Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Fitoterapia – o uso medicinal de plantas

Fitoterapia – o uso medicinal de plantas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 6
Comentários: 1
Fitoterapia – o uso medicinal de plantas

A Fitoterapia vai buscar às plantas os seus benefícios, para serem aplicados em infusões, chás, extratos nas doenças internas e, como sabão e água na dermatologia.

As infusões são muito usadas em perturbações nervosas e funcionais. Normalmente devem ser tomadas três vezes ao dia.

As plantas podem ainda ser utilizadas em banhos calmantes ou em tratamentos de beleza.

De entre as plantas medicinais, com propriedades terapêuticas mais usadas e benéficas, salientam-se a erva- cidreira que é usada para perturbações gástricas; a hortelã- pimenta estimula os sucos digestivos e tem um efeito antisséptico, a hepática é uma planta diurético e è usada contra cólicas biliares e a mangerona atua como sedativo do sistema nervoso.

Por outro lado, o serpão, è um poderoso antisséptico , contra o catarro das vias respiratórias.

Os seus banhos são fortificantes para os nervos e servem ainda para tratar feridas. o extrato entra na composição de gotas contra a tosse convulsa, brônquios, gripe e tosse.

O hipericão utiliza-se muito e fitoterapia e é um excelente remédio para contusões , usado sob a forma de creme. Faz bem ao sistema digestivo e fígado. O toxiendro serve de primeiros socorros; trata articulações, entorses e outras lesões.

A calêndula e verbasco são normalmente utilizados na forma de óleo. O verbasco é ainda aconselhável para diminuir dores de ouvidos, em crianças e adultos. A calêndula, è universal no tratamento de feridas e, acelera a sua cicatrização.

Para o estômago devemos utilizar a melissa que é sedativa e indicada para flatulências, o funcho e cominhos .

A urtiga estimula as funções do fígado e da vesícula biliar. O chá de camomila é um dos vários chás que podem aliviar as náuseas. O gengibre pode ajudar a acalmar o estômago perturbado e, uma infusão de funcho, camomila e sementes de endro diminui as cólicas.

Estas são algumas das plantas mais usuais, benéficas e muito fáceis de encontrar ara usufruir dos seus inúmeros benefícios.

Não desperdice o seu precioso contributo. Aumente a sua ingestão.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Fitoterapia – o uso medicinal de plantas

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 6

777 

Imagem por: James Bowe

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    15-10-2014 às 14:07:56

    As plantas possuem um poder alto sobre as várias doenças, dores que sentimos. Um excelente remédio natural que permite dar ao ser humano bem estar melhor que qualquer química. A fitoterapia é fantástica!

    ¬ Responder

Comentários - Fitoterapia – o uso medicinal de plantas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: James Bowe

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios