Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Informática na 3ª Idade

Informática na 3ª Idade

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Visitas: 2
Comentários: 3
Informática na 3ª Idade

Vivemos a era das novas tecnologias e dos computadores. Tudo é elétrico, eletrónico e programável. Tudo nos facilita a vida, o dia a dia, o mundo.

O trabalho e a vida profissional de todos nós foram alterados pelas novas tecnologias, quando as grandes máquinas, os computadores, faxes, e a internet foram introduzidos nas fábricas, escritórios, etc. Também a nossa vida doméstica foi alterada e de certa forma facilitada. As máquinas de lavar loiça e roupa, os ferros de engomar com vapor e tantas outras coisas que nos fazem poupar tempo. Em suma, as novas tecnologias alteraram a nossa vida na totalidade, incluindo a informação que recebemos de todos os lados do mundo.

Das inovações mais recentes e desenvolvidas, destaca-se uma que mudou o mundo como há muito não se via. A internet.

Todos conhecemos os benefícios e os malefícios da internet.

A obrigatória supervisão dos pais, quando os utilizadores são os filhos, ou os encontros um tanto às cegas dos jovens que se conhecem nas comunidades on-line são assuntos de que muito se ouve falar. A internet, como tudo na vida, tem coisas negativas e positivas.

A informação acessível e à distancia de um clique, o conhecimento, a organização, a descoberta, são fatores bastante positivos, mas não fica por aqui.

Cada vez mais os nossos idosos têm a tendência a se isolarem e sofrerem a solidão que dita o fim dos seus dias. Idosos aos cuidados de si próprios, caídos na escuridão dos dias que custam a passar, sem que possam trocar palavra com ninguém.

Alguns destes idosos descobriram um novo mundo. Um mundo que lhes permite uma maior independência quando mais ninguém se lembra das suas moradas. Amizades que se cruzam, encomendas da farmácia e do hiper-mercado, as notícias, enfim, as notícias do mundo lá fora.

Os cursos de informática para idosos multiplicam-se e muitos são dados ao domicílio, facilitando a vida a quem a mobilidade constitui um enorme problema.

Adquirem o seu computador e partem para a aventura. Os Chats de conversação e as comunidades on-line, permitem-lhes conversas com gente da sua idade. As conversas, essas, partilham não só conhecimentos e histórias de vida, mas também as preocupações inerentes a esta idade tão cansada e tão vivida.

Outro dos fatores positivos é o alerta imediato na eventualidade de um dos idosos não fazer visitas ou deixar mensagens on-line, o que levanta suspeitas de que algo não está bem. O desaparecimento virtual de um idoso, produz alerta pela parte dos seus companheiros virtuais.

Uma forma de mudar o mundo, de visitá-lo, de descobri-lo de forma diferente, acaba com a solidão tão própria destas idades tão bonitas.


Carla Horta

Título: Informática na 3ª Idade

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

724 

Imagem por: lizzardo

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    06-05-2014 às 21:43:07

    Já se nota esse aumento drasticamente. As pesquisas revelam que os idosos estão a cada dia interessando-se no uso da internet como forma de tirar mais a solidão de suas vidas. Os meios estão mais fáceis, de fato!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    09-10-2012 às 18:11:10

    Já é cada vez mais um hábito vermos os idosos a trabalhar com o computador, em aprendizagem, sinceramente fico muito feliz com isso, é bom ver essa geração a aprender o que naquela altura era impensável pensar. E quem diz que o informática é só para a 1ª e 2ª geração está muito bem enganado, a informática não escolhe idades, apenas cria aprendizes, dos mais novos, aos mais velhos.

    ¬ Responder
  • Daniela VicenteDaniela Vicente

    09-10-2012 às 00:25:34

    eu adoro pessoas idosas e tudo que seja benéfico para alegrar o dias delas eu concordo. a informática é um óptimo hobbie ainda mais se está tão em voga as redes sociais. estamos perante a chamada aldeia global, que todos devem poder ter acesso. é tão bom ver os avós a contactar com os filhos e os netos que emigraram. acho que devia de haver iniciativas para promover o conhecimento na 3ª idade.

    ¬ Responder

Comentários - Informática na 3ª Idade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: lizzardo

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios