Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Categoria: Internet
Visitas: 4
Comentários: 1
Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Você se considera um bom escritor mas redige artigos e textos que nunca são lidos? Acredita que seu talento pode lhe render bons frutos, mas demora para finalizar os textos e não os considera bons o suficiente?
Calma, nem tudo está perdido.
Atualmente, muitas pessoas estão procurando formas alternativas de levar a vida e ganhar seu próprio dinheiro.
Visando o bem-estar e a qualidade de vida, muitos acreditam que trabalhando no que se gosta, ou da maneira como se deseja, é o caminho menos duro para conquistar o sucesso.
E estão certos.
A internet é uma ótima ferramenta para quem está buscando novos ares, sem sair do aconchego da sua casa.
Escrever artigos é uma ótima alternativa para quem possui facilidade na escrita e pretende ganhar uma grana extra. Ou até mesmo, viver disso.
Mas, afinal...

Como escrever artigos de maneira rápida e eficiente?
Escrever artigos não é nada fácil e nem sempre sabemos como das os primeiros passos, por isso mesmo vamos facilitar as coisas para você:

• Entenda o tema antes de começar a escrever
Esse passo é muito importante na construção de qualquer texto ou conteúdo. Se você precisa escrever a respeito de alguma coisa é esperado, no mínimo, que você conheça sobre o tema. Procure pesquisar na internet alguns fatores importantes sobre seu assunto antes de iniciar a escrita. Isso vai facilitar muito sua vida, pois dominar o assunto lhe permitirá jogar melhor com as palavras e trabalhar a forma e estrutura da melhor maneira possível.

• Escreva as ideias e depois organize
É muito difícil alguém conseguir escrever um belo texto de primeira.
Normalmente, os bons textos passaram por várias revisões e ajustes.
Por isso mesmo, não espere resultado final imediato.
Caso seja difícil começar o texto, escreva qualquer ideia solta a respeito do assunto. Continue fazendo isso até que tenha conteúdo suficiente para começar a juntar as partes e criar parágrafos.
Após a escrita inicial, organize o texto e cria uma introdução onde resuma o que você pretende escrever durante restante do artigo.
Com uma boa introdução, dois ou três parágrafos bem desenvolvidos e uma conclusão que realmente conclua algo, seu artigo já estará na frente da maioria dos outros que você vai encontrar.

• Não repita palavras
Durante o desenvolvimento dos conteúdos, procure não repetir palavras ou frases exaustivamente. Mesmo que esteja preocupado em colocar palavras-chaves para os buscadores encontrarem seu artigo, repeti-las deliberadamente não é uma boa solução.
Procure usar sinônimos ou expressões similares para não tornar seu texto repetitivo ou exaustivo.
A repetição de palavras causa a impressão de ausência de conteúdo ou criatividade.
Busque mais leitura e fique atento aos outros artigos que você encontra na internet e que tenham muitas visualizações.
Normalmente, artigos bons possuem muitas visualizações.

• Não abuse do negrito
Muitos redatores ficam realmente muito preocupados com as palavras-chaves que precisam usar.
Tanto que as deixam em negrito o tempo inteiro.
Palavras-chaves são palavras que resumem seu texto e que ficarão como representantes do seu artigo nos resultados de buscas nos pesquisadores como Google ou Yahoo.
Deixando em negrito, os buscadores realmente entendem que essa palavra é relevante e mostra seu site melhor colocado nos resultados.
Mas abusar da palavra-chave ou do negrito pode prejudicar também.
Os buscadores entendem que o redator está apelando para aparecer melhor colocado nos resultados e bloqueiam seu artigo das pesquisas.

• Escreva bem e em quantidade
Para que os buscadores reconheçam seu texto nas suas procuras, é necessário que seu artigo tenha, no mínimo, 400 palavras.
Artigos menores que isso são ignorados pelos principais buscadores.
Além disso, os buscadores interpretam o conteúdo e a relevância do seu artigo.
Ou seja, erros de digitação, concordância, gramática e regras de linguagem são considerados.
Portanto, escreva bem e não deixe seu texto com menos de 400 caracteres.
Isso vai facilitar sua vida nas procuras do Google e Yahoo, por exemplo.

• Adicione Imagens
Artigos que possuem imagens têm maiores chances de serem mostradas nos primeiros resultados.
Imagens garantem uma maior posição de relevância, portanto, sempre que possível insira uma ou duas imagens no seu artigo.
Imagens demais podem prejudicar, assim como o negrito, então não abuse.
Acrescente imagens relevantes para o conteúdo.

Enfim, essas foram algumas dicas para você escrever artigos mais rapidamente, com eficiência e qualidade.


Filipe Mixa

Título: Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

Autor: Filipe Mixa (todos os textos)

Visitas: 4

1 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Adriana SantosAdriana Santos

    22-12-2015 às 01:10:13

    Adorei as dicas! Muito obrigada!

    ¬ Responder

Comentários - Aprenda a escrever artigos e seja um redator eficiente

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Habitação – Evolução qualidade/Preço

Ler próximo texto...

Tema: Alojamento
Habitação – Evolução qualidade/Preço\"Rua
Hoje vivemos dias muito complicados do ponto de vista económico, uma vez que a nossa sociedade moderna consumista tem acarretado para as famílias a triste ideia de que temos que possuir tudo o que existe para ser possuído.

Relativamente ao assunto especifico da habitação, com o passar dos tempos, as pessoas têm adquirido as suas casas em função do que há no mercado, e este mercado tem evoluído de uma forma perigosa em termos de custos; o que quero dizer com isto, é que há vinte anos atrás, encontrávamos apartamentos no mercado, e tenho por base um apartamento T3 que tinha 3 quartos conforme a tipologia descrita, naquele tempo uma cada de banho, uma sala de estar/jantar conjunta e talvez uma varanda, hoje o mesmo apartamento terá os três quartos, a sala, duas casas de banho das quais uma poderá estar num dos quartos a que passou a chamar-se suite, este apartamento hoje, tem forçosamente que ter pré instalação para aquecimento central, lareira com recuperador de calor, e muito provavelmente aspiração central, ou pelo menos a pré instalação… Assim, quem compra um apartamento hoje, apesar das dimensões de cada divisão estarem diminuídas, o preço foi muito incrementado pelos extras, e depois há ainda que adquirir uma caldeira para fazer funcionar a tal pré-instalação de aquecimento central, os radiadores porque sem eles o dito não funciona, naturalmente o trabalho do técnico… há ainda que adquirir em muitos casos o aspirador propriamente dito para fazer funcionar a aspiração central, e algumas coisas mais, acessórios dos quais, antes não tínhamos necessidade.

Não quero dizer com isto, que estes equipamentos não são úteis, são, mas e aquelas pessoas que compraram os seus apartamentos há uns tempos, cujos espaços não dispunham destas “modernices” como viveram? Como vivem hoje? Provavelmente aqueles que tiveram disponibilidade económica para isso, colocaram nas suas habitações, aquilo que julgaram necessário, não colocaram aquilo que não lhes é útil de todo, por outro lado aqueles que não tiveram disponibilidade económica vivem sem os equipamentos em questão, ou colocam um equipamento à dimensão das suas possibilidades. O real problema é que os referidos equipamentos valorizaram muito mais as habitações em termos de preço de compra do que o valor real dos mesmos, e as pessoas, estão apagar vinte ou trinta anos, para não dizer mais, um bom valor acima do que pagariam sem estas coisas, além disso comprariam aquilo que quisessem e pudessem.

Para além do exposto, a qualidade de construção e acabamentos não melhorou, antes pelo contrário. Hoje o valor das casas está a decair rapidamente, e as pessoas em geral vivem em casas cujos valores atuais de mercado são muito inferiores ao que estarão a pagar durante muito tempo…

Naturalmente o mercado poderá mudar, mas não é esse o caminho que parece seguir.

Pesquisar mais textos:

Ana Sebastião

Título:Habitação – Evolução qualidade/Preço

Autor:Ana Sebastião(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    21-04-2014 às 17:09:01

    A compra seja de apartamento ou casa estão mais caras e nem sempre oferecem serviços como mostram na divulgação. Não é bom financiar, pois custará o dobro. Realmente, o melhor a fazer é buscar preços que têm condições de pagar ou aderir a um consórcio.

    ¬ Responder
  • Sofia Nunes 13-09-2012 às 17:07:44

    Na minha opinião e de acordo com o que tenho observado, a relação qualidade/preço das habitações está a melhorar. E isso não é necessariamente bom, uma vez que é resultado da crise económica. Como refere, o valor das casas está a descer, pelo que se pode comprar uma vivenda pelo preço que há uns anos era de um apartamento. O problema é que, apesar de as casas estarem mais baratas, os compradores não têm dinheiro.

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios