell

Comentários - Ensino à distância: a educação do futuro

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: shawncampbell

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios