Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Faça com que as suas plantas sobrevivam ao Inverno

Faça com que as suas plantas sobrevivam ao Inverno

Categoria: Bricolage Jardim
Comentários: 1

As plantas não sobrevivem, por norma, ao Inverno. As temperaturas baixas, a força do vento e a humidade excessiva do ar congregam-se fatalmente para cobrir todo o ambiente, incluindo as plantas. Mas saiba o que pode fazer para salvar algumas delas.

Algumas técnicas simples revelam-se bastante úteis quando se trata de salvar ou conservar uma planta. O «mulching» é uma delas e consiste na aplicação de serradura, casca de pinheiro, relva cortada, palha, musgo ou caruma ao toro das plantas (devendo deixar-se alguns centímetros livres para que a planta possa respirar). Antes da aplicação deve-se retirar todas e quaisquer ervas daninhas e esta técnica destina-se, essencialmente, a proteger as raízes do frio intenso. A aplicação de «mulch» deve manter-se durante todo o Inverno. Todavia, é necessário verificar regularmente se a terra se encontra húmida, pois pode correr o risco de secar e, tal acontecendo, em combinação com o gelo, pode revelar-se fatal para a planta. Logo, a rega nestes casos é fundamental.

Outra técnica bastante utilizada é a coberta. Colocam-se algumas estacas em torno da planta e cobre-se a mesma quando se prevê que vai, por exemplo, nevar ou gear. A cobertura deve ser um pano simples de algodão, uma serapilheira, uma tela ou um cobertor – devem evitar-se os plásticos e similares, pois impedirão a normal respiração da planta. A coberta deve ser removida sempre que ocorra chuva (desde que não muito intensa) e dever-se-á evitar que a mesma fique em contacto com as folhas, pois a acção do gelo poderia «colar» as folhas. Enquanto durar o Inverno, as estacas poderão manter-se no lugar, de maneira a colocar-se a coberta em função da variação do tempo.

Outra técnica eficaz designa-se de «tampa de neve» e é aplicada não por si… mas pela Natureza! Em climas mais frios, as plantas estão já preparadas para receber alguma neve, que funcionará como agasalho para a planta, desde que o peso não se revele excessivo. Neste caso, deve retirar-se a neve em demasia, para evitar que a planta se parta ou se deforme; tenha, no entanto, cuidado para não a remover por completo.

Finalmente, pode «mudar» as plantas mais sensíveis (e não adaptadas ao frio) para um vaso que colocará dentro de casa, ao abrigo das intempéries. Lembre-se também que as plantas que contêm seiva circulante nos seus ramos, podem suportar temperaturas até -2ºC. Por outro lado, se reparar que as suas plantas estão cobertas de gelo, regue-as antes de aparecer o sol, de forma a evitar o choque térmico – não é o gelo que causa a queimadura, mas sim a diferença súbita de temperatura.

Cuide das suas plantas no Inverno e transforme-as em seres vivos mais felizes!


Isabel Rodrigues

Título: Faça com que as suas plantas sobrevivam ao Inverno

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

785 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    16-10-2014 às 23:26:20

    Adorei as dicas para fazer as plantas sobreviverem no inverno. De fato, nessa estação é sempre bem complicado, mas com essas técnicas, tudo fica maravilhoso!

    ¬ Responder

Comentários - Faça com que as suas plantas sobrevivam ao Inverno

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios