Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Viveiros De Mudas De Plantas

Viveiros De Mudas De Plantas

Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 18
Viveiros De Mudas De Plantas

Escolha do local:
-Deve estar próximo da área de comercialização ou plantio final;

-Deve ter fácil acesso para a chegada de insumos e/ou clientes;

-Deve ter fonte de água abundante, com qualidade, para irrigação;

-Deve possuir boas condições climáticas: não ter ventos fortes, bom arejamento e ser ensolarado;

-Deve possuir boa localização no relevo: estar à meia encosta e não ter mais de 3% de inclinação;

-Deve possuir solo com boas características físicas e boa drenagem;

-Também é importante que, na área, não haja plantas daninhas de difícil controle e que não façam sombra para as mudas.

Tipos de viveiros e mudas:
Viveiros provisórios: São construídos para atender a uma demanda específica. Geralmente se localizam na área do plantio para que as mudas já se adaptem às condições da região. Não há muitos gastos em instalações, já que serão desativados posteriormente.

Viveiros permanentes: São construídos com a finalidade de se produzir mudas por muito tempo. São bem planejados e divididos para comportar as áreas de produção, armazenamento, escritórios e outros.

Geralmente são escolhidas áreas próximas a mercados consumidores. No entanto, há um maior investimento em tecnologia permanente, como estufas, construções em alvenaria, sistemas de irrigação e outros.

Mudas de raízes nuas: São plantadas diretamente no campo e transplantadas com as raízes expostas. O cuidados são maiores no transplante para não danificar o sistema radicular. Na produção em campo, há maiores cuidados com as condições climáticas.

Mudas de raízes protegidas: São plantadas em embalagens ou bandejas e as raízes ficam envoltas por substratos. Existem embalagens biodegradáveis e não biodegradáveis. No primeiro caso, planta-se com a embalagem e no segundo não.

Tamanho da área e distribuição:
O tamanho da área do viveiro depende de vários fatores:

-Tipos de mudas que se pretende produzir: hortaliças, ornamentais, árvores, café e outras;

-Tipo de embalagens, bandejas, tubetes e outros que serão utilizados;

-Características de germinação dos tipos de sementes ou pegamentos de estacas;

-Perdas nas seleções de mudas ou repicagens;

Geralmente, 50% a 60% da área do viveiro destina-se à parte de produção. O restante são para os caminhos e as estradas, construções diversas e áreas de trabalho.

Instalações:
As instalações necessárias para um viveiro dependerão do objetivo do viveirista, mas basicamente são: casas de vegetação ou com sombrites, que oferecem controle de condições climáticas para a produção das mudas, que é o principal.

Galpão semiaberto para trabalhos em dias chuvosos e galpão de armazenamento de insumos.

Reservatório de água para irrigação e abastecimento geral do viveiro. Almoxarifado de ferramentas e local de sementeiras ou embalagens. Escritório e/ou local de recepção de clientes.

Ferramentas, equipamentos e insumos:
A compra destes está relacionada ao tipo de produção e às necessidades do local e dos trabalhadores. Vejamos:

-Ferramentas: enxadas, pás, tesouras de podas, serrotes, baldes, regadores e outros;

-Equipamentos: bombas, equipamentos de irrigação, misturadores de substratos, balança, pulverizadores e outros;

-Insumos: sementes, substratos, agroquímicos, adubos orgânicos e minerais e outros;

-Outros materiais: embalagens, bandejas, plásticos de estufa, sombrites e outros.


Miguel Pereira

Título: Viveiros De Mudas De Plantas

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 18

378 

Comentários - Viveiros De Mudas De Plantas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios