Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Ferramentas > Com o pincel na mão

Com o pincel na mão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Ferramentas
Visitas: 2
Comentários: 1
Com o pincel na mão

Quando se fala em pincéis, podemos falar e pensar sobre uma quantidade de utilidades que estes utensílios de pequenos bigodes nos podem oferecer.

Pincéis para pintar um quadro são de uma extraordinária variedade. Numerados, para uma melhor adaptação aos trabalhos, conseguem fazer traços e riscos, mais grossos ou mais finos, mais vincados e marcados ou subtis.

Também na maquilhagem se usam pincéis. De pelo curto para os olhos, e mais farfalhudo para as maças do rosto, estes pincéis têm a característica de serem sempre muito, muito suaves. Existem ainda pincéis para limpeza, pequenos ou parecidos com escovas, mas os pincéis são objetos que nos trazem à lembrança obras e pinturas lá de casa.

Sabe-se à partida que é mais rápido pintar uma parede com um rolo, mas para os cantos e cantinhos, um pincel é o ideal. Existem no mercado uma variedade extensa de pincéis, mas basicamente dividem-se em duas categorias: - os pincéis chatos e os pincéis redondos.

Dentro da categoria dos pincéis chatos, encontramos por exemplo as trinchas, o pincel plano, o leque ou a língua de gato. Como o nome indica, estes pincéis são chatos, planos, servindo exatamente para obter um trabalho mais rápido pela forma com que espalham a tinta.

Os pincéis redondos têm a característica de ter os pelos mais longos e esguios, apresentando-se de forma mais arranjada e estética. Brocha ou batedor, de ponta fina ou grossa, os pincéis redondos são muitas vezes preferidos pela forma como retém mais tinta do que outros pincéis.

Também os pelos dos pincéis podem dizer muito sobre eles. O nome utilizado para estes pelos característicos é cerdas. As cerdas podem ser naturais ou sintéticas. As cerdas naturais são na sua maioria utilizados no envernizamento ou nas tintas mais fortes como as conhecidas tintas de esmalte. As cerdas naturais deixam poucas marcas de pincel, pelo que em trabalhos que as tintas são mais espessas, é imprescindível o seu uso.

As cerdas sintéticas são normalmente utilizadas em tintas à base de água. Relativamente ao cabo do pincel, escolha sempre e impreterivelmente os cabos de madeira. Evite a todo o custo os cabos de plástico ou os cabos pintados.

Para a remoção da tinta dos pincéis, utilize água com abundância. Na eventualidade de ter utilizado uma tinta à base de verniz ou de óleo, utilize diluente também com abundância. Se for necessário, deixo o pincel de molho, mas nunca demasiado tempo, pois pode corroer as cerdas.

Cuide dos seus pincéis e torne-se num verdadeiro artista.


Carla Horta

Título: Com o pincel na mão

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

621 

Imagem por: uhuru1701

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    04-05-2014 às 04:21:16

    Quanta utilidade podemos ter com os pincéis, não é mesmo? Graças a Deus que eles existem para facilitar a nossa vida.

    ¬ Responder

Comentários - Com o pincel na mão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: uhuru1701

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios