Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Internet > A Intolerância

A Intolerância

Categoria: Internet
A Intolerância

A intolerância é o infinito da alma de quem é racista e preconceituosa, no entanto sem ao menos imaginar que um dia um filho ou filha pode chegar em casa com uma namorada negra ou visse versa.

O fato de ser negra não é uma doença, não é a pior coisa do mundo, mas é o que eu queria ser.
A pessoa de pele mais escura têm em seu interior uma esplêndida essência do amor de Deus já que Jesus era banco e ele, seja até hoje indefinível embora a quem acredita como eu que não sou muito religioso, embora acredita em um BEM maior que todo o Universo que está presente em todas as coisas do dia-a-dia e em todos os nossos atos para com nossos amigos e afins, embora não sejamos assim com todas as pessoas do mundo que pela cor da pele ou ineficientes de fazer alguma coisa, o rotulamos mesmo sem querer que nós sejamos preconceituosos e racistas e, por isso, que no entanto o amor seja tão indefinível já que um o amor seja amar e desejar o melhor do mundo, ou talvez do universo para todas as pessoas a que nós tanto rotulamos pela cor ou alguma deficiência que muitas vezes, não pensamos maldosamente que aquele a quem não acreditamos ser capaz de fazer algo que tanto deseja que é de ser um atleta ou é de expressar pela arte de escrever ou desenhar algo que quer ou deseja.

A ignorância que também pode ser descrita sem queremos o descrever ao fato de não queremos estudar com alguém que seja totalmente diferente do que você, embora a igualdade entre vocês sejam mínimas.

Podemos definir a nossa ignorância como sendo uma sombra da tão temida intolerância tão quão presente em nosso dia-a-dia que mesmo não se manifestando causa mal e má digestão no estômago a quem se constrange por ser diferente, embora seja tão igual.

Segundo ao relato que lê agora de uma linda e esmera moça que fora constrangida por uma senhora que nem mesmo à conhecia que pelo fato de ser negra, de cabelos pretos e enrolados, e estar cursando medicina.

Segundo à senhora, o curso de medicina seria somente de exclusividade de quem era branco, de cabelos lisos mesmo que, embora com a força do Partidos dos trabalhadores de com às Leis de Cotas possibilite que as pessoas- Sendo negras ou não, possam realizar seus sonhos, embora a minha concepção em relação à essas leis também sejam um pouco preconceituosa e racista porque a pessoa menosprezada pela cor da pele, por alguma deficiência não precisa disso já que as pessoas tanto os definem como inabilitados de exercer algumas profissões, eles têm que mostrar e acreditar que podem sim, serem autodidata.


Kaique Barros

Título: A Intolerância

Autor: Kaique Barros (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - A Intolerância

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.