Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Brinquedos > A senhora dos 50

A senhora dos 50

Categoria: Brinquedos
Comentários: 1
A senhora dos 50

Devia ter uns 7 ou 8 anos quando recebi a minha primeira Barbie. Foi um dos brinquedos que mais gostei e que ainda hoje guardo. Adorava pentear-lhe os cabelos e trocar as suas roupas, das quais tinha vários géneros – podia sair com roupa de treino, quando ia correr de manhã, com uma mini saia e um blazer, quando se deslocava ao escritório e, à noite, com um vestido comprido de deixar todos boquiabertos e fazer do seu namorado Ken o boneco muito orgulhoso.

Nessa altura, bem como nos dias de hoje, a Barbie representava tudo aquilo que uma menina anseia ser anos mais tarde: bonita, bem sucedida, sempre bem arranjada e de bem com a vida, feliz, como revela o sorriso rasgado que ilumina os que com ela convivem.

O que não sabia naquela altura, é que a boneca da qual tanto me orgulhava, tinha já uma história de mais de 30 anos. Este ano festeja os 50 anos de existência, continuando esbelta e sempre bem parecida.

Casada com Elliot Handler, fundador da empresa norte-americana Mattel, Ruth Handler teve a ideia de criara uma boneca adulta após assistir às brincadeiras da sua filha, Barbara, com uma boneca de papel, à qual vestia e despia roupas, igualmente de papel.

Foi encomendada ao designer Jack Ryan, sendo apresentada a 9 de Março de 1959 na Feira Anual de Brinquedos de Nova Iorque. Barbie foi apresentada como uma modelo teenager, loura, pernas longas, cintura fina, perfeita para os seus 29cm de altura.

Sempre vestida com os modelos mais actuais, em 1961, passou a ser acompanhada pelo seu namorado - Ken (nome do filho de Ruth). Tal como Barbie, também Ken era sinónimo de beleza e perfeição.

E a história desde então até à actualidade, pode ser contada através das várias versões da boneca: nos anos 60 era a típica jovem americana, com o seu twin-set e fitas no cabelo; na década de 70, Barbie acreditava na paz universal e as mini-saias passaram a saias rodadas, compridas, com cores berrantes e aspecto hippie; nos anos 80, apareceram versões fitness e de mulher de negócios; em 1992 foi candidata à presidência dos EUA e chegou ao ano 2000 como uma mulher moderna, sempre acompanhada das últimas tecnologias – portátil e telemóvel!

Mas a boneca não conquista só meninas. Muitas jovens e mulheres continuam a ser fãs e guardam em casa autênticas preciosidades – as Barbies de colecção. Saem em número limitado, com preços acima das comuns, e fazem a delícia das coleccionadoras.



Cláudia Bandeira

Título: A senhora dos 50

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 0

629 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    25-04-2014 às 18:45:05

    Sim, as bonecas conquistam em qualquer idade. Muito bom seu texto, a Rua Direita agradece bastante. Ótima reflexão!

    ¬ Responder

Comentários - A senhora dos 50

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios