Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Como viviamos antes?

Como viviamos antes?

Categoria: Informática
Visitas: 9
Comentários: 1
Como viviamos antes?

Já ninguém se lembra exactamente de quando apareceram, mas todos sabem como lhes mudaram a vida. O que há uns anos parecia um “mono” intocável, hoje são ferramentas indispensáveis. Os computadores vieram para ficar, e rapidamente se modificaram para ganhar lugar na secretária de trabalho de todos. De monstros que ocupavam uma ou várias salas das grandes empresas, evoluíram para simples computadores portáteis, acessíveis a qualquer um e quase a todos os bolsos.

Mas não são imprescindíveis apenas no mundo laboral. Poucos são os que hoje passam sem eles. Consegue-se fazer de tudo num computador com acesso à internet. Desde uma simples pesquisa acerca qualquer assunto, passando pelo pagamento de serviços ou mesmo pela reserva de hotéis do outro lado do globo, tudo é possível, e tudo pode ser feito na mesa do café da esquina da rua. Ao descobrir a internet, é como se descobríssemos outra vida e um sem número de oportunidades.

É até curioso e engraçado assistir à posição das pessoas mais velhas. Se os mais novos mexem num computador “como gente grande” e até parece que já nascem ensinados, os mais velhos têm alguma dificuldade e renitência em fazê-lo. O primeiro encontro é geralmente traumatizante (muitas vezes para ambas as partes!): o receio de fazer mal ou o simples facto de manusear o rato, são obstáculos aparentemente intransponíveis. Na grande maioria dos casos, ao fim de algum tempo, quer seja por gosto ou por obrigação, já todos “tratam o computador por tu”. Então é vê-los a inscreverem-se em cursos, a comprar livros ou a pedir ajuda aos mais próximos, porque querem aprender mais e perderem-se no mundo da internet. O possuir um email e perceber como este funciona, é já uma vitória, capaz de alegrar até o que se sentia mais perdido e ignorante. Tudo o resto vem por arrasto: o procurar a receita para o jantar, enviar aos amigos fotos do neto recém-nascido, consultar o estrato bancário, etc.

Mas se falamos de informática, temos também de nos lembrar que esta está presente em quase todas as actividades do dia-a-dia, até naquelas que nos esquecemos. Já alguma vez pensaram como seria gerido o trânsito de uma grande cidade se não pudéssemos recorrer a computadores? Imaginam um polícia em cada cruzamento? Felizmente tal não acontece, senão tudo seria mais caótico e o tempo que hoje perdemos no trânsito, seria triplicado ou mesmo quadruplicado!

Bem haja a informática!



Cláudia Bandeira

Título: Como viviamos antes?

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 9

630 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoIvo

    18-03-2009 às 16:03:05

    Sou totalmente fanatico pela informatica. passo todo dia no meu quarto e até fico zangado quando a minha mãe me chama para comer, que seca de perca de tempo.

    Adoro e vivo na net. O unico amigo que me visita diz que eu sou um frick. Mas eu nem fumo "senas". Como é que posso ser um frick. Isso são os drogados. Ele não me entende nem os meus pais. Bom tenho de ir, estou a responder a mais 4 chats...

    ¬ Responder

Comentários - Como viviamos antes?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios