Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O Significado das Cores e seus Efeitos

O Significado das Cores e seus Efeitos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Comentários: 3
O Significado das Cores e seus Efeitos

Pode designar-se a cor como sendo a concentração de deerminada frequência de luz que pode ser depressiva, construtiva ou destrutiva. Cada uma tem propriedades específicas que são aproveitadas para reequilibrar e curar o corpo e a alma. Elas são repartidas em três categorias, a saber, a as primárias, que conta do vermelho, amarelo e azul, as secundárias que que se formam a partir da mistura das anteriores e as terciárias que sugem da combinação das outras.

Cada pessoa tem o seu próprio sistema de energia, de modo que se torna necessário encontrar as tonalidades certas e mais benéficas.
Quanto mais conhecimento se obtiver sobre as cores, mais fácil é curar com elas.

O branco contém o espectro de luz completo o que permite que seja uma luz que limpa, purifica, desperta a criatividade e neutraliza ou reforça as outras cores.




O preto contém também o espectro de cor complecto e, embora seja uma cor que pode dar confusão, é ainda protectorae acalma pessoas muito sensíveis. Se usado em demasia pode causar depressão e problemas emocionais e mentais. Deve ser usado sempre combinado com outra cor.

O vermelho é por excelência uma cor estimulante e activa. Deve ser usada em problemas circulatórios, respiratórios e resfriamentos. em demasia provoca estados de ódio e vingança e tensão alta.

O laranja é considerada a cor da alegria e da sabedoria. Pode ajudar em problemas de intestinos, estômago e rins.

O amarelo estimula as faculdades mentais e é util na depressão. restabelece o gosto pela vida e desperta confiança e optimismo.

O verde é a cor predominante do Planeta e equilibra a sensibilidade e compaixão. Tem o poder de acalmar os nervos, e desperta amizades. deve ser aplicado em problemas cardíacos, dores de cabeça e úlceras. Não deve ser usado em tumores e cancro pois estimula o crescimento.

O azul é muito relaxante e anti-séptico. torna-se eficaz em doenças infantis, reumatismo e estados venosos.

O violeta ajuda a purificar o corpo e o espírito, sendo muito útil n caso do cancro e tumores., bem como artrite.
Por outro lado o rosa desperta amo, compaixão e pureza, ajudando em casos de rejeição e cólera.

O dourado estimula o sistema imunológico e desperta a energia curativa.

O castanho deve ser usado também na cura, pois a sua eficácia é grande em estados emocionais e mentais. ajuda ainda a discernimento e a colocar os pés na terra.

Cabe a cada um usar e aplicar a cor que necessita para o seu equilíbrio.


Teresa Maria Batista Gil

Título: O Significado das Cores e seus Efeitos

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

742 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    17-08-2014 às 17:23:21

    Fantástico! As cores que usamos representam muito sobre o estado que estamos e um pouco sobre nossa personalidade. Gosto de cores alegres, coloridas, mas em alguns momentos, o preto me fascina!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAna

    15-05-2012 às 14:15:13

    Poderia explicar como aplicar o tratamento com as cores? Ou seja, como deverei fazer para efectuar estas curas.
    Obrigado

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJosé

    14-05-2012 às 11:25:12

    Muito bom

    ¬ Responder

Comentários - O Significado das Cores e seus Efeitos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios