Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Windows ou Apple?

Windows ou Apple?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Visitas: 2
Comentários: 2
Windows ou Apple?

Bem, esta é uma dúvida que nos últimos anos tem andado na mente de muitas pessoas que fazem dos computadores, portáteis, tablet’s e telemóveis as suas ferramentas de trabalho do dia a dia. É uma pergunta pertinente pois num mundo em que o papel está sendo lentamente posto de parte, porque não permite a passagem, quase que instantânea de informação, que necessitamos no nosso dia a dia, no trabalho e nas nossas interações sociais.

Os fabricantes de software e de componentes durante muitos anos basearam-se na rapidez de processamento como forma de semearem a vontade de compra no consumidor, presentemente, a questão do hardware vai tomando um lugar menos importante, para a maioria dos utilizadores, o que interessa agora é a facilidade em movimentar-se dentro do OS e UI dos programas. A informática é agora algo fácil e intuitiva de se usar.




Há quem diga que o Windows da Microsoft é mais fácil de usar e que toda a gente saber usa-lo, há quem defenda, por outro lado a Apple com unhas e dentes, e facto é que os produtos da Apple falam por si. Pode-se defender um e o outro durante horas e não chegar a nenhuma conclusão, mas as diferenças são grandes. Vamos aqui expor algumas dessas diferenças numa tentativa de dar a conhecer os prós e contras entre estes dois sistemas.

Microsoft Windows


Surgiu 1975, empresa criada por Bill Gates e Paul Allen, Inicialmente tendo como base a linha de comandos MS-DOS, que era uma parte integrante do sistema operativo, no entanto, com o avançar dos anos e da tecnologia, em termos de hardware, o Windows foi-se tornando a cada nova versão mais “user friendly” (fácil de usar para o utilizador). O mundo tornou-se ligado pela internet e o Windows começou a construir um monopólio em termos de software, estava em todo o lado. Foi nos anos 90, que a Microsoft, à boa maneira americana, começou a centrar-se não na parte das empresas, nicho que já dominava, mas começou a usar a família como método ou técnica de venda.

Começaram assim a surgir por parte da Microsoft, novas formas de usar o seu OS (sistema operativo) e as aplicações que mais se usam, como o Microsoft Office, estes passaram a receber mais atenção em termos de simplicidade de utilização e na representação visual das UI (Interface de utilizador).

Presentemente, o grande problema dos sistemas com Windows é uma incompatibilidade para com outros sistemas, referindo a troca de ficheiros entre Windows e terceiros, isto e o facto de por vezes encontrar-se demasiados bugs (erros) que podem levar a que se perca muitas vezes trabalho importante em que nos encontramos a trabalhar.

Uma das coisas boas que os sistemas com Windows possuem é a capacidade de melhor o hardware e atualiza-lo, tal como podemos fazer com o software, assim caso um componente se estrague e a garantia do equipamento já tenha acabado, podemos comprar uma peça melhor de substituição.

Apple Os


A primeira palavra que vem à mente é “Lindo”. É sem duvida um regalo para os sentidos, quer seja em termos visuais como de toque.

Steve Jobs arriscou e muito bem. O OS é extremamente simples em termos de utilização (passo que a Google está a levar a novas alturas como o seu ChromeOS, que vai para além da simplicidade com a utilização de um OS assente na Internet e não nos dispositivos), sendo que é muito mais intuitivo e simples que o da Microsoft.




A estabilidade das plataformas (computadores, portáteis, tablet’s, telemóveis e leitores de mp3 e mp4) é muito superior aos sistemas para Windows, pois o hardware é desenvolvido em função do software, um casamento e conceito perfeito no que diz respeito à estabilidade e velocidade. Os materiais usados pela Apple são também um plus, sendo muito agradáveis ao toque e com um design muito próprios, separando-a dos outros fabricantes.

Existem outros beneficios para quem possui equipamentos Apple, como a iCloud(conceito que lhe permite aceder aos seus dados independentemente do dispositivo que esteja a usar) e a AppleTV que lhe permite fazer stream de vídeos, filmes e outros conteúdos do computador para a sua televisão sem fios.

Existe porém ainda uma barreira, que está também presente nos sistemas Windows, a compatibilidade de ficheiros com outros sistemas que não sejam Apple. Podemos falar também de um outro grande impedimento na obtenção de produtos Apple, os preços. Estes conseguem ser o dobro de qualquer outro dispositivo que utilize Windows ou o ChromeOS, fazendo com que apenas alguns, possam adquirir produtos desta marca.

Em suma, por mais que se opine entre um e outro, a escolha é algo muito relativo. Depende do uso que vai dar aos dispositivo e ao seu grau de exigência, para com os sistemas que utiliza no dia a dia. Pondere também acerca do tempo de vida dos dispositivos em que pretende investir, a Apple neste caso é melhor que os restantes. :D


Rua Direita

Título: Windows ou Apple?

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

771 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Max

    25-12-2012 às 03:45:26

    A Apple fez muito mais do que o windows. Smartphones, Blckberries, Notebooks, Tablets... Sem a Apple, o nosso mundo seria bem diferente

    ¬ Responder
  • Fernando

    02-11-2012 às 13:35:56

    Estou em via de adquirir um novo notebook e gostaria de ouvir uma opinião sobre qual sistema devo comprar. Sempre trabalhei com Windows, mas por outro lado, sempre me interessei pelo sistema da Apple. Entretanto, tenho receio em comprar o segundo porque acho que perderei muito tempo apredendo como usá-lo em sua plenitude, assim como, que terei muitos problemas de compatibilidade com meus atuais arquivos construídos em plataforma Windows. E tempo é coisa que, definitivamente, não tenho. Confesso que não sei o quanto seria realmente difícil essa mudança. Não sou muito tecnológico, mas também estou muito longe de não saber nada de informática. Minha dúvida é se continuo no Windows ou migro pra Apple? Obrigado desde já.

    ¬ Responder

Comentários - Windows ou Apple?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A história da fotografia

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Fotografia
A história da fotografia\"Rua
A história e princípios básicos da fotografia e da câmara fotográfica remontam à Grécia Antiga, quando Aristóteles verificou que os raios de luz solar e com o uso de substâncias químicas, ao atravessarem um pequeno orifício, projetavam na parede de um quarto escuro a imagem do exterior. Este método recebeu o nome de câmara escura.

A primeira fotografia reconhecida foi uma imagem produzida em 1826 por Niepce. Esta fotografia foi feita com uma câmara e assente numa placa de estanho coberta com um derivado de petróleo, tendo estado exposta à luz solar por oito horas, esta encontra-se ainda hoje preservada.

Niepce e Louis –Jacques Mandé Daguerre inciaram em 1829 as suas pesquisas, sendo que dez anos depois foi oficializado o processo fotográfico o nome de daguerreótipo. Este processo consistia na utilização de duas placas, uma dourada e outra prateada, que uma vez expostas a vapores de iodo, formando uma pelicula de iodeto de prata sobre a mesma, ai era a luz que entrava na camara escura e o calor gerado pela luz que gravava a imagem/fotografia na placa, sendo usado vapor de mercúrio para fazer a revelação da imagem. Foi graças á investigação realizada por Friedrich Voigtlander e John F. Goddard em 1840, que os tempos de exposição e revelação foram encurtados.




Podemos dizer que o grande passo (não descurando muitas outras mentes brilhantes) foi dado por Richard Leach Maddox, que em 1871 fabricou as primeiras placas secas com gelatina, substituindo o colódio. Três anos depois, as emulsões começaram a ser lavadas com água corrente para eliminar resíduos.

A fotografia digital


Com o boom das novas tecnologias e com a capacidade de converter quase tudo que era analógico em digital, sendo a fotografia uma dessas mesmas áreas, podemos ver no início dos anos 90, um rápido crescimento de um novo mercado, a fotografia digital. Esta é o ideal para as mais diversas áreas do nosso dia a dia, seja a nível profissional ou pessoal.

As máquinas tornaram-se mais pequenas, mais leves e mais práticas, ideais para quem não teve formação na área e que não tem tempo para realizar a revelação de um rolo fotográfico, sem necessidade de impressão. Os melhores momentos da nossa vida podem agora ser partilhados rapidamente com os nossos amigos e familiares rapidamente usando a internet e sites sociais como o Facebook e o Twitter .

A primeira câmara digital começou a ser comercializada em 1990, pela Kodak. Num instante dominou o mercado e hoje tornou-se produto de consumo, substituindo quase por completo as tradicionais máquinas fotográficas.

Sendo que presentemente com o aparecimento do FullHD, já consegue comprar uma máquina com sensores digitais que lhe permitem, além de fazer fotografia, fazer vídeo em Alta-Definição, criando assim não só fotografias quase que perfeitas em quase todas as condições de luz bem como vídeo com uma qualidade até agora impossível no mercado do vídeo amador.

Tirar fotografias já é acessível a todos e como já não existe o limite que era imposto pelos rolos, “dispara-se” por tudo e por nada. Ter uma máquina fotográfica não é mais um luxo, até já existem máquinas disponíveis para as crianças. Muitas vezes uma fotografia vale mais que mil palavras e afinal marca um momento para mais tarde recordar.

Pesquisar mais textos:

Bruno Jorge

Título:A história da fotografia

Autor:Bruno Jorge(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    05-05-2014 às 03:48:18

    Como é bom viver o hoje e saber da história da fotografia. Isso nos dá a ideia de como tudo evoluiu e como o mundo está melhor a cada dia produzindo fotos mais bonitas e com qualidade!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios