Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Automóveis > FIAT 125 Special

FIAT 125 Special

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Automóveis
Visitas: 4
Comentários: 1
FIAT 125 Special

O primeiro carro que tive foi-me oferecido pelo meu avô. Já que também me tinha pago a Carta de Condução, deve ter pensado que não tinha jeito algum deixar o trabalho a meio e, uma vez que só tinha um filho e um neto, lá me comprou um carro em segunda mão, a uma velha amiga da minha avó, dos tempos de solteira.

O carro era um imponente Fiat 125 Special, branco, de 1971 (três anos mais velho que eu), com um potente e rotativo motor de 1608 cm3, jantes especiais, travões de disco às rodas dianteiras, tração traseira, caixa de cinco velocidades, carburador duplo, dupla árvore de cames à cabeça do motor e, ao lado do botão do ar (que regulava a mistura entre o ar e a gasolina e que devia ser puxado para o carro pegar a frio, tornando a mistura mais rica em gasolina), um outro botão que funcionava como acelerador manual, para manter a velocidade constante, por exemplo, em autoestrada – um género de velocidade de cruzeiro. Tinha também a particularidade de ter o depósito de gasolina no interior da bagageira, e os seus cintos de segurança eram já como os atuais.

Os anteriores proprietários tinham-no estimado, pelo que se encontrava em muito bom estado, para a idade, apesar de ter alguns pontos apodrecidos na chapa (mas poucos e pequenos) e a iluminação dos manómetros fosse fraca – notei o mesmo noutros modelos da mesma marca. Estava preparado para autorádio, mas não o tinha. Um simpático vizinho fez-me o favor de me instalar um que eu tinha lá para casa.

Era um carrão! Um três volumes comprido, de frente agressiva, pneus largos, sempre pronto a comer quilómetros, qualquer que fosse a velocidade que eu lhe pedisse – mas confesso que nunca puxei muito por ele, pois ainda estava muito “verde” a conduzir.

É costume dizer-se que o primeiro carro de alguém serve para “desemburrar”, pelo que não convém que seja um carro novo – já que muitas são as asneiras que um condutor inexperiente pode fazer, desgastando em demasia o material. Com este carro, eu não só comecei a “desemburrar”, como ganhei o gosto e o prazer de conduzir. O motor rotativo e sempre com boa resposta parecia estar sempre a dizer: “Puxa por mim! Disfruta do que tenho para dar”. Era carro para puxar e para usar com serenidade, uma vez que o seu espaço e conforto faziam dele um excelente carro de passeio em família.

Foi com pena que me separei dele, um ano depois de o comprar. O meu pai aconselhou-me a trocar de carro e fui para outra marca, para um carro com menos anos, receando que a avançada idade do Fiat viesse a trazer-me despesas de manutenção acima do que se justificaria e do que eu pudesse suportar.

Depois deste Fiat, já guiei outros carros, novos e usados, meus ou emprestados, quase tantos, quantos os anos que tenho de vida. Até hoje, continua a ser um dos três ou quatro carros que mais prazer me deram a conduzir. Uma grande máquina, sem dúvida!


Paulo c. Alves

Título: FIAT 125 Special

Autor: Paulo c. Alves (todos os textos)

Visitas: 4

652 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    17-06-2014 às 05:00:15

    Acho bem econômicos e muito bons os carros da Fiat. Uma marca que ganha minha admiração, meu respeito e ele possui beleza em todos os seus modelos, além de serem acessíveis a qualquer pessoa.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - FIAT 125 Special

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios