Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > Construir em segurança

Construir em segurança

Visitas: 6
Comentários: 2
Construir em segurança

Todos temos conhecimento que as normas de higiene e segurança no local de trabalho, são obrigatórias. Cada área de trabalho tem as suas normas, umas mais do que outras. Se prestarmos atenção à área da medicina, muitas são as medidas tomadas em prol da proteção e bem-estar tanto dos especiais de saúde, como dos próprios doentes. Também na construção civil, as normas de segurança são bastante mais exigentes.

Numa obra de construção civil, é obrigatório o uso de capacetes, luvas, botas e muitas, muitas outras coisas.

Ora se numa obra de grande envergadura são necessárias medidas extremas, a sua pequena obra lá de casa, também o vai obrigar a tomar mais do que alguns cuidados.

Independentemente do trabalho que vai executar na sua casa, lembre-se que os azares acontecem e quando menos se espera deixamos de poder efetuar os mais simples trabalhos.

Se decidiu coordenar uma obra intensa de remodelação na sua casa, o uso de botas especiais e equipamento intensivo é obrigatório. Imagine o que derrubar uma parede pode causar no caso de um desleixo.

No entanto, se é mais contido nos arranjos que faz lá em casa, siga as nossas dicas de segurança para a sua tarefa.

Se vai executar um trabalho onde saltam pingos, lascas, aparas ou pó, lembre-se que os seus olhos merecem ser protegidos. Uns óculos de proteção normais (conhecidos na construção como óculos de proteção padrão) são suficientes na maior parte das vezes.

Proteja-se quanto á poluição sonora. Se vai utilizar uma ferramenta elétrica que emita muito barulho, use uns tampões para os ouvidos. Muitas vezes não damos o devido valor ao sentido da audição, mas ouvir bem é tão importante como ver claramente. Os tampões servem para quem é um utilizador esporádico, mas se utiliza máquinas que façam muito barulho frequentemente, aconselham-se uns protetores auriculares mais eficientes.

Se a tarefa exige trabalhos com serra ou lixadeira, não descuide a proteção das suas mãos. Compre umas luvas de proteção e proteja-as mesmo que seja só de umas lascas. Um descuido com uma serra pode provocar danos e ferimentos bastante graves.

Não menos importante é proteger as suas vias respiratórias. Não só é menos importante, como a importância é fundamental.

Se vai executar trabalhos que produzem muito pó ou cheiros fortes (tintas e diluentes), não hesite em comprar uma máscara de proteção. Melhor que uma máscara normal é optar por uma máscara de pó fino. São bastante eficientes e descartáveis, pelo que deverá estar preparado com mais do que uma.

Reúna todas as condições de materiais e ferramentas, mas nunca, por motivo nenhum descure os cuidados de segurança. Só desta forma poderá assegurar a melhor conclusão dos seus trabalhos.


Carla Horta

Título: Construir em segurança

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 6

724 

Imagem por: Paul Keleher

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    12-05-2014 às 14:22:12

    Muitos acidentes acontecem pela falta de segurança, então, a recomendação dos equipamentos e acessórios de trabalho são fundamentais. Melhor se precaver!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • waldemar kusmann

    07-01-2013 às 14:45:02

    para se construir com mais seguranca e so usar o sistema,,kusmann,,ai sim pode acontecer temporal,,furacoes,,terremotos,ate 8 graus,,mas o predio,,nao cai? fone 49.3524.0378,,com w/k,,ate la,,ou ate logo,,

    ¬ Responder

Comentários - Construir em segurança

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Segurança
Raio Mata Três Pessoas No Brasil\"Rua
No dia 07 de novembro de 2014, três pessoas acabaram morrendo em decorrência de raios após as vítimas serem socorridas, mesmo depois de bastante tempo tentando reanimá-las.

Os três homens deram entrada no hospital com parada cardiorrespiratória e com muitas queimaduras. Esse incidente aconteceu na zona leste de São Paulo, as vitimas trabalhavam com ferro velho.

O Brasil é o país onde os raios estão mais presentes no mundo. São mais de 50 milhões de raios por ano. Esses raios atingem mais pessoas na zona rural, porém nas áreas urbanas ocorrem também só que com menos frequência.

Há pessoas que falam que raios não ocorrem duas vezes no mesmo lugar, mas isso é improvável, eles ocorrem sim! Tanto que nos últimos séculos, as tempestades aumentaram 90% por causa do aquecimento do planeta devido ao asfalto, que é uma das formas de poluição.

Alguns cuidados, nesses momentos, são importantes como: não ficar em área aberta, não usar o telefone e se vir uma tempestade, então permaneça no carro.

Os raios ocorrem no Brasil porque é um país tropical e de muito calor, por isso está em primeiro lugar em queda de raios. Nesse mesmo ano de 2014, um rapaz morreu usando o computador. Ele recebeu a eletricidade no momento em que o raio caiu na antena.

O estado de São Paulo lidera em quedas de raios. Um raio dura em média 1 segundo, e a queda de raios acontece por uma descarga elétrica que produz nuvens de chuva. Os relâmpagos ocorrem entre as nuvens e os raios pelo solo.

Algumas regiões tem tendência de cair mais raios, a descarga é visível a olho nu e é um fenômeno que produz um clarão. As mortes mais frequente são nas áreas urbanas, por isso não é seguro se proteger em baixo de árvores.

Pesquisar mais textos:

Gislene Santos Sousa

Título:Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Autor:Gislene Santos Sousa(todos os textos)

Imagem por: Paul Keleher

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios