Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Informática para a terceira idade

Informática para a terceira idade

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Visitas: 153
Comentários: 29
Informática para a terceira idade

Com a evolução tecnológica que temos vindo a presenciar nestas duas ultimas décadas, podemos afirmar que a tecnologia veio para ficar e que independentemente das idades, esta encontra-se presente em todos os locais da nossa sociedade e marca presença em todos os lares e como tal não são os mais novos que se veem com confrontados com uma nova realidade mas sim os que vieram antes de nós e que nasceram num mundo em que o computador e outros gadgets vieram apenas mais tarde.

Uma coisa é certa, não há idade para se aprender! A tecnologia está aí a serviço de todos. As possibilidades da informática são imensas e podem facilitar a vida de todas as pessoas sem preconceitos quanto à idade, classe social ou género. Diante deste facto, cada vez mais se vê pessoas com mais idade procurar instruir-se e aprender a lidar com as oportunidades e facilidades que os computadores podem propiciar, num mundo em que a informática ocupa um lugar estridente na nossa forma de funcionar em comunidade nesta aldeia global informatizada.

Existem inúmeras opções de cursos, prazos, tempos e modalidades. Há cursos específicos para pessoas com idade avançada, no qual o tempo de cada uma é respeitado, porém muitas pessoas com mais idade preferem buscar conhecimentos em cursos normais, sem delimitação de idade. A escolha fica por conta de cada um, porém é importante não parar no tempo e buscar outras formas de distração, trabalho e interação com o mundo.

A informática é a melhor opção atual para isso. Nela se pode comprar, conhecer novas pessoas, reencontrar antigos amigos, estudar, formar-se à distância eficar a conhecer locais e culturas distantes, entre inúmeras outras possibilidades. Quem não está a par dessa tecnologia, fica distante de um mundo de oportunidades e interação não apenas tecnológica mas também com todo um outro mundo.

Uma vez chegando à terceira idade, muitas pessoas pensam ainda que não são capazes de utilizarem o recurso da informática e ficam abismadas como seus netos têm tanta facilidade de manusear tais instrumentos. Quando tentam utilizar um computador, se deparam com uma dificuldade de lidar com esta nova tecnologia, o que por vezes, pode ser igualmente desmotivador é o facto que, muitos adultos, filhos e netos não terem paciência, por já dominarem a máquina, de passar informações e ensinar os mais velhos a trabalharem no computador.

A dica é procurar cursos ou aulas particulares com profissionais qualificados para ensinar e dar dicas do manuseio dos computadores. Para usar a informática não há limite de idade, as opções estão abertas para todos, independente da idade que tenham. As capacidades quanto à aprendizagem também são as mesmas. Uma pessoa de mais idade talvez exija um tempo maior para lidar com a máquina que uma criança que desde cedo já tem contato com a informática, mas de igual forma, se dedicar-se conseguirá usufruir das possibilidades que os computadores, programas e internet podem dar.

A grande diferença que distingue a aprendizagem da informática na terceira idade é romper barreiras e pré-conceitos impostos pelos mais velhos de que informática é para os jovens, acabar com o receio do manuseio da máquina e mostrar a amplitude do mundo virtual, já que os mais velhos viviam com a dimensão da realidade próxima, do palpável e do que poderia ser visto. A informática vai muito além disso, amplia mundos e conceções. O objetivo da informática na terceira idade é facilitar a vida da pessoa nas suas atividades diárias. Daí a importância de conhecer as possibilidades da informática e focar a aprendizagem naquilo que de fato vai ser necessário e importante.

Há pessoas idosas que usam a informática apenas para escrever cartas, outras só querem lidar com a internet, outras querem fazer transações bancárias para não precisarem mover-se aos bancos. Para cada pessoa uma necessidade e uma oportunidade que o computador oferece. A sensibilidade de quem ensina informática na terceira idade é mostrar ao idoso as ofertas e ensinar com calma e paciência o que ele realmente busca nessa tecnologia, aumentando sua autoestima e mostrando que todos são capazes quando se preparam e buscam conhecimentos que os qualificam para o que querem fazer.

A informática na terceira idade só vem a trazer benefícios, além de ser uma excelente atividade mental, pois auxilia na manutenção da memória, proporciona também a apreensão de algo novo e valoriza a vida e a experiência das pessoas,, enquanto seres humanos, vivendo neste planeta e que têm agora de fazer parte um planeta interligado, não só fisicamente mas também digitalmente.


Rosana Fernandes

Título: Informática para a terceira idade

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 153

783 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 29 )    recentes

  • SophiaSophia

    06-05-2014 às 19:40:20

    É ótimo saber que eles também estão se modernizando. Só precisam de cuidados para não exagerarem.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • harmonia

    11-04-2014 às 23:55:41

    Curso de informática para Adultos e Terceira Idade em São Paulo -(Rua Clelia 2118, Lapa e Av dos Autonomista 3738 - Osasco Tel Contato (11) 3628-7315

    ¬ Responder
  • José Carlos da Costa

    13-04-2015 às 20:44:29

    Boa Tarde,
    Vc dá aula particular em domicilio?
    Cidade: Diadema (proximo Km. 20 IMIGRANTES)
    Fone: (11) 4061-1230

    ¬ Responder
  • ana elizabeth torres

    06-10-2013 às 18:53:20

    Estou aceitando dar aulas de informática para senhoras da terceira idade na parte da manhã. Moro em Guarulho-SP e pretendo dar aulas na minha casa. Quero deixar minhas futuras alunas bem à vontade para me dizerem suas dúvidas e o que querem aprender. Pretendo cobrar por aula dada, assim não nos amarramos com mensalidades e compromissos. A aluna terá aula quando quiser. É só agendar por telefone. As aulas serão individuais. Meu e-mail é: [email protected]
    Tel. (11)9-6868-4849

    ¬ Responder
  • Carla Barbosa

    11-04-2013 às 19:51:08

    Estou procurando professores interessados em dar aula para idosos na parte da manhã. No bairro de Campo Grande. Caso alguém se interesse favor enviar currículo com pretensão salarial referente a hora/aula para [email protected]

    ¬ Responder
  • maria manso

    08-10-2014 às 00:16:51

    olá boa noite! sou prog. informática e gostava de ensinar pessoas idosas a usar pc.
    vi este anúncio.
    não sei se ainda procuram!!!
    obrigada

    ¬ Responder
  • ba

    21-05-2013 às 07:00:23

    idaiii

    ¬ Responder
  • leide

    01-03-2013 às 11:00:47

    admiro muitissimo a terceira idade, amo as minhas avos e foi pensando nelas q comecei o meu projeto ensinar informatica a essas pessoas tao especiais e essenciais em nossas vidas, quero somar a pessoas q apostam nesse projeto tao maravilhoso e importante.

    ¬ Responder
  • ElianeteElianete Vieira

    20-10-2012 às 23:50:14

    Uma das maneiras de trabalharmos a memória é estudar e aprender algo novo que estimule o raciocínio e a memorização.
    Dia 24/10 a partir das 18:30 estarei lançando o livro Desvendando a Informática na Melhor Idade que ensina a usar o computador, a internet, comunicação com pessoas que vivem longe, uso das redes sociais, numa linguagem simples e clara destinado à todas as idades principalmente à melhor idade. Pessoas que não sabiam usar o computador hoje enviam e-mail para mim. Fico muito feliz com isso.
    Espero vocês na Livraria Martins Fontes Paulista (Av.Paulista 509, ao lado metro Brigadeiro). Abraço. Elianete

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    17-09-2012 às 17:01:22

    estão todos a tempo de aprender. É bom que os idosos também aprendam

    ¬ Responder
  • ElianeteElianete

    16-06-2012 às 12:58:42

    Já se encontra a venda a 2a edição do livro Desvendando a Informatica na Melhor Idade, pela editora Scortecci. A sessão de autógrafos ocorrera na Bienal do Livro dia 11/08 as 16:30 no stand da editora.
    Vendas: Asabeça, Cultura e Martins Fontes.
    Detalhes em www.elianetevieira.com. Aqui faço divulgação das pessoas que ministram treinamento. Quem quiser q eu divulgue basta me contatar.
    Podemos agendar sessão de lançamento e autógrafos exclusivo para vocês!
    Obg pela atenção.
    Elianete

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãookaoskoakok

    04-06-2012 às 19:19:11

    adorei esse site

    ¬ Responder
  • márciamárcia

    22-05-2012 às 01:09:03

    oi rosana,estou fazendo meu tcc sobre inclusão digital na terceira idade,mas preciso da data em que você escreveu este texto para poder usá-lo,e também preciso saber em qual área você trabalha,obrigada

    ¬ Responder
  • LucianeLuciane

    04-05-2012 às 16:50:18

    Dou aula de informática para 3ªidade em uma ONG, eles são uns fofos muito atenciosos e com uma vontade imensa de aprender, alguns tem mais facilidades outros não, ai conheça a neura e a ansiedade toma conta, então tenho que ter jogo de cintutra. Sempre falo que cada um tem seu tempo. Dou aula de básico e avançado quando termina o curso eles não querem sair da oficina de informática, pois temos um vínculo muito grande de amizade, é muito legal e para ficar melhor ainda em meses intercalados fazemos bingos e palestras e um delicioso chá da tarde, é ótimo adoro o que eu faço, sem contar que tenho muita paciência e carinho pelos meus alunos.

    ¬ Responder
  • David

    24-03-2014 às 19:09:38

    Olá Luciane, estou participando de um projeto aqui na minha cidade de inclusão digital para idosos, e gostaria de sua ajuda, se for possível é claro, em relação ao conteúdo das aulas, o tempo de cada uma delas e outros. Se possível, mande para mim por email. [email protected]

    ¬ Responder
  • Amanda

    09-08-2013 às 21:56:11

    Olá Luciane,
    Sou universitária e tenho um trabalho para falar sobre formas de aprender em tempo livre e realizar um documentário, vi que você dá aula para a 3ª Idade em uma ONG e tem muito carinho pelos seus idosos (e eu admiro muito), poderia me dizer onde é a ONG? Sou de São Paulo a ONG fica na cidade de São Paulo?
    Se puder me responder ficaria agradecida.
    Obrigada :)

    ¬ Responder
  • Sandra

    29-10-2012 às 14:34:53

    Olá Luciane,

    Gostei da sua matéria, também dou aula de informática para Sras. e gostaria se possível de dar aulas nos sábados. Moro em Copacabana, se souber de alguém que queira ter aulas e puder me ajudar eu agradeço.
    Sandra

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoRafael

    03-07-2012 às 14:02:57

    Olá, Luciane! Achei interessante o que você disse. Também dou aulas de informática para terceira idade e gostaria de conversar com você a respeito. Se possível, entra em contato comigo pelo email: [email protected]

    Abraço!

    ¬ Responder
  • Sandra

    27-09-2012 às 19:49:26

    Adorei o texto fslando sobre como lidar com a terceira idade, comecei a dar aulas de informática meio de brincadeira ensinando um amigo com planilhas do excel, faço digitação de trabalhos e agora surgiu a oportunidade de trabalhar com idosos fiquei um pouco receosa porem estou adorando tenho 3 alunos super bonzinhos e cada com uma necessidade diferente, gostaria de mais dicas, Luciene se puder entrar em contato comigo, desde já agradeço ( esta semana tive a oportunidade de conhecer uma ONG e fiquei encantada-assim que tiver mais tempo quero me dedicar a alguma coisa deste tipo)

    ¬ Responder
  • olanildaolanilda

    18-04-2012 às 21:11:01

    Estou procurando material para projeto voltado para inclusão digital na terceira idade.

    ¬ Responder
  • jonathan fernando pindulujonathan fernando pindulu

    03-04-2012 às 20:44:04

    gostei

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    08-03-2012 às 13:10:05

    Já existem sensores (mica2) para detectar se uma pessoa da 3ª idade tem uma queda e se essa queda pode ser, ou não, um problema de saúde.

    Por exemplo se a pessoa ficar mais de 10 segundos no chão, pode ser algo grave.

    O que acham desta tecnologia?

    ¬ Responder
  • Emerson PereiraEmerson Pereira

    21-02-2012 às 15:49:05

    Achei bacana a forma como dissertou sobe a importância da informática na Terceira Idade, pois ministro aulas particulares há mais de 15 anos a esse público e percebo que é uma troca muito gratificante, além de um orgulho ímpar vê-los se desenvolver tomas as rédeas do computador

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoNubiara Godoi

    30-11-2011 às 18:46:13

    È muito bom poder ministrar aulas de informática para a terceira idade, estou terminando a faculdade (curso de Sistemas de Informação) e tive a oportunidade de fazer um estágio dadno aulas para essa pessoas especiais.
    Por conta disso resolvi fazer um mestrado e seguir carreira acadêmica.

    ¬ Responder
  • dina pintodina pinto

    19-07-2011 às 08:05:57

    gostava que me imformaçem onde posso ter aulas de informatica tenho 55 anos mais não quero parar ainda estou desempregada obrigado

    ¬ Responder
  • Lucas LimaLucas Lima

    12-04-2011 às 14:51:44

    @nilce velez
    Se vc mora no Rio de Janeiro, na Tijuca tem a Bit Company, se se interessar entra em contato comigo: [email protected]

    ¬ Responder
  • odnanreefodnanreef

    17-02-2011 às 02:14:29

    Realmente as aulas de informática para terceira idade possibilitam novas descobertas e novos desafios, eu fiz o curso em uma escola no campo belo, http://www.ibit.com.br/informatica-para-terceira-idade.htm e hoje sou uma pessoa realizada, pois o curso de informática aumentou minha auto estima.

    ¬ Responder
  • nilce veleznilce velez

    03-02-2011 às 01:47:32

    gostaria de saber ,onde sao esses curso!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSilvania

    29-01-2011 às 13:39:22

    Estou buscando material para a minha monografia, que será voltada para a informática na 3ª idade.

    ¬ Responder

Comentários - Informática para a terceira idade

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O segredo de Van Gogh (Campo de Trigo com corvos)

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
O segredo de Van Gogh (Campo de Trigo com corvos)\"Rua
‘Campo de trigo com corvos’ destaca-se como uma das mais poderosas e mais ferozmente debatidas pinturas de Vincent Van Gogh. As várias interpretações deste trabalho em particular são provavelmente mais variadas do que qualquer outro na obra de Van Gogh. Alguns o veem como a "nota de suicídio" de Van Gogh transformada em uma tela, enquanto outros mergulham para além de uma visão geral superficial do assunto e favorecem uma abordagem mais positiva. Alguns críticos mais extremos vão ainda um pouco mais longe - além da tela e das pinceladas - a fim de traduzir as imagens em uma linguagem inteiramente nova do subliminar.

Uma análise artística é, por sua própria natureza, um esforço subjetivo. Ainda assim, as interpretações mais razoáveis são melhor realizadas a partir de uma base fatual.

Ao contrário do mito popular, ‘Campo de trigo com corvos’ não é a última obra de Van Gogh. A pintura é, sem dúvida, turbulenta e, certamente, transmite uma sensação de solidão nos campos - uma imagem poderosa de Van Gogh como artista derrotado e solitário em seus últimos anos. Além disso, ambos os filmes populares ‘Lust for Life’ e ‘Vincent and Theo’ reescrevem a história e retratam esta pintura como sendo a última de Van Gogh - com mais interesse pelo efeito dramático do que pela precisão histórica.

A datação precisa de ‘Campo de trigo com corvos’ é difícil devido à sua semelhança com outras obras que Van Gogh estava pintando e escrevendo, dentro do mesmo período temporal.

Do ponto de vista simbólico vale a pena rever os elementos básicos da pintura e depois explorar cada um a partir de vários e diferentes fins interpretativos do espectro.

Os caminhos presentes no quadro são basicamente compostos de três conjuntos: dois em cada canto de primeiro plano e uma terceira no enrolamento em direção ao horizonte médio. Os caminhos desafiam a lógica em que eles parecem se originar, pois vêm do nada e levam a lugar nenhum. Alguns interpretaram isso como uma confusão em curso na vida de Van Gogh acerca da direção dúbia que a sua própria vida havia tomado. O caminho do meio manteve-se o mais fértil para a interpretação simbólica. O caminho leva a algum lugar? Será que com sucesso se atravessará o campo de trigo e se chegará a novos horizontes? Ou será que, de fato, termina em um beco sem saída inevitável? Van Gogh deixa ao apreciador da sua pintura essa decisão.

Desde os seus primeiros anos como artista Van Gogh, gostava de cenas envolvendo céu tempestuoso. Van Gogh tinha mesmo um grande respeito pelas forças da natureza e inclui céus turbulentos em uma série de suas obras, porque o assunto é tão poderoso e tão cheio de potencial artístico que causa impacto em uma tela vazia. Além disso, Van Gogh escreveu uma vez sobre as possibilidades libertadoras das tempestades: "O piloto, por vezes, consegue avançar porque tem de vencer a tempestade e não ser forçosamente destruído por ela”. Claro que, como o passar dos anos, o seu estado mental tornou-se mais debilitado e suas perceções em relação à natureza podem ter ‘escurecido’. No entanto, pode-se argumentar que Van Gogh entendeu as tempestades como uma parte vital e positiva da natureza.

Provavelmente, a imagem mais poderosa dentro do campo de trigo com corvos é a dos próprios corvos. Mais uma vez, muita interpretação simbólica surgiu a partir da representação do bando de corvos. Grande parte da especulação depende se os corvos estão voando em direção ao pintor (e, portanto, o espectador) ou para longe dele. Se o espectador escolhe perceber que os corvos estão voando em direção ao primeiro plano, entenderá essa aproximação com um mau presságio, como um pressentimento obscuro. Se entender que os corvos se afastam, uma sensação de alívio pode ser experienciada. Tudo depende da perspetiva e da carga emocional que o apreciador colocar na pintura e na sua interpretação no momento.

A verdade é que não há nenhuma resposta certa sobre qual a direção, se houver alguma, que os corvos estão seguindo. Este ponto permanece sem solução e, consequentemente, a sua subjetividade aumenta e a sua análise torna-se discutível.

Em segundo lugar, e talvez de maior importância para o entendimento da pintura, a interpretação dos corvos como arautos da morte é uma construção completamente artificial. Van Gogh, em seus próprios escritos, nunca parece aceitar isso mesmo, pelo contrário.

As várias interpretações de ‘Campo de trigo com corvos’ vão desde o mais simples ao mais absurdo. Uma interpretação simbólica pode ser muitas vezes interessante, às vezes reveladora de perseguição. Mas uma sobre-interpretação de uma obra de arte coloca o espectador em risco de perder o que é verdadeiramente essencial. As obras de Vincent van Gogh proporcionam ao espectador uma gama incrivelmente complexa e bonita de assuntos para explorar e para admirar. Seus desenhos são o produto de um relator de habilidade indescritível e suas pinturas são sempre brilhantes, muitas vezes sublime. Os espectadores que passam o tempo à procura de significados em profundidade dentro do campo de trigo com corvos podem se dececionar. Para alguns, o desejo insaciável de entender a mitologia de Van Gogh envia-os numa busca de meras miragens.

Ao invés de buscar respostas dentro de ‘Campo de trigo com corvos’, o apreciador irá sentir seu tempo bem passado se simplesmente admirar o conjunto desta pintura extraordinária: a cor, a vitalidade e a harmonia turbulenta de cada pincelada. Os segredos intangíveis, se os houver, continuarão envoltos no seu próprio reino inefável - como os corvos.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O segredo de Van Gogh (Campo de Trigo com corvos)

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 02:30:44

    As obras de Van Gogh são bem inspirativas. Amei saber dessa história.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • 15-04-2014 às 23:54:00

    É verdade que 3 dos mais caros top 10 quadros do mundo são de Van Gogh?

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios