Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers

Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers

Categoria: Internet
Comentários: 6
Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers

Ninguém quer pensar sobre a ideia dos dados de suas empresas, de seus clientes, da infraestrutura IP ou a segurança da rede sendo o alvo em tempo integral dos hackers contratados, dos espiões do governo ou das organizações criminosas em todo o mundo. Infelizmente, isso aí é verdade: o ponto mais vulnerável de seus ataques é muitas vezes as pessoas que você mais confia: seus funcionários. Eles podem ser sutilmente enganados e permitirem que os hackers obtenham informações sigilosas e confidenciais. Por isso, todo o cuidado é válido e de fundamental importância!

Pelos padrões do mercado de hoje para os ladrões, seus funcionários estão na mira de alguns dos mais graves ataques contra sua empresa. Um novo relatório da RAND Corporation, " Mercados de Ferramentas Cibercrime e dados roubados "(encomendada pela Juniper Networks) explica que, além da vulnerabilidades não corrigidas, o elemento humano continuará a aumentar à medida que os ataques atinjam o ponto fraco.

As mudanças operacionais poderão ser feitas, a vulnerabilidades pode ser corrigida, mas as pessoas ... são pessoas e sempre serão. A maioria das derrotas de segurança bem-sucedidas são os ataques onde a vítima clica em um link ou o download de um aplicativo ou acessório que infecta o que quiser.

O pior é que os ataques são direcionados a funcionários, quando bem sucedida, muitas vezes passam despercebidos até que seja tarde demais. De acordo com a Inside Playbook do Hacker, 76% das organizações foram violadas. Conscientização dos funcionários pode valer mais do que o mais recente software antimalware, e você vai economizar milhões na corrida para impedir o roubo cibernético. (Trustwave, 2013). Nada mais seguro que instruir os funcionários acerca de como eles agem para enganar um simples ser humano. Então, oriente a cada um deles para terem precauções em não clicar e nem fornecer dados da empresa por meio de e-mail, telefone, internet ou visitando sites não confiáveis.

Espero que essas informações tenham ajudado a você em como deixar sua empresa mais segura instruindo seus funcionários com um pequeno treinamento e evitando assim, que seja violada as suas informações secretas! Isso será de grande valor, pois jamais pode-se medir os prejuízos que ocorrem quando os dados da empresa são invadidos pelos hackeres. Proteja-se!

Até mais!!!


Rua Direita

Título: Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

602 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 6 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    18-10-2014 às 22:21:50

    Concordo com o texto! Também penso que a solução é treinar os funcionários com essa invasão dos hackers a fim de evitar muitos problemas.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoFilo

    20-04-2014 às 01:53:49

    Gostei muito do texto e dos comentários referentes ao texto " Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers."

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoGulisberta

    19-04-2014 às 11:36:39

    Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers , este texto só descreve o que ponderam ser, mas não faz listagem dos alvos. Podes dizer "top 10 dos alvos das invasões dos Hackers" ?

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    19-04-2014 às 19:35:58

    A Rua Direita agradece a sugestão. Em breve, iremos abordar este tema. Obrigada!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJoel

    18-04-2014 às 22:56:30

    Gostei muito do texto de " Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers."

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    19-04-2014 às 19:34:15

    A Rua Direita agradece, Joel! Volte mais vezes!

    ¬ Responder

Comentários - Saiba quem são os alvos das invasões dos Hackers

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios