Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Dicas para organizar férias de sonhos

Dicas para organizar férias de sonhos

Categoria: Viagens
Visitas: 4
Comentários: 2
Dicas para organizar férias de sonhos

A maioria das pessoas ainda opta por recorrer às agências de viagens na hora de marcar as férias. Entendo perfeitamente esta solução, até porque eu própria também já recorri a este método, que não deixa de ser aliciante pelas vantagens que acarreta: temos tudo planeado sem o mínimo esforço com seguro incluído. Se gosta de não arriscar ou se não está para perder tempo a fazer pesquisas na internet esta é a opção ideal para si. Quando optei por comprar um pacote de agência, foi mesmo porque tinha apenas um objectivo: descansar. A verdade é que desta forma há garantia de qualidade e já sabe com o que pode contar. Porém a minha perspectiva de férias mudou há algum tempo, desde que comecei a entrar em fóruns de viagens na internet. Percebi que se fosse eu a planear tudo poderia poupar dinheiro e assim organizei as melhores férias da minha vida…

Primeiro tive que escolher um local e esta foi a fase mais fácil. Destino eleito: Grécia. De seguida tive que seleccionar os locais a visitar e depois de uma pesquisa e de alguma troca de testemunhos com outros viajantes, optei por Atenas e depois uns dias nas ilhas de Mykonos, Santorini e Creta. Defini os dias que pretendia estar em cada local e comecei logo a ver hotéis que se adequavam ao que eu pretendia.

Assim, fiquei os dois primeiros dias em Atenas e depois daqui apanhei um ferry para Mykonos onde permaneci 3 dias. À chegada à ilha, tinha um representante do hotel à espera. Fiquei surpresa com a qualidade do hotel, face ao baixo preço que paguei. Conselho: nesta ilha pode ir sem hotel marcado, que mal o barco atraque existem inúmeras pessoas a regatearem o melhor preço de dormida e acredite que se consegue grandes negócios. Daqui segui novamente de ferry para Santorini onde permaneci 4 dias. Nem tenho palavras para descrever a beleza da ilha… Aqui fiquei instalada numa Villa dirigida por um casal extremamente prestável. Aluguei uma moto4, a melhor forma de conhecer a ilha e de aceder a praia desertas idílicas.

A não perder o passeio de burro que faz o percurso até ao porto de embarque antigo, a Praia Vermelha, a Ilha do Vulcão, as esplanadas na Praia de Perissa, a água cristalina de Kamari. Ande sempre de chinelos nas praias, porque são de areia preta e pedras, atingindo altas temperaturas, tendo mesmo que ir até à água de chinelos. Abra os cordões à bolsa e jante na encosta da capital, Fira. É um cenário que não vai esquecer nunca e pode ser que tenha um convidado inesperado: um gato. É que Santorini é conhecida por ser a ilha destes animais.

Para Creta também fui de ferry, uma viagem bastante agitada por sinal. Aconselho-o a comprar todos os bilhetes dos barcos pela internet e com antecedência, senão arrisca-se a não conseguir lugar para o dia pretendido. É que por incrível que pareça, mesmo em pleno Verão só há um ferry por dia. Chegada a Creta apanhei um táxi até ao hotel, tendo escolhido ficar na zona de Rethymno. Aqui só tinha um objectivo, ficar uma semana a descansar num hotel de luxo, para terminar as férias em grande. Claro que fiz alguns passeios de autocarro, sempre viagens hilariantes.

Os motoristas esperam nas paragens enquanto você vai comprar o bilhete e o tablier do autocarro parece uma secretária cheia de fotos de família. Aposte que nestas viagens vai viver emoções para mais tarde recordar. Por fim, regressei a Atenas num voo doméstico por apenas 30 euros. Fiquei ainda mais uma noite na capital grega antes de regressar a casa. Uma coisa é certa, consegui fazer umas férias de sonho com um gasto reduzido, tudo graças à ajuda da internet. Não vejo hora de começar a planear o próximo destino…


Catarina Guedes Duarte

Título: Dicas para organizar férias de sonhos

Autor: Catarina Guedes Duarte (todos os textos)

Visitas: 4

799 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 01:23:43

    Seria muito bom viajar pela agência, mas se torna muito caro e nem todo mundo possui dinheiro para isso. O melhor é buscar pela internet e comprar diretamente nas operadoras. Os preços são bem mais em conta!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTiago José

    15-05-2009 às 22:34:47

    Catarina, vou de viagem dia 7 do proximo mês.
    Quer vir?

    Sim, Para as ilhas gregas, e por coincidencia Creta. Tive em Creta há 3 anos e tenho simplesmente de lá voltar. Gostei das pessoas, da commida, do espirito e da Vanessa que lá conheci. As mulheres gregas são intensas e destemidas. Elas conseguem ... bom voltando á viagem a Creta digo que mais uma vez vou com o coração aberto e receptivo a aventura.

    Viajar é viver.
    Creta é renascer.
    Quer Vir?

    ¬ Responder

Comentários - Dicas para organizar férias de sonhos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Habitação – Evolução qualidade/Preço

Ler próximo texto...

Tema: Alojamento
Habitação – Evolução qualidade/Preço\"Rua
Hoje vivemos dias muito complicados do ponto de vista económico, uma vez que a nossa sociedade moderna consumista tem acarretado para as famílias a triste ideia de que temos que possuir tudo o que existe para ser possuído.

Relativamente ao assunto especifico da habitação, com o passar dos tempos, as pessoas têm adquirido as suas casas em função do que há no mercado, e este mercado tem evoluído de uma forma perigosa em termos de custos; o que quero dizer com isto, é que há vinte anos atrás, encontrávamos apartamentos no mercado, e tenho por base um apartamento T3 que tinha 3 quartos conforme a tipologia descrita, naquele tempo uma cada de banho, uma sala de estar/jantar conjunta e talvez uma varanda, hoje o mesmo apartamento terá os três quartos, a sala, duas casas de banho das quais uma poderá estar num dos quartos a que passou a chamar-se suite, este apartamento hoje, tem forçosamente que ter pré instalação para aquecimento central, lareira com recuperador de calor, e muito provavelmente aspiração central, ou pelo menos a pré instalação… Assim, quem compra um apartamento hoje, apesar das dimensões de cada divisão estarem diminuídas, o preço foi muito incrementado pelos extras, e depois há ainda que adquirir uma caldeira para fazer funcionar a tal pré-instalação de aquecimento central, os radiadores porque sem eles o dito não funciona, naturalmente o trabalho do técnico… há ainda que adquirir em muitos casos o aspirador propriamente dito para fazer funcionar a aspiração central, e algumas coisas mais, acessórios dos quais, antes não tínhamos necessidade.

Não quero dizer com isto, que estes equipamentos não são úteis, são, mas e aquelas pessoas que compraram os seus apartamentos há uns tempos, cujos espaços não dispunham destas “modernices” como viveram? Como vivem hoje? Provavelmente aqueles que tiveram disponibilidade económica para isso, colocaram nas suas habitações, aquilo que julgaram necessário, não colocaram aquilo que não lhes é útil de todo, por outro lado aqueles que não tiveram disponibilidade económica vivem sem os equipamentos em questão, ou colocam um equipamento à dimensão das suas possibilidades. O real problema é que os referidos equipamentos valorizaram muito mais as habitações em termos de preço de compra do que o valor real dos mesmos, e as pessoas, estão apagar vinte ou trinta anos, para não dizer mais, um bom valor acima do que pagariam sem estas coisas, além disso comprariam aquilo que quisessem e pudessem.

Para além do exposto, a qualidade de construção e acabamentos não melhorou, antes pelo contrário. Hoje o valor das casas está a decair rapidamente, e as pessoas em geral vivem em casas cujos valores atuais de mercado são muito inferiores ao que estarão a pagar durante muito tempo…

Naturalmente o mercado poderá mudar, mas não é esse o caminho que parece seguir.

Pesquisar mais textos:

Ana Sebastião

Título:Habitação – Evolução qualidade/Preço

Autor:Ana Sebastião(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    21-04-2014 às 17:09:01

    A compra seja de apartamento ou casa estão mais caras e nem sempre oferecem serviços como mostram na divulgação. Não é bom financiar, pois custará o dobro. Realmente, o melhor a fazer é buscar preços que têm condições de pagar ou aderir a um consórcio.

    ¬ Responder
  • Sofia Nunes 13-09-2012 às 17:07:44

    Na minha opinião e de acordo com o que tenho observado, a relação qualidade/preço das habitações está a melhorar. E isso não é necessariamente bom, uma vez que é resultado da crise económica. Como refere, o valor das casas está a descer, pelo que se pode comprar uma vivenda pelo preço que há uns anos era de um apartamento. O problema é que, apesar de as casas estarem mais baratas, os compradores não têm dinheiro.

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios