Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > A piscina certa!

A piscina certa!

Comentários: 2
A piscina certa!

A melhor altura para escolher a piscina para a sua casa é na época baixa (outono e inverno), uma vez que neste período irá conseguir melhores ofertas e melhores preços.

Se você achar que investir numa piscina é uma boa decisão, então deve desde logo começar a pensar numa série de pormenores. Irá querer uma piscina acima do solo ou “enterrada” chão? Qual é o propósito ou função da piscina? Há considerações de espaço? Que forma deve ter a piscina? E talvez o aspeto mais importante – quanto é que você está a pensar gastar?

Existe obviamente uma grande diferença entre uma piscina acima do solo e uma piscina “enterrada” no solo. As piscinas abaixo do solo levam mais tempo para construir, requerem mais trabalho e exigem um empreiteiro qualificado para a construir. Geralmente, este tipo de piscinas também custa muito mais do que as outras e são definitivamente um elemento permanente da sua paisagem. Por outro lado, as piscinas acima do solo podem ser postas em funcionamento num espaço de tempo relativamente curto, e podem ser implementadas pelo próprio dono, caso este tenha o mínimo de conhecimentos necessários.

A finalidade e a função da piscina também são fatores importantes a ter em conta. As famílias tendem a comprá-las para brincarem e para se divertirem – funcionando estas como um espaço para se refrescarem e passarem momentos divertidos com as crianças. No entanto, outros podem querer usá-las para efeitos de saúde e para melhorar a sua forma física. Para quem gosta de mandar uns bons mergulhos é essencial escolher uma piscina suficientemente profunda.

Se você está à procura de uma piscina para acentuar a beleza e o valor do seu belo quintal, então talvez você prefira uma piscina de formas e estilo livre. Estas tendem a enquadrar-se melhor e a definir o ambiente com a criação de recursos hídricos, incluindo “praias”, quedas de água, lagoas e ilhas.

Para os mais astutos em termos de arquitetónica, talvez a preferência vá para uma piscina geométrica. Estas utilizam a simetria com linhas retas e raios perfeitos para criar uma sensação mais luxuosa.

Naturalmente, a sua decisão também será afetada pelo espaço de que dispõe e pelo dinheiro que poderá gastar. Muitos proprietários criativos têm sido bem sucedidos na criação de belas piscinas de diversão num espaço muito limitado, mantendo a linha de fundo.

Além disso, existem muitas opções por onde escolher quando se trata de tomar uma decisão de investimento deste tipo.


Carlos Vieira

Título: A piscina certa!

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 0

764 

Imagem por: tropictraveler

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    12-05-2014 às 14:19:36

    A piscina é um dos atrativos mais divertidos de uma casa. Se a pessoa deseja receber amigos e familiares para desfrutarem de um bom banho, então, ela será muito útil. Até porque, a manutenção requer um investimento financeiro e precisa ser cuidada sempre!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • joao gabriel da silva siqueirajoao gabriel da silva siqueira

    29-01-2011 às 00:10:17

    eu amei akela piscina la da foto

    ¬ Responder

Comentários - A piscina certa!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: tropictraveler

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios