Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Orquídeas - saiba cultivá-las!

Orquídeas - saiba cultivá-las!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Bricolage Jardim
Orquídeas - saiba cultivá-las!

As orquídeas estão geralmente agrupadas em duas grandes categorias que caracterizam os seus hábitos de crescimento. As orquídeas monopodiais têm uma haste única na posição vertical, com as folhas dispostas opostas uma à outra ao longo da haste. A haste da flor aparece a partir da base das folhas mais superiores. As orquídeas com este tipo de crescimento incluem a phalaenopsis e as vandas.

O hábito de crescimento mais comum é o simpodial. Estas orquídeas crescem horizontalmente. As folhas e escapos florais formam-se na parte superior dos rebentos novos. Muitas orquídeas simpodiais formam pseudobulbos, que são brotos inchados que armazenam água e nutrientes para ajudar a planta a sobreviver a períodos de seca prolongada. As orquídeas simpodiais incluem a cattleya, a cymbidium, a dendrobium e a oncidium.

As orquídeas também podem ser classificadas pelo seu habitat natural, o que dá uma indicação dos níveis de humidade, temperatura e luz que elas preferem. as orquídeas nativas do trópico húmido, como as Phalaenopsis e Paphiopedilum, preferem temperaturas diurnas de 22° a 24°C, com 80 a 90 por cento de humidade. Eles são mais felizes numa janela do leste ou sudest da casa, onde a luz não seja muito intensa.

As orquídeas de clima quente incluem as cymbidiums e dendrobiums. Estas estão acostumadas a uma temperatura média de 13° a 21° C, e a terem uma fonte constante de humidade e boa circulação de ar. Elas geralmente são felizes numa janela virada para sul, embora possam precisar de um pouco de sombra durante o verão.

As Cattleyas e algumas oncidiums crescem onde os dias são secos e relativamente frescos. Elas são capazes de tolerar uma longa estação seca com temperaturas de 27 ° ou 32 °C, seguida por uma estação chuvosa distinta. A sua necessidade de luz é alta, então elas devem ser colocadas numa janela virada para sul e ensolarada.

As orquídeas de grande altitude, como as orquídeas Masdevallia e epidendrum, crescem nas florestas da onde as temperaturas médias são de 16° a 21°C, e a humidade apresenta valores muito altos. Estas orquídeas preferem luz filtrada que não seja muito intensa.

Procure a melhor área da sua casa para que a sua orquídea cresça e se desenvolva saudavelmente.


Ruben Duarte

Título: Orquídeas - saiba cultivá-las!

Autor: Ruben Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

657 

Comentários - Orquídeas - saiba cultivá-las!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios