Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Ferramentas > Serra Mármore

Serra Mármore

Categoria: Ferramentas
Visitas: 4
Comentários: 1
Serra Mármore

Verdade seja dita – cada macaco no seu galho. Se quer serrar um pedaço de madeira, terá de comprar uma lâmina adequada e o mesmo se passa com qualquer material que queira utilizar.

Se quando aperta um parafuso, utiliza a chave de fendas apropriada, porque não o faz quando o assunto é serrar.

Para quem trabalhe com materiais de construção, é perfeitamente normal que saiba que não deve utilizar outro tipo de serras ou laminas que não os mais adequados aos mármores.

Mas porque não posso utilizar, por exemplo uma serra de madeiras, para cortar o mármore? A resposta é muito simples. As serras e lâminas para madeira produzem uma rotação demasiado baixa para o corte de pedra mármore. Não só pela perfeita execução do trabalho, mas também por uma questão de segurança. Ao utilizar uma serra inadequada ao corte de pedra mármore pode correr o risco da lâmina saltar e dar-se um acidente grave.

Se não sabe que tipo de serra utilizar para cortar mármore, o melhor é pedir ajuda. Dirija-se a uma loja da especialidade (comercio normal ou grandes superfícies especialistas em bricolage) e faça perguntas. Se a ideia é aventurar-se e fazer o seu próprio trabalho, o melhor é pedir a opinião a quem sabe e é entendido na matéria.

Se o trabalho a que se quer aventurar, for uma coisa relativamente fácil, então basta-lhe uma serra com lâmina adequada, uma mascara e uns óculos (que pode comprar ao mesmo tempo que a lamina). No entanto, se o trabalho requerer cortes difíceis e curvas perigosas, veja até que ponto não deverá solicitar a ajuda de um profissional.

Cortar pedra mármore pode não ser uma tarefa fácil, pelo que se quer mesmo fazê-lo, compre uma serra de mármore adequada.

Os valores podem oscilar, dependendo das funções e da marca, naturalmente.

As serras mármore servem ainda para cortar todo o tipo de pedra (moleanos por exemplo), alvenaria, azulejos, tijolos entre muitas outras coisas que poderá descobrir.

Relativamente a serras de pedra mármore, a indústria tem oferecido muitas evoluções. A mais recente é de detectar automaticamente a colocação correcta das mãos. Se colocar de forma incorrecta as mãos na serra enquanto trabalha, a máquina recusa-se a executar trabalhos. Outra das medidas adoptadas pelos fabricantes de algumas marcas de serras para pedra (e também de madeiras, por exemplo), é o desligamento e bloqueio automático na eventualidade da lâmina detectar partes humanas. Assim, os seus dedos ficarão com toda a certeza mais seguros.


Carla Horta

Título: Serra Mármore

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 4

763 

Imagem por: pareeerica

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    02-05-2014 às 21:47:55

    Muito bem observado quanto ao material que se deva usar, pois a tendência é sempre dar aquele jeitinho, que muitas vezes, traz mais prejuízos. A Rua Direita agradece pelas informações tão úteis e importantes.

    ¬ Responder

Comentários - Serra Mármore

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: pareeerica

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios