Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Flores aromáticas, uma junção de fragrâncias..

Flores aromáticas, uma junção de fragrâncias..

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 6
Comentários: 1
Flores aromáticas, uma junção de fragrâncias..

Certamente que sempre sonhou com um jardim bem tratado, simultaneamente verdejante e colorido, bem organizado, povoado de aves canoras e… aromático. Pois sim, todos os cinco sentidos exigem ser satisfeitos e o olfato não ocupa lugar menos importante. Um jardim atraentemente aromático significará que o dono do mesmo dedica uma atenção cuidada às suas plantas e flores e tem orgulho em ostentá-lo. Paralelamente, as fragrâncias que vogam soltas na atmosfera contribuem para transformar o ambiente da sua casa, recheando-o de leveza e de bem-estar. Saiba, portanto, que flores deverá escolher para embelezar, ornar e enriquecer o seu jardim (exequível tanto num quintal, como num canteiro de varanda, num apartamento).

Poderá, então, plantar alecrim, uma planta muito utilizada em tempos idos na defumação, purificação e desinfeção dos hospitais. O seu forte odor canforáceo confere-lhe características desinfetantes e particularmente desodorizantes. Indicado para zonas pouco húmidas e bem expostas ao sol. O arbusto pode atingir até 2 metros de altura. Se preferir, opte pela alfazema ou lavanda (do latim lavandula), assim designada por ter servido, nos tempos do Império Romano, como ingrediente essencial dos banhos. Foi também muito usada na Segunda Guerra Mundial como poderoso antisséptico para desinfetar as feridas dos soldados.

Possui flores de cor azul ou violeta e o arbusto, de pequeno porte, atinge os 60cm de altura. O único cuidado especial a ter com esta planta é escolher uma porção de terra bem fofa, pois este é requisito essencial para o seu desenvolvimento. Poderá também incluir no seu jardim calêndulas, que ostentam bonitas flores amarelas e alaranjadas, envolvidas por folhas macias e aveludadas. O seu perfume é forte e inebriante e a planta atinge os 50cm de altura. O solo onde estiver colocada deverá ser regado com regularidade e a terra deve ser bem revolvida. O anis (ou erva-doce) representa outra opção, bela e aromática. As suas pequenas flores brancas, que parecem explodir diretamente do meio da planta, exalam um forte cheiro adocicado, e que lembra a composição de certa doçaria (já que a planta é empregue na confeção de vários bolos). Plante-a entre setembro e novembro num local resguardado de condições climatéricas extremas (sol ou chuva excessivos), mas acautele-se: esta planta segue um ciclo de vida anual, ou seja, morrerá ao fim de um ano e terá de ser replantada. Finalmente, inclua também uns pezinhos de arruda no seu jardim e obterá não só um agradável espetáculo de cor amarelada, como também suaves fragrâncias que, para além de extremamente aprazíveis e doces, servirão para afugentar ratos, insetos e pulgas do seu jardim.

As opções são muitas, por isso, já sabe: decore o seu jardim com aromas e obtenha uma festa para os sentidos!

Isabel Rodrigues

Título: Flores aromáticas, uma junção de fragrâncias..

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 6

803 

Imagem por: net_efekt

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    16-10-2014 às 23:36:12

    As flores aromáticas são excelentes! Nos proporcionam momentos únicos quando utilizados com um objetivo. Adoro tê-las sempre perto.

    ¬ Responder

Comentários - Flores aromáticas, uma junção de fragrâncias..

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: net_efekt

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios