Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Ferramentas > Berbequins – uma grande ajuda em bricolage

Berbequins – uma grande ajuda em bricolage

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Ferramentas
Visitas: 6
Berbequins – uma grande ajuda em bricolage

O berbequim é uma ferramenta utilizada para perfuração de materiais tão diversos como a madeira, tijolo e mesmo pedra. Naturalmente que, tanto em bricolage como noutras atividades, a escolha das brocas a empregar tem de ser adequada ao material que vai ser trabalhado.

Para furar madeira de um lado ao outro sem lascas, por exemplo, há que empurrar a broca até começar a vê-la na face inversa e só a partir daí fazer o furo final. Já o metal requer a marcação do furo com um punção, para evitar que a broca derrape. Nos ladrilhos usa-se uma broca específica e inicia-se o processo com uma rotação bastante baixa, aumentando gradualmente a velocidade e não fazendo uso da percussão. No que respeita aos azulejos, a ponta do berbequim tem tendência a deslizar, não permitindo furar no sítio que se pretende. Aplicar fita adesiva nesse local facilita sobremaneira esta tarefa.

Embora os berbequins mais pesados executem os furos de forma mais satisfatória, os aparelhos leves são mais práticos para agarrar. Existem, contudo, diferentes tipos de berbequins, destinados às mais variadas funções. Se o objetivo for laborar em lugares sem rede elétrica, o ideal é um berbequim sem fios. Se, pelo contrário, houver possibilidade de dispor de corrente e se pretender efetuar trabalhos em pedra, metal, madeira e betão, assim como aparafusar e desaparafusar, os berbequins com fios constituem a opção mais correta. Não obstante o progresso dos berbequins sem fios, os outros patenteiam ainda uma qualidade francamente superior a perfurar.

Quando se tem de fazer um furo de grande diâmetro numa superfície rígida, aconselha-se a que se tome a empreitada em duas etapas. Primeiro, faz-se um furo pequeno, com a profundidade desejada, e só posteriormente se executa o diâmetro final. Há berbequins que possuem um aplique para que não se exceda a profundidade desejada. Todavia, ainda que o berbequim não seja dotado desta valência, é sempre possível usar fita adesiva na broca, o que favorecerá a visualização da profundidade a furar.

Em alguns casos, os aparelhos dispõem de um segundo punho regulável e um dispositivo que possibilita o controlo da profundidade do furo. Oferecem, em acréscimo, um comutador de velocidade, assaz vantajoso, uma vez que não se podem furar todos os materiais à velocidade máxima (caso da madeira rija e do metal).

É absolutamente recomendável envergar luvas e óculos de proteção aquando da utilização do berbequim, após a qual se deve deixar arrefecer a broca, desligando o berbequim antes de substituir a broca ou proceder a qualquer outra intervenção.

Limpar regularmente, com ar comprimido, todos os orifícios de ventilação do aparelho, assim como o mandril, é de extrema importância. De ressalvar que, antes de iniciar qualquer operação, é fundamental desligar a alimentação elétrica do berbequim!


Maria Bijóias

Título: Berbequins – uma grande ajuda em bricolage

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

775 

Imagem por: Mark Heard

Comentários - Berbequins – uma grande ajuda em bricolage

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Organizar Qualquer Tipo De Evento

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Eventos
Como Organizar Qualquer Tipo De Evento\"Rua
Com todas as mudanças no mundo precisamos de pessoas capacitadas e qualificadas para se organizar um evento de porte. Não mais uma pessoa que faz tudo, que quebra-galho, mas um profissional estudioso no ramo para levar um evento de grande estima que atinja seu público de forma satisfatória e abrangente.

Para estar na frente exige-se muito trabalho, esforço e dedicação extrema para que se obtenha grande sucesso não somente para quem recebe como também para a própria instituição em que se realiza o evento. Isso tem causado uma procura por esses profissionais e até tem sido reconhecido como uma profissão que será valorizada muito nesses próximos anos.

Como Organizar?

Para estar na frente de um evento é necessário muita dedicação e amor. Muitas horas planejando e com uma grande antecedência. Pois, qualquer problema que ocorra no dia, será de responsabilidade de quem está organizando.

Então, todos os cuidados devem ser levados em consideração, devemos ter ações prevenidas e tudo deve ser listado, feito e dado uma atenção especial. Diante dos que se pretende fazer em um evento seja ele cultural, religioso, comercial, precisa de alguns parâmetros para serem seguidos cuja finalização tenha muito sucesso.

Eis quais são as etapas para você compreender melhor:
1. Objetivos: você deve primeiramente traçar um objetivo daquilo que se pretende realizar. Deve ser dividido em duas partes: a geral e a específica;

2. Públicos: quem são os públicos que serão atingidos? É um grupo de mulheres, um grupo de homens? Que faixa de idade? Essas e outras perguntas devem ser feitas;

3. Estratégias: essas estratégias consistem simplesmente em como você vai atingir o seu público, o que mais irá atraí-los para que possam ir ao seu evento?

4. Recursos: os recursos tanto materiais, humanos, físicos, todos esses recursos devem ser bem estruturados e anotados;

5. Implantação: Que métodos serão usados para o evento desde o início até o término do evento? Refere-se a todos os procedimentos;

6. Acompanhamento e controle: estipular alguém que irá acompanhar todo o processo e controlar, como por exemplo, as despesas;

7. Avaliação: feita após o término do evento, ela é produzida em formato de relatório e entregue a quem organizou o evento;

8. Orçamento Previsto: este deve ser feito bem detalhado. Uma das mais importantes partes de todo o evento. Pode buscar patrocínio, parcerias com empresas para assim evitar os gastos, mas tudo deve ser anotado e controlado.

Pesquisar mais textos:

Luene Zarco

Título:Como Organizar Qualquer Tipo De Evento

Autor:Luene Zarco(todos os textos)

Imagem por: Mark Heard

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios