Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Troca de Roupa

Troca de Roupa

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Vestuário
Comentários: 2
Troca de Roupa

Nunca tanto se falou em crise financeira e em contenção de custos como nos dias que correm.

As lojas tentam-nos com vestuário novo e da última moda, mas na tentativa de se poupar, quantos de nós passamos por montras e nos limitamos a olhar. Já lá vão os tempos em que entrar, experimentar e comprar era uma pratica comum e perfeitamente normal.

Somos seres de costumes, mas em tempos como os que correm, adaptamo-nos a alternativas novas que surgiram das necessidades de cada um, em pleno bum das redes sociais, surgiram alternativas que despertam curiosidades. Basta espreitar para descobrir um mundo novo na troca de roupas.




O sistema é não é muito recente, mas só agora muitos perdem a “vergonha” e assumem que trocam roupas usadas por outras roupas usadas. Uma forma de poupar com novas ideias numa renovação constante do guarda roupa a custo zero.

A busca é simples e encontramos uma extensa panóplia de oferta e procura. Podemos começar a navegar e a espreitar o que o mercado nos oferece. Ao acedermos ao facebook, por exemplo, a oferta é imensa.

Muitas vezes as roupas (também existem malas e sapatos para troca) apresentam preços e se algum artigo lhe interessar, pode sempre apresentar uma proposta de baixa de preço. Mas se a ideia é trocar por alguma coisa que tem em casa, troque também ideias com a outra parte.

Apresentar fotografias e divulgar o que tem e já não quer também é uma boa ideia. Não se esqueça que há quem procure do outro lado também. Boas fotografias e trocas apelativas fazem bons negócios.
Esteja atento ao que os outros têm para oferecer e entre neste louco mercado de trocas.

Não julgue que aquilo que se troca está roto ou estragado, pois muitas roupas são novas e nunca chegaram a ser estreadas. Na hora de trocar faça a pergunta se a roupa em que está interessado é nova, usada e qual o seu estado.
As trocas e os meios de pagamento (se a ele houver lugar) devem ser combinados e se a distancia que vos separa for substancial, os correios podem sempre ajudá-lo, com pagamento contra a entrega.

Espreite este mundo em que renovar o guarda roupa está à distancia de um clique e em que despertar a vontade de olhar para uma montra on-line é uma coisa diferente.


Carla Horta

Título: Troca de Roupa

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

651 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    07-09-2012 às 23:32:48

    Olá Bárbara. É fácil encontrar os locais para estas trocas. Basta fazer uns pesquisa na internet e vai encontra vários sites e pessoas singulares que querem fazer estas trocas. Usado por novo, usado por usado tudo em bom estado e vendas mais baratas também. Procure porque vai valer a pena.

    ¬ Responder
  • barbarabarbara

    07-07-2012 às 02:08:44

    oi como e essa troca?estou interessada?e roupas usadas por nova?como e?

    ¬ Responder

Comentários - Troca de Roupa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios