Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Ferramentas > Utilize a lixa correcta

Utilize a lixa correcta

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Ferramentas
Visitas: 2
Comentários: 1
Utilize a lixa correcta

Muitas são as vezes em que quando nos é explicado a recuperação ou a construção de determinada coisa, a conversa é rematada com a célebre frase – “… e depois lixas e envernizas.”

“Percebido”, pensamos nós sem nos apercebermos do que na realidade nos foi dito.
O ato de lixar tem muito que se lhe diga, e muitas são as vezes em que só nos apercebemos disso quando chega a precisa altura de lixar.
Tudo vai depender do que quer lixar. Aí vai poder comprar e utilizar a lixa específica de forma a produzir um trabalho bem feito.

Antes de mais, o que é na realidade uma lixa? A lixa é na realidade um papel com uma superfície abrasiva que serve para planar um material. A lixa vai servir como acabamento, pois tem a capacidade de polir e retirar excessos do material que está a trabalhar.

Quando chega a altura de lixar, há que ter em conta os materiais com que se está a trabalhar. Metais, madeiras e até mesmo gesso.
Existem quatro principais tipos de lixas. As lixas de água, as lixas para ferro, as de madeira e as de massa.

A lixa de água adotou este nome exatamente porque é utilizada molhada. Pode ser em água ou em petróleo, dependendo do material em que vai ser utilizado. Os materiais para usar uma lixa de água são os gessos ou por exemplo a resina.

Se quer lixar uma zona de metal, utilize a lixa para ferro. Os materiais são os mais variados, como o aço, o ferro, o inox, entre muitas, muitas outras.

Para a madeira, a lixa para madeira, naturalmente. Pinho, carvalho, mogno, cerejeira estão entre as madeiras, mas como sabe, a variedade não passa só por aqui, mesmo sendo estas as mais conhecidas.

Para trabalhos feitos em massa corrida, argamassa ou rebocos, as lixas devem ser massa. Ideias para utilizar em paredes depois de rebocadas por exemplo.
As lixas têm, como deve imaginar uma graduação que pode ir de 60 a 600 grãos ou granas.

Para que um acabamento seja perfeito, deve começar por uma lixa mais grossa (com maior graduação de grana) e finalizar o trabalho com uma lixa mais fina.

A má aplicação e lixamento pode traduzir-se num mau resultado, pelo que se aconselha que verifique muito bem o tipo de lixa que usa e compra. Cada uma tem uma tem a sua devida especialidade.



Carla Horta

Título: Utilize a lixa correcta

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

802 

Imagem por: Clive Grace

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    02-05-2014 às 21:51:40

    Isso é bem verdade! A lixa deve ser usada corretamente para que não cause problemas na aparência, a Rua Direita adorou o texto!

    ¬ Responder

Comentários - Utilize a lixa correcta

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Clive Grace

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios