Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Categoria: Internet
Visitas: 4
Comentários: 1
Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Você se considera um bom escritor mas redige artigos e textos que nunca são lidos? Acredita que seu talento pode lhe render bons frutos, mas demora para finalizar os textos e não os considera bons o suficiente?
Calma, nem tudo está perdido.
Atualmente, muitas pessoas estão procurando formas alternativas de levar a vida e ganhar seu próprio dinheiro.
Visando o bem-estar e a qualidade de vida, muitos acreditam que trabalhando no que se gosta, ou da maneira como se deseja, é o caminho menos duro para conquistar o sucesso.
E estão certos.
A internet é uma ótima ferramenta para quem está buscando novos ares, sem sair do aconchego da sua casa.
Escrever artigos é uma ótima alternativa para quem possui facilidade na escrita e pretende ganhar uma grana extra. Ou até mesmo, viver disso.
Mas, afinal...

Como escrever artigos de maneira rápida e eficiente?
Escrever artigos não é nada fácil e nem sempre sabemos como das os primeiros passos, por isso mesmo vamos facilitar as coisas para você:

• Entenda o tema antes de começar a escrever
Esse passo é muito importante na construção de qualquer texto ou conteúdo. Se você precisa escrever a respeito de alguma coisa é esperado, no mínimo, que você conheça sobre o tema. Procure pesquisar na internet alguns fatores importantes sobre seu assunto antes de iniciar a escrita. Isso vai facilitar muito sua vida, pois dominar o assunto lhe permitirá jogar melhor com as palavras e trabalhar a forma e estrutura da melhor maneira possível.

• Escreva as ideias e depois organize
É muito difícil alguém conseguir escrever um belo texto de primeira.
Normalmente, os bons textos passaram por várias revisões e ajustes.
Por isso mesmo, não espere resultado final imediato.
Caso seja difícil começar o texto, escreva qualquer ideia solta a respeito do assunto. Continue fazendo isso até que tenha conteúdo suficiente para começar a juntar as partes e criar parágrafos.
Após a escrita inicial, organize o texto e cria uma introdução onde resuma o que você pretende escrever durante restante do artigo.
Com uma boa introdução, dois ou três parágrafos bem desenvolvidos e uma conclusão que realmente conclua algo, seu artigo já estará na frente da maioria dos outros que você vai encontrar.

• Não repita palavras
Durante o desenvolvimento dos conteúdos, procure não repetir palavras ou frases exaustivamente. Mesmo que esteja preocupado em colocar palavras-chaves para os buscadores encontrarem seu artigo, repeti-las deliberadamente não é uma boa solução.
Procure usar sinônimos ou expressões similares para não tornar seu texto repetitivo ou exaustivo.
A repetição de palavras causa a impressão de ausência de conteúdo ou criatividade.
Busque mais leitura e fique atento aos outros artigos que você encontra na internet e que tenham muitas visualizações.
Normalmente, artigos bons possuem muitas visualizações.

• Não abuse do negrito
Muitos redatores ficam realmente muito preocupados com as palavras-chaves que precisam usar.
Tanto que as deixam em negrito o tempo inteiro.
Palavras-chaves são palavras que resumem seu texto e que ficarão como representantes do seu artigo nos resultados de buscas nos pesquisadores como Google ou Yahoo.
Deixando em negrito, os buscadores realmente entendem que essa palavra é relevante e mostra seu site melhor colocado nos resultados.
Mas abusar da palavra-chave ou do negrito pode prejudicar também.
Os buscadores entendem que o redator está apelando para aparecer melhor colocado nos resultados e bloqueiam seu artigo das pesquisas.

• Escreva bem e em quantidade
Para que os buscadores reconheçam seu texto nas suas procuras, é necessário que seu artigo tenha, no mínimo, 400 palavras.
Artigos menores que isso são ignorados pelos principais buscadores.
Além disso, os buscadores interpretam o conteúdo e a relevância do seu artigo.
Ou seja, erros de digitação, concordância, gramática e regras de linguagem são considerados.
Portanto, escreva bem e não deixe seu texto com menos de 400 caracteres.
Isso vai facilitar sua vida nas procuras do Google e Yahoo, por exemplo.

• Adicione Imagens
Artigos que possuem imagens têm maiores chances de serem mostradas nos primeiros resultados.
Imagens garantem uma maior posição de relevância, portanto, sempre que possível insira uma ou duas imagens no seu artigo.
Imagens demais podem prejudicar, assim como o negrito, então não abuse.
Acrescente imagens relevantes para o conteúdo.

Enfim, essas foram algumas dicas para você escrever artigos mais rapidamente, com eficiência e qualidade.


Filipe Mixa

Título: Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Autor: Filipe Mixa (todos os textos)

Visitas: 4

1 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Adriana SantosAdriana Santos

    22-12-2015 às 01:10:13

    Adorei as dicas! Muito obrigada!

    ¬ Responder

Comentários - Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os descendentes de Eça

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Os descendentes de Eça\"Rua
Recentemente, por via da comunicação social, soubemos da entrega do prémio Leya, a um trineto de Eça de Queirós. Julgo que bastou essa noticia, para que todos ficássemos curiosos sobre os seus descendentes…esse mistério, como o Mistério da Estrada de Sintra, começou a adensar-se entre quem se interessa por estas coisas da literatura e da genealogia…então aqui deixo algumas notas que poderão ser importantes para quiçá, um dia, um qualquer jornalista, ou editor, se lembre, de conseguir reunir todos os seus descendentes vivos e se tire uma fotografia de família.

José Maria Eça de Queirós, escritor pródigo da nossa nação, contraiu matrimónio em 1886, com Emília de Castro Pamplona Resende, condessa de Resende, deixando à data de sua morte, em Paris, quatro filhos como seus descendentes e herdeiros diretos; foram eles António Eça de Queirós, Maria Eça de Queirós, Alberto Eça de Queirós e José Maria Eça de Queirós; portanto três meninos e uma menina.
Através do site Geneall.net, foi possível perceber as linhas genealógicas que se seguiram aos seus filhos. No entanto, nem todos os nomes dos seus bisnetos e trinetos estão aí presentes, com certeza por motivos de ordem pessoal, de resguardo da privacidade, motivos que não podemos questionar. Porém, é possível, pelo menos determinar a existência desses membros da família queirosiana.

De antemão sabemos que não houve descendência por parte de dois dos seus filhos, António Eça de Queirós e de Alberto Eça de Queirós.
Maria Eça de Queirós teve dois filhos, uma menina e um menino, porém a menina morreu muito nova, ficando apenas o menino, de seu nome Manuel Pedro Benedito de Castro, que mais tarde casou com Maria da Graça Salema de Castro, a mulher que se tornou a primeira diretora da Fundação Eça de Queirós, na casa de Tormes, pertença da família da esposa de Eça de Queirós. Como Manuel Pedro Benedito de Castro não teve filhos, sabemos que por este ramo, terminou a descendência do escritor.

Convém, entretanto, acrescentar aqui uma curiosidade. Depois do regresso a Portugal da viúva de Eça, ela e os filhos, foram residir para a casa da Granja, pertencente à família de Sophia de Mello Breyner. Inicialmente como esta casa costumava ser arrendada pela família de Sophia, Emília de Castro, arrendou-a, vindo a compra-la uns anos depois. Portanto, é aqui nesta casa que ela cria os seus filhos, e é onde, José Maria Eça de Queirós, um dos seus filhos, permanece após a sua morte, tendo criado aqui os seus filhos e netos, e tendo aqui também falecido.

Podemos então seguramente afirmar que a sua grande linha de descendência parte do seu filho, com o mesmo nome, José Maria Eça de Queirós, que teve também ele, atente-se à curiosidade, quatro filhos, neste caso, ao inverso, um menino, e três meninas, respetivamente de seus nomes, Manuel Eça de Queirós, Maria das Dores Eça de Queirós, Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós e Emília Maria de Castro Eça de Queirós. Esta ultima, Emília, teve ao que consta nove filhos, sendo que um deles, Afonso Maria Eça de Queirós Cabral, é quem atualmente preside à Fundação acima citada, depois da morte da primeira presidente, referida atrás, Maria da Graça Salema de Castro.

Manuel Eça de Queirós por sua vez teve seis filhos, Maria das Dores Eça de Queirós teve três filhos, e Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós, dois filhos. Somados, contabilizamos vinte, os bisnetos do famoso escritor. Seria interessante avançar um pouco mais nos ramos genealógicos e aflorar quem são ou pelo menos, quantos são os trinetos e tetranetos de Eça, por conseguinte fica aqui o desafio, pois é certo que porventura alguns destes descendentes não se conhecem, e nunca terão trocado qualquer impressão sobre o seu ascendente, para uns, bisavô, para outros trisavô, e ainda para outros, tetravô.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Os descendentes de Eça

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios