Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > As Crianças e a Sexualidade

As Crianças e a Sexualidade

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Comentários: 1
As Crianças e a Sexualidade

Que as crianças são a maior parte das vezes seres extraordinários e surpreendentes, não é novidade para ninguém. No entanto quando se junta na mesma frase crianças e sexualidade, podemos ficar assustados.

Quantos de nós já não ficou envergonhado com alguma situação ou até mesmo questão colocada por uma criança?

A sexualidade faz parte da nossa vida desde sempre e quanto mais for tabu, mais curiosidade desperta. Perguntas e incógnitas sobre a sexualidade ocorrem nas crianças que todos sabemos, são verdadeiras esponjas insaciáveis de conhecimento comum e social.

Mas se a sexualidade desperta tanta curiosidade e é tantas vezes motivo de vergonha, como abordar o tema sexualidade nas crianças?

Se é adulto estará bem informado (pelo menos é o que se espera perante tantas desmitificações e tantas fontes a que pode recorrer). O ponto mais importante quando uma criança lhe fizer uma pergunta de cariz sexual é responder. É simples, mas pode ter uns desvios e não ser em linha reta.

As perguntas básicas devem ser respondidas de forma básica. À partida, uma pergunta simples será saciada com uma resposta simples. Estando estancada a curiosidade momentânea, não precisa de dar informações a mais. No entanto prepare-se pois surgirão novas perguntas.

Esclarecer a criança é o fundamental e sempre de forma adequada. Se a pergunta for de onde nasceu, nada como responder que foi no hospital pela barriga da mãe. Aproveite nesta altura e diga que foi um momento feliz e de imensa satisfação. Mas nem tudo são perguntas. Existem muitos atos que podem causar incómodo nos pais.

Por volta dos 3 anos as crianças descobrem e têm noção da comparação entre o seu corpo e o dos seus amigos. Olham para o seu e comparam. O maior choque poderá ser o de comparação entre sexos opostos. Num balneário isto acontece com frequência. Nada de pânicos. Explique ao seu filho as verdadeiras diferenças entre meninos e meninas. Por esta altura as crianças têm o hábito de mexer nos seus órgãos. A melhor forma de lidar com isto é distraí-los com outra coisa. Ralhetes por causa disso são absurdos e criam barreiras que não deve construir.

Por volta dos 5 / 6 anos as crianças olham com mais pormenor para os outros. Notam mais as diferenças mesmo dentro do mesmo sexo. Mais perguntas irão surgir e os banhos com os pais, sendo adultos são propícios a uma imensidão de dúvidas. Esclareça-as sempre com a verdade e com simplicidade. Deixe que seja a criança a levar a conversa, mesmo que as informações venham da sua parte.

Não se choque e não julgue que existe nas crianças uma carga ou conotação erótica. Estes estereótipos estão na cabeça dos adultos. As crianças são exploradores e nós, enquanto guias do caminho que eles querem descobrir, temos não só o dever mas também a obrigação de os encaminhar para que a descoberta seja a mais saudável (física e emocional) possível.


Carla Horta

Título: As Crianças e a Sexualidade

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

611 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Sofia NunesSofia Nunes

    16-09-2012 às 15:05:34

    Deparando-me com o tema do seu artigo, não pude deixar de me lembrar das conjecturas de Freud acerca da sexualidade infantil. Afinal, ainda que o pai da agora moribunda psicanálise estive errado na maioria das suas teorias, estava correto quando defendia que as crianças também conhecem a sexualidade. Quais os contornos dessa sexualidade é, julgo, um assunto ainda pouco explorado em termos científicos. De certa forma, permanece um assunto tabu entre especialistas do comportamento.

    ¬ Responder

Comentários - As Crianças e a Sexualidade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.