Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Orquídeas - saiba cultivá-las!

Orquídeas - saiba cultivá-las!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Bricolage Jardim
Orquídeas - saiba cultivá-las!

As orquídeas estão geralmente agrupadas em duas grandes categorias que caracterizam os seus hábitos de crescimento. As orquídeas monopodiais têm uma haste única na posição vertical, com as folhas dispostas opostas uma à outra ao longo da haste. A haste da flor aparece a partir da base das folhas mais superiores. As orquídeas com este tipo de crescimento incluem a phalaenopsis e as vandas.

O hábito de crescimento mais comum é o simpodial. Estas orquídeas crescem horizontalmente. As folhas e escapos florais formam-se na parte superior dos rebentos novos. Muitas orquídeas simpodiais formam pseudobulbos, que são brotos inchados que armazenam água e nutrientes para ajudar a planta a sobreviver a períodos de seca prolongada. As orquídeas simpodiais incluem a cattleya, a cymbidium, a dendrobium e a oncidium.

As orquídeas também podem ser classificadas pelo seu habitat natural, o que dá uma indicação dos níveis de humidade, temperatura e luz que elas preferem. as orquídeas nativas do trópico húmido, como as Phalaenopsis e Paphiopedilum, preferem temperaturas diurnas de 22° a 24°C, com 80 a 90 por cento de humidade. Eles são mais felizes numa janela do leste ou sudest da casa, onde a luz não seja muito intensa.

As orquídeas de clima quente incluem as cymbidiums e dendrobiums. Estas estão acostumadas a uma temperatura média de 13° a 21° C, e a terem uma fonte constante de humidade e boa circulação de ar. Elas geralmente são felizes numa janela virada para sul, embora possam precisar de um pouco de sombra durante o verão.

As Cattleyas e algumas oncidiums crescem onde os dias são secos e relativamente frescos. Elas são capazes de tolerar uma longa estação seca com temperaturas de 27 ° ou 32 °C, seguida por uma estação chuvosa distinta. A sua necessidade de luz é alta, então elas devem ser colocadas numa janela virada para sul e ensolarada.

As orquídeas de grande altitude, como as orquídeas Masdevallia e epidendrum, crescem nas florestas da onde as temperaturas médias são de 16° a 21°C, e a humidade apresenta valores muito altos. Estas orquídeas preferem luz filtrada que não seja muito intensa.

Procure a melhor área da sua casa para que a sua orquídea cresça e se desenvolva saudavelmente.


Ruben Duarte

Título: Orquídeas - saiba cultivá-las!

Autor: Ruben Duarte (todos os textos)

Visitas: 0

657 

Comentários - Orquídeas - saiba cultivá-las!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios