Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Tiróide – Hipertiroidismo e hipotiroidismo

Tiróide – Hipertiroidismo e hipotiroidismo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Tiróide – Hipertiroidismo e hipotiroidismo

Já todos ouvimos falar na tiróide e até sabemos (uns mais outros menos) onde esta se encontra. Sabemos que pode trazer complicações se algum problema ocorre e que a cura do problema pode até ser rápida e sem preocupações, mas será que estamos mesmo bem informados sobre o funcionamento desta tão pequena glândula que pode descontrolar toda a nossa vida?

A tiróide, localizada no pescoço (na parte da frente da traqueia) é a glândula responsável pelo funcionamento do nosso metabolismo. Entre outras, a hormona tiroxina (T4) é aqui produzida e a sua importância é muito maior do que julgamos. A hormona T4 regula o gasto de energia de todo o corpo e se o funcionamento da tiróide for demasiado acelarado ou lento, podem ocorrer consideráveis transformações no organismo.

O hipertiroidismo ocorre quando a tiróide produz a hormona tiroxina (T4) em excesso. A sensação de constante nervosismo, trémulas, palpitações ou tensão alta, são alguns dos sintomas. Sensação de fome constante sem nunca aumentarem de peso é também uma característica do hipertiroidismo, tal como um descontrolo na menstruação no caso das senhoras (aumento do fluxo e prolongamento do período de tempo em que ocorre).




Por outro lado, deparamo-nos com o hipotiroidismo. A fraca produção de tiroxina causa uma sensação de cansaço e sonolência, prisão de ventre e retenção de líquidos (sendo que a pele se torna mais seca). Verifica-se um aumento de peso, muitas vezes em resultado da retenção de líquidos.

Não é conhecido nenhum habito que cause alterações ou problemas na tiróide, e embora sendo difícil de acontecer, a falta de iodo na alimentação pode levar ao hipotiroidismo. As variações da glândula pode ocorrer devido a razões genéticas ou casuais.

Para além dos sintomas característicos, uma apalpação na região da glândula faz parte da avaliação clinica. No entanto, as analises ao sangue são obrigatórias afim de serem verificados os níveis/valores de TSH (hormona que regula o funcionamento) e da subida ou descida dos valores normais da T4.

A medicação indicada regulam os níveis da hormona e no caso do hipotiroidismo, em aproximadamente em 4 semanas, as taxas ficam estabilizadas.
Se a destabilização for causada pelo hipertiroidismo, o tratamento também pode ser feito através de medicação, mas muitas vezes é preferível optar por métodos definitivos. A extração da glândula ou a indução de iodo radioativo são tratamentos recorrentes e não complicados.

Com estes últimos métodos, em média, 6 meses será o tempo normal para que se recompanha de uma disfunção da tiróide.
Em todo o caso e apesar das informações que possa recolher, o mais importante será aconselhar-se com o seu médico.


Carla Horta

Título: Tiróide – Hipertiroidismo e hipotiroidismo

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

781 

Comentários - Tiróide – Hipertiroidismo e hipotiroidismo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios