Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Viveiros De Mudas De Plantas

Viveiros De Mudas De Plantas

Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 18
Viveiros De Mudas De Plantas

Escolha do local:
-Deve estar próximo da área de comercialização ou plantio final;

-Deve ter fácil acesso para a chegada de insumos e/ou clientes;

-Deve ter fonte de água abundante, com qualidade, para irrigação;

-Deve possuir boas condições climáticas: não ter ventos fortes, bom arejamento e ser ensolarado;

-Deve possuir boa localização no relevo: estar à meia encosta e não ter mais de 3% de inclinação;

-Deve possuir solo com boas características físicas e boa drenagem;

-Também é importante que, na área, não haja plantas daninhas de difícil controle e que não façam sombra para as mudas.

Tipos de viveiros e mudas:
Viveiros provisórios: São construídos para atender a uma demanda específica. Geralmente se localizam na área do plantio para que as mudas já se adaptem às condições da região. Não há muitos gastos em instalações, já que serão desativados posteriormente.

Viveiros permanentes: São construídos com a finalidade de se produzir mudas por muito tempo. São bem planejados e divididos para comportar as áreas de produção, armazenamento, escritórios e outros.

Geralmente são escolhidas áreas próximas a mercados consumidores. No entanto, há um maior investimento em tecnologia permanente, como estufas, construções em alvenaria, sistemas de irrigação e outros.

Mudas de raízes nuas: São plantadas diretamente no campo e transplantadas com as raízes expostas. O cuidados são maiores no transplante para não danificar o sistema radicular. Na produção em campo, há maiores cuidados com as condições climáticas.

Mudas de raízes protegidas: São plantadas em embalagens ou bandejas e as raízes ficam envoltas por substratos. Existem embalagens biodegradáveis e não biodegradáveis. No primeiro caso, planta-se com a embalagem e no segundo não.

Tamanho da área e distribuição:
O tamanho da área do viveiro depende de vários fatores:

-Tipos de mudas que se pretende produzir: hortaliças, ornamentais, árvores, café e outras;

-Tipo de embalagens, bandejas, tubetes e outros que serão utilizados;

-Características de germinação dos tipos de sementes ou pegamentos de estacas;

-Perdas nas seleções de mudas ou repicagens;

Geralmente, 50% a 60% da área do viveiro destina-se à parte de produção. O restante são para os caminhos e as estradas, construções diversas e áreas de trabalho.

Instalações:
As instalações necessárias para um viveiro dependerão do objetivo do viveirista, mas basicamente são: casas de vegetação ou com sombrites, que oferecem controle de condições climáticas para a produção das mudas, que é o principal.

Galpão semiaberto para trabalhos em dias chuvosos e galpão de armazenamento de insumos.

Reservatório de água para irrigação e abastecimento geral do viveiro. Almoxarifado de ferramentas e local de sementeiras ou embalagens. Escritório e/ou local de recepção de clientes.

Ferramentas, equipamentos e insumos:
A compra destes está relacionada ao tipo de produção e às necessidades do local e dos trabalhadores. Vejamos:

-Ferramentas: enxadas, pás, tesouras de podas, serrotes, baldes, regadores e outros;

-Equipamentos: bombas, equipamentos de irrigação, misturadores de substratos, balança, pulverizadores e outros;

-Insumos: sementes, substratos, agroquímicos, adubos orgânicos e minerais e outros;

-Outros materiais: embalagens, bandejas, plásticos de estufa, sombrites e outros.


Miguel Pereira

Título: Viveiros De Mudas De Plantas

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 18

378 

Comentários - Viveiros De Mudas De Plantas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios