Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Fins de semana na floresta

Fins de semana na floresta

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Viagens
Visitas: 2
Comentários: 1
Fins de semana na floresta

Se as escapadelas estão há muito na moda, os fins de semana diferentes, vieram para ficar.

Atividades divertidas, diferentes do quotidiano a que estamos habituados no dia a dia. Na mais verdadeira essência da palavra – Escapadela.

Se não tem por hábito sair para fora nos fins de semana, decida-se de uma vez por todas. Existe um mercado específico para quem quer viajar por perto e renovar energias gastas na rotina que tanto nos cansa.

De todo um leque de ofertas, destacam-se algumas interessantes e divertidas que o obrigam a mexer os músculos e a divertir-se de uma maneira única e memorável.

Já se imaginou a dormir ao relento? E se além de desfrutar de uma vista total para as estrelas, lhe disser que pode dormir com a fogueira mesmo ao lado para afastar bicharada? Se acha que é uma aventura única, explique-se a si mesmo porque é que ainda não partiu para um fim de semana no meio do mato.

Não se fique pela ideia de que um fim de semana fora é dormir numa cama diferente, com lençóis lavados e aquecimento central. Um fim de semana fora também pode ser sinónimo de dormir no chão, no meio de um matagal assustador, acompanhado por pessoas com os mesmos receios e prontos para a mesma aventura.

Existe quem faça estes fins de semana por conta própria, estando habituados a viver o perigo por sua própria conta e risco, mas se não tem qualquer experiencia em sobrevivência em lugares remotos, aconselhamo-lo a seguir caminho com a ajuda de profissionais.

São empresas ou grupos de escuteiros ou entendidos, que organizam fins de semana no mato. Pessoas experientes em viver em situações menos confortáveis, ensinam a sobreviver, a carregar fazendo deles verdadeiros manuais de sobrevivência.

Procure na internet as datas para estes fins de semana e contacte a organização dos passeios. Pergunte os materiais necessários para levar no seu passeio. Cantil, saco cama, roupa confortável e alguns conselhos da indumentária como vestir uma camiseta por baixo e camisola quente por cima, para que mais facilmente possa vestir e despir. Sapatos para caminhadas são obrigatório, loiça inquebrável (em inox por exemplo) e facilmente lavável também são necessários.

Muitos destes passeios fornecem ou alugam equipamentos, mas muitos são os que a única coisa que oferecem são os guias que o ajudarão a manter-se divertidos e a usufruir da melhor forma das paisagens por onde vai passar.

Aventure-se, vai ver o quanto é divertido.


Carla Horta

Título: Fins de semana na floresta

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

611 

Imagem por: Axel-D

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    14-06-2014 às 06:53:46

    Deve ser bem exótico passar um fim de semana na floresta. Sugiro conhecer a maior floresta do mundo, o pulmão - Floresta Amazônica, ela é riquíssima de novidades e atrativos!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Fins de semana na floresta

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Axel-D

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios