Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > Casa de madeira

Casa de madeira

Visitas: 54
Comentários: 1
Casa de madeira

Quando se pensa em casas de madeira, muitas vezes vêm à mente as casas-da-árvore, consideradas como o must da infância. Mais do que Barbie’s e casas de bonecas, são as da árvore que cativam de forma arrebatadora. Ainda assim, e por muito estranho que possa parecer, alguns adultos levam este sonho adiante quando conseguem alcançar meios para isso.

É óbvio que não constroem casas de madeira no pináculo de árvores, pelos menos os mais ajuizados, mas, não levando em conta a história dos “Três Porquinhos”, resolvem dar uma aparência suigéneres ao próprio domicílio, ou edificar uma segunda habitação com características diferentes.

As casas de madeira combinam muito bem com ambientes rústicos e calmos, onde a proximidade com a matéria-prima, que evoca a Natureza, tem oportunidade de proporcionar uma viagem às origens, ou, porque não, aos Estados Unidos da América.

Eles por lá são muito adeptos das casas de madeira. O que seria equivalente a dizer que, se imitar os americanos é sinónimo de se ser evoluído e estar na moda, então, quem ergue uma casa de madeira é “americanado”, ou seja, está no bom caminho para a civilização. Até se podia apostar que existem estudos norte-americanos acerca das vantagens das casas de madeira, com fundamentos indiscutivelmente científicos e absolutamente irrefutáveis…

Está cada vez mais na moda construir casas de madeiras. Existem países em que este é o tipo de habitação mais recorrente. As casas têm paredes simples, duplas, isolamento térmico e acústico e são colocadas à disposição do cliente com o requinte e conforto que se espera de uma casa de construção tradicional.

Existem modelos já predefinidos, mas também por ser feitos de acordo com o gosto e necessidades do cliente. Além disso ter uma casa de madeira, ainda é tido como um conceito “romântico”, que provém do ditado “o amor e uma cabana”.

Aos poucos este tipo de construção começa a ganhar terreno, porém ainda existem mitos que devem ser esclarecidos, porque as pessoas receiam que uma casa de madeira não possa oferecer a segurança e conforto de uma casa típica. Porém, as campanhas contra a desflorestação e contra o comércio de madeira ilegal têm criado uma má imagem destas casas.

A verdade é que as empresas que constroem este tipo de casas têm uma grande preocupação com o ambiente e por cada casa, plantam cerca de 16 árvores, de modo a haver um equilíbrio. Ter uma casa de madeira acaba por ser mais económico, mais acessível e de implementação mais rápida.

Este é um conceito que começa a ganhar destaque nas sociedades, apesar de ainda haver poucas firmas especializadas e pouca informação.


Rua Direita

Título: Casa de madeira

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 54

791 

Imagem por: pnwra

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • luciano martinisluciano martinis

    19-04-2012 às 22:10:04

    sim as arvores são plantadas mas são arvores ortinarias ou nobres, por que uma arvore nobre leva mas de cem anos para se desnvolver ou ate mas que isso dependendo da especie, as arvores nobres são mas caras e cada vez mas dificil de encotra na natureza !!! assim fica facil deruba uma nobre e planta duas ordinarias !!!!

    ¬ Responder

Comentários - Casa de madeira

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: pnwra

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios