Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Ferramentas > Alicate de Ponta Redonda

Alicate de Ponta Redonda

Categoria: Ferramentas
Visitas: 10
Comentários: 8
Alicate de Ponta Redonda

Na hora de fazer trabalhos manuais, bricolage, trabalhar ou até mesmo inventar, muitos são os utensílios que poderá utilizar. Se alguns deles poderão ser pouco úteis, outros há que se usam com toda a frequência. Aliás, até se poderá dizer que em certas actividades, alguns utensílios são amigos inseparáveis e somos dependentes deles para a execução perfeita das mais variadas actividades.

Um excelente exemplo disso mesmo é os alicates.

Existem centenas de tipos de alicates com os mais diversos tamanhos, formas e objectivos, pelo que falar de alicates, requer tempo. Aliás, muito tempo.

Se é um adepto de trabalhos e trabalhinhos que requer o uso de alicates, as informações que se seguem são para si.

A melhor forma de descrever os alicates é compará-los a pinças. Pinças ligeiramente diferentes do habitual, visto os alicates poderem ter a capacidade de não só agarrar, mas torcer ou cortar.

Os alicates de pontas tesoura, ou mais conhecidos por alicate de corte, servem para uma quantidade de coisas, sem ser para aquilo para o qual foram criados – cortar. Servem por exemplo para segurar ou prender. Existe ainda os alicates de pontas achatadas que além de segurarem e primirem também cortam, pois é-lhes incluído duas pequenas laminas perto dos cabos.

Mas se se falam de trabalhos mais minuciosos como os de bijutaria, por exemplo, os alicates de ponta redonda são dos mais utilizados.

Certo é que na bijutaria, os alicates de corte são imprescindíveis na hora trabalhar o arame, mas para os efeitos de tornejo ou de dobras, não conseguirá um bom trabalho se não apostar no alicate de pontas redondas.

Estes alicates são os mais idênticos com as pinças e a sua função passa não só pela de agarrar o arame (na eventualidade de estar a trabalhar com bijutaria), mas também de o trabalhar.

Já reparou na bijutaria que está muito em voga? Já reparou nas argolinhas que o mesmo arame consegue ter? Pois esse trabalho tem de contar não só com a minúcia do artesão, mas principalmente com o tipo de alicate de pontas redonda que é utilizado.

Mesmo em outro tipo de trabalhos em que a minúcia é exigida, este alicate é não só uma grande ajuda, mas também indispensável ao trabalho. Como disse no inicio, existem utensílios que são mais do que isso, são verdadeiros amigos.


Carla Horta

Título: Alicate de Ponta Redonda

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 10

799 

Imagem por: geishaboy500

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 8 )    recentes

  • SophiaSophia

    02-05-2014 às 21:29:21

    Os alicates de ponta redonda são muito bons! Adorei suas sugestões, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder
  • Anne TeixeiraAnne Teixeira

    05-10-2012 às 16:57:37

    Estou com uma ideia louca de começar a fazer colares e pulseiras pra mim. Já que nao compro por serem caros e por ter alergia a bijuterias, pensei em fazer (por ser mais barato) e usar de vez em quando. Um dos primeiros equipamentos que me recomendaram foram os alicates. Para ajustes, apertos, cortes e manuseio de arames eles são uma excelente pedida.Pra quem tem prática fica cada dia mais fácil manuseá-los.

    ¬ Responder
  • Ruben GonçalvesRuben Gonçalves

    02-10-2012 às 22:02:33

    É incrível como um objecto tão simples pode ser tão útil. Apesar de ser simples não significa que sejam todos iguais, pois um alicate de má qualidade pode sair bem mais caro. Também a precisão é afectada quando usamos um alicate de qualidade, quanto mais pequeno for o objecto com que estamos a trabalhar mais notável será a diferença entre um alicate de boa ou má qualidade.

    ¬ Responder
  • Lucas SouzaLucas Souza

    01-10-2012 às 20:06:58

    Meu pai possui uma maleta com diversas ferramentas, para as mais variadas funções e finalidades. Desde chaves de fendas, Philips, de pressão até os diversos alicates existentes, de bico, de pressão, universal, de ponta redonda, entre outras ferramentas. No dia-a-dia diversas situações podem tornar necessárias essas ferramentas, para arruma o carro, algum problema na cozinha, no tanque, trocar um interruptor quebrado, uma infinidade de coisas. O alicate de ponta redonda e bastante útil e versátil.

    ¬ Responder
  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    01-10-2012 às 01:09:16

    Tenho vários tipos de alicates em minha mala de ferramentas: Alicate universal, alicate de pressão,alicate de bico,e alicate de ponta redonda.Alicates tem múltiplas funções como segurar com firmeza, cortar, fixar e outras utilidades.Como bem destacado no texto, o alicate de ponta redonda é o ideal para atividades mais minuciosas e delicadas como a fabricação de bijuterias, pois esses alicates funcionam como pinças.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    26-09-2012 às 18:41:16

    Os alicates têm inúmeras aplicações em casa e servem de auxílio para muitos trabalhos.O seu uso não se dispensa porque eles têm a funcão de agarrar, torcer ou cortar objetos, desde arames, pregos, ou materiais mais municiosos.Atualmente são bastante usados para fazer peças de bijuteria delicada, sendo os ideais os de ponta redonda.Para qualquer trabalho em casa que exija segurar ou prender o alicate é o grande auxiliar.

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    26-09-2012 às 17:28:28

    Acho que os hobbies que envolvem fazer trabalhos manuais podem ser bastantes interessantes, uma vez que para além de aperfeiçoarmos certas habilidades também podemos poupar algum dinheiro ou até vender aquilo que fabricamos, se tivermos algum talento. O alicate de ponta redonda é um exemplo de ferramenta que é muito usada nos trabalhos manuais, pelo que deverá ser uma das aliadas mais importantes dos que se aventuram por esses caminhos.

    ¬ Responder
  • Daniela VicenteDaniela Vicente

    21-09-2012 às 22:23:09

    o alicate de ponta redonda pode servira para várias situações: para fazer curvaturas em arame, chapa, pode eventualmente servir para retirar freios de mola. mas também temos que ver que existe dois tipos de alicate de ponta redonda: internos e externos. existem alguns fabricantes que conseguem combinar estas duas funcionalidades. parabéns pelo tema, pouca gente aborda estes temas das ferramentas.

    ¬ Responder

Comentários - Alicate de Ponta Redonda

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os descendentes de Eça

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Os descendentes de Eça\"Rua
Recentemente, por via da comunicação social, soubemos da entrega do prémio Leya, a um trineto de Eça de Queirós. Julgo que bastou essa noticia, para que todos ficássemos curiosos sobre os seus descendentes…esse mistério, como o Mistério da Estrada de Sintra, começou a adensar-se entre quem se interessa por estas coisas da literatura e da genealogia…então aqui deixo algumas notas que poderão ser importantes para quiçá, um dia, um qualquer jornalista, ou editor, se lembre, de conseguir reunir todos os seus descendentes vivos e se tire uma fotografia de família.

José Maria Eça de Queirós, escritor pródigo da nossa nação, contraiu matrimónio em 1886, com Emília de Castro Pamplona Resende, condessa de Resende, deixando à data de sua morte, em Paris, quatro filhos como seus descendentes e herdeiros diretos; foram eles António Eça de Queirós, Maria Eça de Queirós, Alberto Eça de Queirós e José Maria Eça de Queirós; portanto três meninos e uma menina.
Através do site Geneall.net, foi possível perceber as linhas genealógicas que se seguiram aos seus filhos. No entanto, nem todos os nomes dos seus bisnetos e trinetos estão aí presentes, com certeza por motivos de ordem pessoal, de resguardo da privacidade, motivos que não podemos questionar. Porém, é possível, pelo menos determinar a existência desses membros da família queirosiana.

De antemão sabemos que não houve descendência por parte de dois dos seus filhos, António Eça de Queirós e de Alberto Eça de Queirós.
Maria Eça de Queirós teve dois filhos, uma menina e um menino, porém a menina morreu muito nova, ficando apenas o menino, de seu nome Manuel Pedro Benedito de Castro, que mais tarde casou com Maria da Graça Salema de Castro, a mulher que se tornou a primeira diretora da Fundação Eça de Queirós, na casa de Tormes, pertença da família da esposa de Eça de Queirós. Como Manuel Pedro Benedito de Castro não teve filhos, sabemos que por este ramo, terminou a descendência do escritor.

Convém, entretanto, acrescentar aqui uma curiosidade. Depois do regresso a Portugal da viúva de Eça, ela e os filhos, foram residir para a casa da Granja, pertencente à família de Sophia de Mello Breyner. Inicialmente como esta casa costumava ser arrendada pela família de Sophia, Emília de Castro, arrendou-a, vindo a compra-la uns anos depois. Portanto, é aqui nesta casa que ela cria os seus filhos, e é onde, José Maria Eça de Queirós, um dos seus filhos, permanece após a sua morte, tendo criado aqui os seus filhos e netos, e tendo aqui também falecido.

Podemos então seguramente afirmar que a sua grande linha de descendência parte do seu filho, com o mesmo nome, José Maria Eça de Queirós, que teve também ele, atente-se à curiosidade, quatro filhos, neste caso, ao inverso, um menino, e três meninas, respetivamente de seus nomes, Manuel Eça de Queirós, Maria das Dores Eça de Queirós, Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós e Emília Maria de Castro Eça de Queirós. Esta ultima, Emília, teve ao que consta nove filhos, sendo que um deles, Afonso Maria Eça de Queirós Cabral, é quem atualmente preside à Fundação acima citada, depois da morte da primeira presidente, referida atrás, Maria da Graça Salema de Castro.

Manuel Eça de Queirós por sua vez teve seis filhos, Maria das Dores Eça de Queirós teve três filhos, e Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós, dois filhos. Somados, contabilizamos vinte, os bisnetos do famoso escritor. Seria interessante avançar um pouco mais nos ramos genealógicos e aflorar quem são ou pelo menos, quantos são os trinetos e tetranetos de Eça, por conseguinte fica aqui o desafio, pois é certo que porventura alguns destes descendentes não se conhecem, e nunca terão trocado qualquer impressão sobre o seu ascendente, para uns, bisavô, para outros trisavô, e ainda para outros, tetravô.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Os descendentes de Eça

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: geishaboy500

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios